14.3 C
Uberlândia
segunda-feira, julho 15, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosGrãosFeijoeiro: Enraizamento auxilia em período de estiagem

Feijoeiro: Enraizamento auxilia em período de estiagem

Autores

Maria Idaline Pessoa CavalcantiEngenheira agrônoma e doutoranda em Ciência do Solo – Universidade Federal da Paraíba (UFPB)idalinepessoa@hotmail.com

José Celson Braga Fernandes Engenheiro agrônomo e doutorando em Biocombustíveis UFU/UFVJM – Fundador da Agro+celsonbraga@yahoo.com.br

Broto de feijão – Crédito Shutterstock

O equilíbrio do solo é a chave para a estabilidade produtiva e a garantia de qualidade na lavoura. Um dos aspectos fundamentais para o desenvolvimento das plantas é o sistema radicular bem desenvolvido, o qual fará a absorção de água e nutrientes. As raízes com adequado desenvolvimento suportam melhor as mudanças de ambiente, pois o sistema radicular das plantas permite maior área de contato com o solo, justificado pelo maior volume de raiz.

É necessário o uso de um manejo nutricional que favoreça o enraizamento das culturas. A fertilização suplementar do substrato com os nutrientes cálcio (Ca) e enxofre (S) atua no aumento da porosidade do solo, promovendo sua descompactação e, consequentemente, um maior enraizamento das plantas do feijoeiro.

Então, quanto maior a densidade do sistema radicular, maior a área de contato com o solo em suas camadas, o que reduz significativamente os efeitos negativos à planta, como por exemplo, a redução da atividade fotossintética, diminuição do crescimento, entre outros sintomas causados pelo estresse hídrico.

Como funciona

A cultura do feijão exige solos ricos em matéria orgânica e em elementos fertilizantes para nutrir o solo. É preciso ter condições químicas e físicas em cada cultura para que haja um processo maior a ser explorado. A correção de solo ajuda a formar um perfil estrutural mais profundo.

Com este conjunto de práticas, é possível beneficiar a planta em diversos aspectos. A melhoria  na capacidade de absorção de água, uma vez que o vegetal precisa dela para que seu metabolismo ocorra e também para que os nutrientes sejam absorvidos.

Os nutrientes são extremamente importantes. É pela absorção deles que se aumenta a capacidade produtiva da planta. O maior volume radicular também permite o aumento da formação de nódulos e, consequentemente, maior presença da bactéria Rhizobium, que se instala nas raízes da planta e captura o nitrogênio presente no ar, fornecendo o elemento à planta.

O maior acúmulo de reservas é acumulado principalmente nas raízes e no caule. Então, quanto maior o volume radicular, maior a capacidade de reserva, que serve para um momento de estresse hídrico, por exemplo, quando a fotossíntese é reduzida.

Manejo

Fontes de cálcio e enxofre solúveis estão sendo aplicadas com grande sucesso, principalmente no Sul do Brasil, que sofre com severas estiagens. Podem ser aplicados na forma granulada, que apresenta grandes ganhos para o produtor em termos de redução de custo e quantidade de aplicação.

Produtos como o sulfato de cálcio granulado atuam nas camadas mais profundas do solo, combatendo o vilão alumínio tóxico e melhorando o ambiente radicular.

[rml_read_more]

A aplicação superficial de gesso agrícola é uma alternativa para a melhoria do ambiente radicular nas camadas subsuperficiais, devido à presença do sulfato e da sua característica de carrear cálcio em profundidade.

Porém, de forma alguma o gesso deve substituir o calcário e sim complementar (Soratto, et al., 2010), com a finalidade de fornecer cálcio e enxofre para solos deficientes, além de neutralizar e lixiviar o alumínio trocável presente nas camadas subsuperficiais, melhorando assim, o desenvolvimento do sistema radicular das plantas (Pita et al., 2004.)

Em campo

Elementos como o cálcio e o enxofre não recebiam muita atenção, e poucos trabalhos haviam sido desenvolvidos levando em conta suas funções como nutriente. Mais recentemente, o interesse dos fisiologistas vegetais por esses nutrientes tem aumentado, em virtude de suas funções. A calagem é uma prática agrícola capaz de alterar várias características químicas e biológicas do solo. Castro et al. (2004) obtiveram incremento na massa seca das raízes do feijoeiro quando se utilizou regulador de crescimento até a concentração de 10 mL kg-1 de semente.

O  custo-benefício que este produto oferece apresenta várias soluções em uma só: auxilia na descompactação do solo; enraizamento; redução do alumínio tóxico; lavoura mais resistente à seca e, consequentemente, aumento de produtividade.

ARTIGOS RELACIONADOS

Produtores de feijão do PR e SC podem adquirir na Embrapa sementes da cultivar BRS Esteio

A Embrapa está ofertando, para os produtores de sementes de feijão dos Estados do Paraná e de Santa Catarina, sementes da cultivar de feijão...

Solo: sua diversidade

Agrivalle, empresa pioneira no segmento de bioinsumos no Brasil, realizou no dia ...

Como melhorar o arranque inicial do milho com as algas?

AutoresMarcos Vinícius Vieira dos Santos Graduando em Agronomia – Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), campus Paragominas Jadiel Vieira Cordeiro Graduando em Zootecnia...

As maiores produtividades de soja nesta safra

Leonardo Machado Engenheiro agrônomo e secretário executivo da ABRASS   A produtividade é uma variável importantíssima nos processos de avaliação de safra. São vários os fatores que...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!