18.6 C
Uberlândia
quinta-feira, junho 13, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioMercadoEstimativas para a safrinha de milho se mantêm e recorde é esperado

Estimativas para a safrinha de milho se mantêm e recorde é esperado

Clima e relações comerciais com a China podem afetar estoques de milho e soja, mas estimativas apontam produção recorde

Milho- Crédito: Shutterstock

Segundo a revisão da consultoria Stonex, a produção da safrinha de milho 2020/21 foi mantida estável. Estima-se que serão produzidas 82,4 milhões de toneladas da oleaginosa, um volume 10,8% acima do que foi produzido no mesmo período em 2019/20, configurando um recorde nacional.

Em relação à primeira safra, os números também não sofreram mudanças em relação ao divulgado em dezembro. O clima na região Sul do Brasil esteve seco pela falta de chuvas, o que afetou a produtividade local, especialmente nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Entretanto, as chuvas voltaram nas últimas semanas de dezembro, o que tende a reduzir os efeitos negativos na safra de verão. A produção deve ser de 25,32 milhões de toneladas, 3,2% a menos que no ciclo 2019/20. De acordo com a Conab, a terceira safra será de 1,64 milhão de toneladas.

A consultoria Stonex informa que a maior parte da oferta de milho depende da segunda safra. Questões relativas à demanda – como relações comerciais com a China e restrições do mercado argentino – podem trazer alterações nos números. Entretanto, a produção total de milho no ciclo 2020/21 pode chegar perto de 110 milhões de toneladas, abrindo a possibilidade de estoques finais maiores, estimados em 13,8 milhões de toneladas.

Soja

Quanto à produção de soja, a estimativa da Stonex reduziu a expectativa de 133,91 milhões de toneladas para 132,65 milhões. Segundo a consultoria, a redução é reflexo da queda da produção no estado do Mato Grosso, que deve colher 1,3 milhão a menos de toneladas do grão, num total de 34,4 milhões de toneladas. Tal contração se deu, também, pelo considerável período sem chuvas no início de dezembro.

A retomada das chuvas em todo o Brasil na segunda quinzena de dezembro amenizou as previsões quanto à produção de soja. As previsões indicam que o clima deverá permanecer favorável em janeiro, o que tende a garantir uma boa temporada para produtores em todo o país. Os estoques finais da safra 2020/21 estão estimados em 4,15 milhões de toneladas, mas os números poderão ser alterados dependendo das condições climáticas.

Fontes: Conab e StoneX. *NOTA: A produção total de milho inclui as estimativas para a primeira e segunda safras, além do número da Conab para a terceira safra.

ARTIGOS RELACIONADOS

Mercado exige híbridos de milho de alta qualidade

Se fizermos uma busca recente aos dados de produção sobre as principais culturas agrícolas ...

Desempenho da soja em área de pousio, sucessão e rotação de culturas

A Fundação MT desenvolve, há nove safras consecutivas, um estudo sobre o desempenho da soja em área de pousio, sucessão e em rotação de...

Palestra aborda os desafios técnicos do complexo de enfezamentos do milho

Durante o XXXXIII Congresso Nacional de Milho e Sorgo, o assunto será tratado na palestra do pesquisador Charles Martins de Oliveira, da Embrapa Cerrados (DF)

Novo inseticida para lagartas

A companhia de origem ítalo-japonesa Sipcam Nichino Brasil celebra o desempenho ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!