27.4 C
Uberlândia
quinta-feira, fevereiro 29, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosHortifrútiFertilizantes + aminoácidos = mais tuberização da batata

Fertilizantes + aminoácidos = mais tuberização da batata

Aldeir Ronaldo Silva
Engenheiro agrônomo e doutorando direto em Fisiologia e Bioquímica de Plantas – ESALQ/USP
aldeironaldo@usp.br

A batata é considerada uma cultura-chave na produção agrícola mundial, sendo a terceira cultura alimentar mais importante do mundo. Grande parte da produção é consumida na forma in natura e em torno de 10% da produção é destinada para industrialização na forma chips e batata palha pré-frita congelada.
Com relação a essa produção brasileira, é de aproximadamente 3,5 milhões de toneladas nos Estados de Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Goiás e Bahia. Nisto, é cada vez mais importante a associação de técnicas com a finalidade de aumentar a produtividade ou evitar a perda em virtude de fatores ambientais causadores de estresse.
O uso de fertilizante com aminoácidos, aplicado de forma conjunta ou individual, propicia uma maior produção de fotoassimilados e direcionamento dos mesmos para os órgãos-drenos da planta durante a fase de tuberização.
Os fertilizantes aplicados via foliar são também importantes para a alta produtividade, pois, em geral, suas composições são compostas tanto por macro como micronutriente, que estão envolvidos em vários processos de crescimento e desenvolvimento.
Já os aminoácidos são importantes na síntese de proteínas, compostos intermediários da biossíntese de hormônios vegetais. Em ambos os casos, a deficiência de fertilizantes ou a não suplementação de aminoácidos resulta em diminuição da tuberização das batatas e também promove uma menor resistência aos estresses abiótico e biótico.

Benefícios comprovados

Entre os benefícios dos fertilizantes, em destaque os foliares, para a cultura da batata, estão a maior absorção dos micronutrientes e plantas de batata mais resistentes ao ataque de fungos e bactérias, rápida absorção dos nutrientes, sendo que, quando aplicados via solo, podem ocorrer perdas quanto aos processos de volatilização ou lixiviação, diminuindo as perdas quando aplicados nas folhas e aumentando a eficiência da técnica.
Os aminoácidos promovem vários benefícios para a cultura da batata, entre os quais o equilíbrio no metabolismo vegetal e contribui para a regulação de vários processos fisiológicos em todas as fases da cultura, como emergência, fase vegetativa, floração e maturação dos grãos.
Outro benefício é referente ao aumento da atividade fotossintética, por meio da glutamina e glutamato que, juntos, atuam na biossíntese de clorofila, resultando na produção de carboidratos que serão translocados para o processo de tuberização na batata.
Os aminoácidos também promovem a redução da toxicidade de defensivos agrícolas pelo estímulo na síntese de proteínas, facilitando as reações químicas celulares. Outro benefício dos aminoácidos é seu efeito quelante, que possibilita que macro e micronutrientes catiônicos agreguem aos aminoácidos, promovendo uma maior penetração na membrana cuticular.
A associação entre fertilizante e aminoácidos promove um maior fluxo de nutrientes e e fotoassimilados através do floema, levando a uma maior tuberização das batatas, possibilitando maior produtividade e lucratividade para os produtores.

Detalhes do manejo

[rml_read_more]

Para implementação da técnica é necessário o acompanhamento de um profissional, para garantir o máximo de eficiência da técnica. Nisto, é importante a realização de análise de fertilidade e das folhas, com o objetivo de identificar carências nutricionais.
A partir dessas análises, é recomendável a escolha de fontes que priorizem os nutrientes que estão em deficiência para a cultura da batata. Dessa forma, é necessário cuidado quanto à escolha em função da variedade de produtos comerciais com composição diferente.
Em geral, essa técnica do fertilizante com aminoácidos é aplicada via foliar em virtude das facilidades de manejo na cultura da batata. Além disso, outros pontos que contribuem para esse fato são a possibilidade de aplicação com outros compostos químicos, como bioestimulantes, hormônios vegetais e defensivos agrícolas, possibilitando assim uma redução de custo.
Grande parte da aplicação ocorre durante a fase de crescimento vegetativo, com o objetivo de promover a máxima produção de carboidratos oriundos da fotossíntese, que serão direcionados para a fase de suberização da batata.
Com relação às dosagens, é recomendável a aplicação com base nas recomendações dos fabricantes ou, no caso de fertilizantes, a partir de manuais de adubação estabelecidos para cada região produtiva. Quanto à aplicação, deve ser realizada em dias com temperatura não elevada, períodos sem precipitação pluviométrica e dias com baixa velocidade do vento.

Mais produtividade

O uso de fertilizantes mais aminoácidos propicia ganhos produtivos na batata em virtude do aumento de translocação de nutrientes e reservas de carboidratos para as raízes, promovendo assim maior desenvolvimento e qualidades nutricionais.
Nisto, além do ganho produtivo, o uso dessa técnica permite o aumento da qualidade nutricional da batata, promovendo uma dieta mais saudável para o consumo humano. Como efeito indireto dessa técnica é observada a diminuição quanto ao uso de produtos químicos para defesa da planta ao ataque de patógenos e pragas, em virtude dos benefícios oriundos dos aminoácidos e fertilizante no sistema de defesa da batata. Resulta, assim, na redução de custo e perdas oriundas do ataque.
Estudos realizados no Estado do Espírito Santo com a aplicação de fertilizantes mais aminoácidos mostram aumento produtivo em torno de 20% em comparação com o controle. Em outro estudo realizado no Estado de Minas Gerais, também foi observado que a aplicação de fertilizantes promoveu o aumento da absorção de macro e micronutrientes durante o cultivo da batata, que resultou no aumento da produção de tubérculos de batata.

Consequências dos erros

Entre os erros mais recorrentes dessa técnica, destacam-se o uso de produtos sem garantia de procedência de fabricação e composição química, podendo acarretar em efeito de toxicidade e redução da produtividade. Outro erro também comum é a aplicação de fontes inadequadas para as necessidades nutricionais da batata, causando assim o desbalanceamento nutricional e efeito antagônico dos nutrientes.
A aplicação de doses elevadas também é um erro comum, causando assim a redução de absorção de outros nutrientes e a diminuição de processos como atividade fotossintética, resultando em perdas quanto à produção de carboidratos e tubérculos de batata menores.
A aplicação em dias com temperaturas elevadas e alta velocidade dos ventos resulta em perdas quanto à volatilização e perda por deriva.

ARTIGOS RELACIONADOS

Algas marinhas aumentam o peso da batata

Nilva Terezinha Teixeira Engenheira agrônoma, doutora em Solos e Nutrição de Plantas e professora de Nutrição de Plantas, Bioquímica e Produção Orgânica do Centro...

É hora de plantar batatas

Laila de Carvalho Henrique Graduanda em Engenharia Agronômica da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) " CSL e coordenadora de Ensino e Extensão -...

Aminoácidos podem recuperar o cultivo de alface?

Autor Jean de Oliveira Souza Engenheiro agrônomo e doutor em Agronomia/Produção Vegetal jsoliveira1@hotmail.com Na produção de mudas e no cultivo intensivo da alface...

SP regulamenta criação de abelhas nativas sem ferrão

A Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA) publicou a Resolução 11/2021, que cria a categoria de fauna silvestre meliponário e regulamenta a criação de abelhas nativas sem ferrão no estado de São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!