27.9 C
Uberlândia
quarta-feira, fevereiro 28, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesFertiGlobal

FertiGlobal

Soluções técnicas em sustentabilidade

Ricardo WolfgrammGerente técnico Agrigento Fertiglobal para o Brasil e Paraguai

Lavoura – Crédito: Shutterstock

A FertiGlobal é uma empresa presente em todos os continentes, provendo soluções técnicas para todas as culturas agrícolas e respeitando o meio ambiente. A estratégia mundial da FertiGlobal é jogar no campo da proteção de cultivos; não por meio do fornecimento de agroquímicos, mas com uma nutrição equilibrada em todas as fases do desenvolvimento da planta. No Brasil e no Paraguai, a FertiGlobal Agrigento avança muito com produtos multifuncionais, com patentes exclusivas e vanguarda em tecnologia.

A estratégia da FertiGlobal está embasada no entendimento das reais necessidades das plantas cultivadas e na melhoria geral do ambiente das plantas, promovendo o desenvolvimento com menores níveis de estresses, sejam estes de origem biótica ou abiótica.

O modelo de agricultura praticado no mundo está muito longe dessa realidade. Por anos, as áreas agrícolas têm sido cultivadas de forma “extrativista”, provocando degradação e a contaminação do solo, destruindo o equilíbrio ambiental que a natureza construiu por milhões de anos.

Evolução agrícola

A visão de uma nova agricultura busca reparar esses danos causados, reequilibrando o sistema produtivo. É nesse modelo de agricultura, nova, moderna, sustentável, em que a FertiGlobal se insere e desenvolve, com base na sua estratégia global, os Crop Management Programs (CMP).

O CMP é um programa de gerenciamento nutricional personalizado desenvolvido e pensado em todos os sistemas produtivos, desde o menos até o mais tecnificado; seja o sistema produtivo de um agricultor familiar ou um grande grupo agrícola.

Para “construir” um CMP é necessário conhecer muito mais do que apenas as demandas nutricionais da cultura estudada – é necessário fazer uma análise do sistema de produção adotado pelo produtor, conhecer o histórico de cultivos da área, suas principais limitações e capacidades, ou seja, nunca um CMP será igual ao outro. As tecnologias recomendadas para uma mesma cultura podem ser diferentes de acordo com a região e os problemas detectados.

Uma imagem contendo edifício, roxo, mesa, rosa

Descrição gerada automaticamente

Figura 1: Câmara de crescimento vegetal onde nossas tecnologias são testadas. Larderello, Itália.

Tecnologias

Dentro do CMP, a tecnologia líder é a EnNuVi, um acrônimo das palavras Enriquecer, Nutrir e Vitalizar, que norteiam todos os produtos da linha, nas diferentes fases de desenvolvimento de uma cultura agrícola.

EnNuVi é uma tecnologia inovadora e patenteada, baseada no uso de compostos polifenólicos, extratos vegetais oriundos de diferentes espécies de plantas, purificados e concentrados em nível industrial.

Alguns compostos polifenólicos são bastante conhecidos, tais como os taninos, a lignina, as benzoquinonas e os flavonoides. Todas essas moléculas estão diretamente ligadas à proteção, defesa e sanidade vegetal, ou seja, aos processos naturais de defesa das plantas.

No complexo industrial da FertiGlobal, em Larderello na Toscana/Itália, é onde ocorre o processo de produção dos produtos da tecnologia EnNuVi, no qual compostos polifenólicos são quimicamente reagidos com nutrientes essenciais ao desenvolvimento vegetal.

Esse processo químico é conhecido por complexação, ou seja, nutrientes catiônicos (bivalentes) e as cargas residuais negativas presentes nas estruturas dos polifenóis se unem. A resultante desse processo de complexação é uma nova molécula – muito mais estável do que os compostos anteriores (Figura 2).

Comercialmente, no Brasil a FertiGlobal oferece dois produtos baseados na tecnologia EnNuVi: Mantus, um composto cobre-polifenólico e Thesan, um composto manganês-polifenólico.

Figura 2: Estrutura molecular de um composto íon-polifenólico, em que as esferas coloridas representam diversos cátions (Cu, Zn, Mn, Mg, Ca) complexados por uma molécula de polifenol.

Após a finalização do processo de desenvolvimento dessas novas moléculas, elas foram testadas no campo. A proposta inicial foi enfraquecer o tratamento dito como “padrão de recomendação”, agregando os produtos embasados na tecnologia EnNuVi ao manejo fitossanitário.

Figura 3: Ensaio safra 2020/21 – Ceres Consultoria, Primavera do Leste (MT). Padrão Ceres para fungicidas sítio-específicos: V6 – Picoxistrobina 200 g/L + Ciproconazol 80 g/L (0,3 L/ha), R1 – Azoxistrobina 80 g/kg + Benzovindiflupir 150 g/kg (0,2 g/ha), R3 –Bixafem 125 g/L + Protioconazol 175 g/L + Trifloxistrobina 150 g/L (0,5 L/ha), R5.1 –Picoxistrobina 200 g/L + Ciproconazol 80 g/L (0,3 L/ha), R5.4 –Trifloxistrobina 375 g/L + Ciproconazol 160 g/L (0,2 L/ha).Mantus foi utilizado na dose de 0,3 L/ha.

Resultados

Nesse ensaio, realizado na safra 2020/21, o uso de produtos EnNuVi (Mantus) promoveu incrementos significativos na sanidade vegetal e, consequentemente, na produtividade na cultura da soja (Figura 4).

Outro ponto a ser observado no ensaio realizado foi a menor fitotoxicidade causada pelas moléculas químicas utilizadas no tratamento, em que a Tecnologia EnNuVi foi inserida (Figura 3). O uso do Mantus atenuou os sintomas inerentes à fitotoxicidade provocada pela aplicação de alguns fungicidas sítio-específicos na soja.

Figura 4: Ensaio safra 2020/21 – Ceres Consultoria, Primavera do Leste (MT). (A) Testemunha; (B) Padrão Ceres para fungicidas sítio-específicos; (C) Padrão Ceres + Mantus (0,3 L/ha). Imagens obtidas sete dias após a última aplicação dos tratamentos (R 5.4).

Estudos e pesquisas

O modo de ação dos produtos em base tecnologia EnNuVi foi estudado, inicialmente, na Alemanha, no Instituto HGoTech, ligado à Universidade de Bonn, sob a supervisão do professor Dr. Heiner Goldbach.

No Brasil, os estudos estão sendo realizados com a Universidade Federal de Viçosa (UFV), sob a supervisão do professor Dr. Fabrício Rodrigues, do Departamento de Fitopatologia e com o Ideelab, sob a supervisão do Dr. Ronaldo Dalio e do professor Dr. Sérgio Pascholati.

Esses estudos ocorrem em nível molecular e bioquímico – determinação de expressão gênica e das rotas metabólicas que são bioativadas com o uso de produtos em base tecnologia EnNuVi.

Além disso, estão sendo estudados os efeitos em plantas submetidas a déficit hídrico. Ensaios prévios demonstraram efeitos positivos em plantas tratadas com a tecnologia EnNuVi. Finalmente, testes realizados pelo Ideelab comprovaram a compatibilidade de Mantus e Thesan com microrganismos utilizados no controle biológico de fitopatógenos.

A agricultura brasileira precisa voltar os olhos para as exigências dos mercados internacionais. Algumas moléculas químicas comumente utilizadas pelos agricultores no Brasil já têm o seu uso proibido na União Europeia, o que poderá levar a embargos de mercadorias (grãos, frutas, fibras) produzidas em larga escala pelo agronegócio brasileiro.

Aquele que se preparar e se antecipar para essa realidade latente, buscando tecnologias alternativas e sustentáveis, poderá se diferenciar no agronegócio e acessar mercados mais exigentes, garantindo a comercialização do seu produto.

A tecnologia EnNuVi já é uma realidade, com resultados consistentes ao longo de várias safras, em diferentes cultivos e em diferentes regiões.

ARTIGOS RELACIONADOS

Campo & Negócios tem agora Informe Técnico Online

Novo Informe Técnico Online chega para suprir todas as necessidade em informações de ponta sobre as frutas e hortaliças mais plantadas do Brasil.

Mapeamento da fertilidade do solo mostra o caminho da produtividade

Alberto Bernardi Pesquisador da Embrapa Pecuária Sudeste alberto.bernardi@embrapa.br Os produtores investem cada vez mais em tecnologia, informática e técnicas que têm viabilizado a Agricultura de Precisão...

26º Prêmio Ernesto Illy tem vencedores de três regiões mineiras

Campeões do tradicional concurso de qualidade do café vêm do Cerrado Mineiro, Chapada e Matas de Minas Minas Gerais demonstrou a excelência de seus cafés...

Versatilidade da heveicultura

Antônio de Pádua Alvarenga Engenheiro agrônomo, mestre e doutor em Fitotecnia e pesquisador científico da Epamig padua.alvarenga@gmail.com A seringueira (heveicultura) pode ser considerada uma das mais importantes...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!