26.6 C
Uberlândia
segunda-feira, julho 22, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioMercadoEm roteiro pela América do Sul, Expedição Safra confere colheita da soja

Em roteiro pela América do Sul, Expedição Safra confere colheita da soja

Equipe de técnicos e jornalistas vai visitar as principais regiões produtoras do Paraguai, Argentina e Uruguai

xpedição-Safra-PR_Jonathan-Campos_Gazeta-do-Povo
xpedição-Safra-PR_Jonathan-Campos_Gazeta-do-Povo

Assim como no Brasil, os agricultores do Paraguai, Argentina e Uruguai também colhem uma safra de retomada no ciclo 2016/17. Juntos, os três países têm potencial para colher quase 70 milhões de toneladas de soja e figuram, ao lado do Brasil, como os maiores produtores de grãos da América do Sul. Para acompanhar a colheita, o impacto do clima na produtividade e as movimentações comerciais, a Expedição Safra visita as principais regiões produtoras dos países vizinhos.

Segundo levantamento preliminar do projeto técnico-jornalístico, no Paraguai, a colheita já foi concluída e o país deve alcançar 10 mi de t da oleaginosa. Na terça-feira (18), o projeto realiza em Hernandarias (PY) a etapa internacional dos Seminários Expedição Safra 2016/17. Durante o evento, gerente do Núcleo de Agronegócio Gazeta do Povo e coordenador do projeto, Giovani Ferreira, vai falar sobre o impacto da supersafra norte-americana no mercado internacional de grãos.

Em seguida, a equipe acompanha os trabalhos nas lavouras de soja da Argentina, que sofreu com o excesso de chuva nas últimas semanas. “A água começou a baixar em algumas das zonas afetadas nos últimos dias pelas inundações, mas a colheita está atrasada“, explica o integrante da Expedição Safra, Gabriel Azevedo. Ainda assim, o país tem potencial para colher quase 56 milhões de toneladas da oleaginosa na temporada 2016/17. A equipe visita ainda a Bolsa de Comercio de Rosário, na província de Santa Fé (AR).

Para finalizar o roteiro pela América do Sul, técnicos e jornalistas percorrem as lavouras do Uruguai. Segundo Azevedo, “a soja volta a ser a estrela do campo uruguaio, com rendimentos que devem ter níveis históricos, depois de uma safra que não foi tão boa em 2015/16. Neste ano, a expectativa é colher 3,4 mi de toneladas de soja”.

——————————————

Sobre a Expedição Safra

Na estrada há 11 temporadas, a Expedição Safra faz um levantamento técnico-jornalístico da produção de grãos da América do Sul à América do Norte. Iniciativa do Agronegócio Gazeta do Povo, a sondagem periódica percorre 15 estados brasileiros, mais as principais regiões produtoras dos Estados Unidos, Paraguai, Argentina e Uruguai. Para ampliar a discussão sobre mercado, desde a temporada 2010/11 a Expedição estabeleceu os chamados roteiros extraordinários, com incursões à Europa (Alemanha, Holanda, Bélgica e França), Ásia (China e Índia) e ao Canal do Panamá.

ARTIGOS RELACIONADOS

Produção de cebolinha hidropônica no telado

Elisamara Caldeira do Nascimento Talita de Santana Matos Glaucio da Cruz Genuncio glauciogenuncio@gmail.com Doutores em Agronomia Bruno Rossafa Licenciado em Ciências Agrícolas A cebolinha (Alliumschoenoprasum) é originária do continente Europeu, pertencente...

Híbridos de milho com alto potencial produtivo

Laila de Carvalho Henrique lailah94@gmail.com Gilberto Pereira Lopes Christiano Lima de Oliveira Fernanda Alves Gomes Graduandos em Engenharia Agronômica - UFSJ/CSL e participantes do GEFIT Ensino/Extensão O Brasil é...

Tipos de colheita florestal

Gustavo Pereira Castro Engenheiroflorestal e consultor de colheita e estradas florestais da Malinovski gustavo@malinovski.com.br De acordo com os números mais recentes divulgados pela Ibá (2016), a área...

Café: Maturação dos frutos dita hora certa da colheita

Autores Daniel Soares Ferreira Doutorando em Fitotecnia – Universidade Federal de Viçosa (UFV) Dalyse Toledo Castanheira Doutora e professora na área de Cafeicultura...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!