17.6 C
Uberlândia
quinta-feira, julho 18, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesExportações do agronegócio goiano crescem 62,8% em 2022

Exportações do agronegócio goiano crescem 62,8% em 2022

Crédito CNA

O agronegócio goiano encerrou 2022 com crescimento expressivo em faturamento e volume de exportações. O setor arrecadou US$ 11,7 bilhões em vendas externas, o que representou um aumento de 62,8% na comparação com 2021. Já o volume exportado cresceu 43,6%, atingindo 18 milhões de toneladas. Os números foram divulgados esta semana pelo governo federal, por meio da plataforma de Estatísticas de Comércio Exterior do Agronegócio Brasileiro (Agrostat) e do Observatório da Agropecuária Brasileira.

Em quatro anos, o faturamento do agro goiano com as exportações mais que dobrou. As receitas com as vendas externas saltaram 115,6%, passando de US$ 5,4 bilhões em 2019 para US$ 11,7 bilhões em 2022. “Nosso produtor soube se posicionar estrategicamente no mercado. Teve visão para aproveitar as oportunidades e trabalhou duro para entregar resultados”, destaca o governador Ronaldo Caiado, que ressalta também o trabalho sintonizado de toda a cadeia produtiva.

O secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tiago Mendonça, afirma que hoje, em Goiás, o setor todo dialoga e busca soluções para os problemas de forma conjunta. “Temos um governador que entende do assunto. Ele recriou a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e isso fez toda a diferença na articulação entre os diversos parceiros setoriais. Houve uma revolução em termos de investimentos em infraestrutura, crédito, assistência técnica, regulação e outros fatores que fazem a diferença para quem está lá na ponta, no campo”, argumenta.

Para efeito de comparação, em 2022, a Câmara Deliberativa do Conselho de Desenvolvimento do Estado aprovou 1.423 cartas-consulta e autorizou R$ 1,7 bilhão em financiamentos do Fundo Constitucional do Centro-Oeste, em sua modalidade Rural (FCO Rural). Em 2019, foram 362 cartas e R$ 811,9 milhões.

Mais comercializados
Em 2022, o complexo soja foi o produto mais comercializado com outros países pelo agro estadual. Com US$ 7,7 bilhões de receita, o item respondeu por 66% de todo o faturamento do setor com as vendas externas. As carnes vieram em segundo lugar, com US$ 2 bilhões. Cereais, farinhas e preparações ficaram na terceira posição, com US$ 947,8 milhões. O complexo sucroalcooleiro ocupou a quarta posição, com US$ 387,3 milhões.

Entre os 10 produtos com maiores arrecadações ficaram ainda: fibras e produtos têxteis (US$ 235,9 milhões); couros, produtos de couro e peleteria (US$ 180,7 milhões); demais produtos de origem animal (US$ 124,5 milhões); café (US$ 53,1 milhões); produtos oleaginosos (US$ 33,9 milhões) e demais produtos de origem vegetal (US$ 25,6 milhões).

O principal cliente do agro goiano foi a China, com US$ 6,2 bilhões em compras. Na segunda posição ficou o Irã, com US$ 420,5 milhões. Indonésia, Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Vietnã, Índia, Países Baixos (Holanda) e Bangladesh fecharam o ranking de 10 maiores.

As importações do setor agropecuário estadual, por outro lado, somaram R$ 142,2 milhões, com destaque para cereais, farinhas e preparações (principalmente malte e farinha de trigo); produtos oleaginosos (principalmente óleo de dendê ou palma); lácteos (principalmente leite em pó); demais produtos de origem vegetal e produtos florestais.

ARTIGOS RELACIONADOS

Ferrugem da soja já causou R$ 150 bilhões em prejuízos no Brasil

Se não controlada, doença causaria explosão de preços de carnes, óleo e alimentos, inclusive veganos.

Planejamento X falta de fertilizantes no agro nacional

O Brasil importa em média 85% da sua demanda de adubos e com as sanções internacionais impostas à Rússia por causa da invasão da Ucrânia, o risco de escassez desses produtos é enorme.

Quais as perspectivas para o agronegócio em 2023?

Estudo que demonstra panorama das startups agro neste ano abrem portas para análises sobre o futuro do setor.

Defensivos agrícolas – Estudos trazem novidades

A utilização de defensivos agrícolas em diferentes culturas do agronegócio brasileiro ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!