12.6 C
Uberlândia
quarta-feira, maio 29, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesErros na solução nutritiva da alface hidropônica

Erros na solução nutritiva da alface hidropônica

Amanda Santana ChalesEngenheira agrônoma e mestranda em Ciência do Solo – Universidade Federal de Lavras (UFLA)amandaachales@gmail.com

Júlio César RibeiroEngenheiro agrônomo e doutor em Agronomia/Ciência do Solo – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)jcragronomo@gmail.com

Alface – Crédito: Jorge Barcelos

A produção hidropônica de alface tem se difundido cada vez mais no País, tendo em vista que essa hortaliça é a mais aceita pelos consumidores, além de apresentar um ciclo rápido e de fácil manejo, proporcionando também um retorno econômico mais rápido.

O manejo da solução nutritiva no sistema hidropônico é de suma importância para o adequado desenvolvimento das plantas, visto que ocorre uma variação com relação à proporção de nutrientes, considerando a demanda da cultura ao longo do seu desenvolvimento.

Alguns erros, como a falta de monitoramento diário de pH, condutividade elétrica e temperatura, podem proporcionar um alto impacto no crescimento das plantas de alface, assim como na sua produtividade. Além disso, é de suma importância a troca da solução nutritiva a cada cultivo, assim como a limpeza do sistema após cada ciclo de produção, proporcionando um produto com uma boa sanidade e qualidade.

Sem prejuízos

Para que prejuízos econômicos sejam evitados, é necessário que alguns cuidados básicos sejam tomados durante o cultivo. É fundamental que, diariamente, práticas simples, como o monitoramento da temperatura, pH e condutividade elétrica da solução sejam realizadas, evitando possíveis estresses às plantas, visto que estes são parâmetros indicativos da concentração de nutrientes na solução nutritiva.

Outro ponto importante a ser considerado está relacionado às épocas mais quentes ou mais frias do ano, dependendo da região. Deve-se ficar atento quanto ao tempo de circulação da solução nutritiva no perfil, tendo em vista que no inverno os intervalos de irrigação podem ser maiores em decorrência da menor taxa de transpiração e consumo de água.

Já no verão, os intervalos de tempo de circulação da solução nutritiva no perfil devem ser menores, devido à maior taxa de transpiração e consumo de água, a fim de não permitir que as plantas sofram estresses fisiológicos, ou até mesmo entrem em ponto de murcha permanente, levando à perda da produção.

Cuidados

Alguns cuidados devem ser levados em consideração no preparo da solução nutritiva, os quais abrangem desde a qualidade da água utilizada no cultivo até os tipos de sais/fertilizantes utilizados, visto que estes devem proporcionar a quantidade de nutrientes ideal para a planta e que não apresentem em sua composição algum outro elemento químico que seja prejudicial ao seu desenvolvimento e à saúde do consumidor.

Considerando que a água é o ponto de partida para o preparo da solução nutritiva, é de suma importância que análises químicas e microbiológicas sejam realizadas, a fim de se conhecer a concentração salina e os possíveis patógenos que podem estar presentes, e assim possibilitar um melhor controle de qualidade.

Outro ponto importante é a solubilidade dos fertilizantes utilizados para o preparo da solução nutritiva; fertilizantes mais solúveis proporcionam maior disponibilidade de nutrientes às plantas, no entanto, geralmente são mais caros, devendo ser observado seu custo x benefício.

No preparo e/ou ajuste de soluções nutritivas, cuidado especial deve ser tomado com as misturas dos fertilizantes, visto que alguns fertilizantes são incompatíveis, podendo ocorrer a formação de precipitados, deixando os nutrientes indisponíveis para absorção das plantas, como por exemplo, no caso da mistura direta de nitrato de cálcio com sulfatos e fosfatos.

O pH e a condutividade elétrica devem ser aferidos diariamente ao longo do desenvolvimento das plantas de alface, pois com a absorção de água e nutrientes ocorre a variação desses parâmetros, devendo-se, sempre que necessário, realizar o ajuste de nutrientes ao nível adequado de desenvolvimento das plantas.

[rml_read_more]

O ajuste da solução nutritiva pode ser realizado com a adição de água, de modo a repor a água absorvida pelas plantas e naturalmente evaporada das calhas, e com a adição de nutrientes por meio de “soluções estoque”, que são soluções nutritivas concentradas, as quais, quando adicionadas ao sistema produtivo, aumentam a quantidade de nutrientes, o que pode ser verificado por meio da medição da condutividade elétrica da solução.

pH dita as regras

Para que ocorra uma adequada absorção dos nutrientes pelas plantas, é fundamental que o pH da solução nutritiva seja ajustado após a adição dos sais à solução. O pH pode ser ajustado com a utilização de ácidos ou bases, como por exemplo, ácido nítrico ou clorídrico, hidróxido de sódio ou potássio, respectivamente, de acordo com a necessidade.

Considera-se uma faixa ideal de pH entre 5,5 a 6,5 e de condutividade elétrica de 1,8 mS cm-¹.

Custo envolvido

O custo com a solução nutritiva no sistema hidropônico não é muito elevado. Considerando uma produção de 30.000 plantas por mês, o valor gasto com solução nutritiva pode chegar a R$ 1.600,00 mensais, todavia, o custo pode sofrer variações em função do tipo de fertilizante utilizado.

Aspectos como tamanho do sistema, número de plantas, cultivar e tecnologia adotada podem influenciar diretamente nos custos produtivos, variando de região para região.

O cultivo hidropônico de alface permite ao produtor um retorno econômico mais rápido, considerando o menor ciclo de produção e o fácil manejo dessa hortaliça. O investimento inicial nesse tipo de cultivo, considerando a produção de 30.000 plantas, é de aproximadamente R$ 70.000,00, tendo como retorno mensal estimado R$ 5.000,00.

Contudo, os custos iniciais variam de região para região, e de acordo como as tecnologias adotadas no sistema produtivo, sendo imprescindível o acompanhamento técnico a fim de obter a maior produtividade e rentabilidade financeira.

ARTIGOS RELACIONADOS

Tropical Estufas: 25 anos de mercado

A Tropical Estufas completa 25 anos de história e inovação em cultivo protegido.

Benefícios dos aminoácidos e algas para o cultivo de cebola

  Lucas Anjos de Souza Pesquisador e professor - Instituto Federal Goiano, Polo de Inovação em Bioenergia e Grãos, campus Rio Verde (GO) lucasanjos22@yahoo.com.br Higor Ferreira Silva Victor Paulo...

Yara integra seu Sistema de Recomendação Nutricional ao e-commerce

Produtores podem solicitar, de forma virtual, um diagnóstico preciso para fomentar o aumento da produtividade e qualidade nos cultivos

Fertilizante e agrotóxico são a mesma coisa?

A utilização de fertilizantes permite um melhor crescimento das culturas agrícolas e, consequentemente, uma maior produção de alimentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!