20.6 C
Uberlândia
quinta-feira, maio 23, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasFrutas Katira: produção de laranja cresce 24% e projeção para citrus é...

Frutas Katira: produção de laranja cresce 24% e projeção para citrus é de 20%

No ano passado, em relação a 2022, a empresa ampliou em 24% a produção de laranjas e registrou alta de 6% na colheita do limão tahiti

Divulgação

A Frutas Katira, grande empresa do setor citrícola nacional, projeta ampliar em 20% a produção de limões tahiti, de laranja pera e de lima da pérsia este ano em relação ao ano passado, sem ampliar a área de cultivo, a partir do uso de novas tecnologias e estratégias no campo. Em 2023, a empresa registrou aumento de 24% na produção de laranja pêra e lima da pérsia, em relação a 2022 e de 4,0% na produção de citrus em geral. Os avanços da companhia, uma das maiores fornecedoras de limão do mercado nacional, destacam o compromisso com a qualidade e inovação.

Em 2023, a empresa colheu 10,3 mil toneladas de laranjas e limas, ante 8,3 mil toneladas do ano anterior. No geral, a produção foi de 29,6 mil toneladas de citrus no ano passado e de 28,6 mil toneladas em 2022.

A Katira tem feito investimentos em especialização, infraestrutura e tecnologia, que possibilitam o avanço contínuo de crescimento no mercado, visando também cada vez mais sustentabilidade. Entre as inovações tecnológicas e estratégias de processo estão o sistema de recirculação interna de ar, a não utilização de defensivos químicos e a inclusão de biológicos e sanitizantes no packing, a construção de cinco usinas de energia fotovoltaicas e o tratamento de reciclagem de resíduos das propriedades.

“Vamos construir um novo packinghouse para processar a quantidade necessária de citros com o objetivo de fornecer frutas de qualidade com segurança a todos os nossos atuais e futuros clientes”, explica Júlio Del Grossi, presidente da Katira, reafirmando os valores de seleção e qualidade assegurados pela empresa.

A Katira Frutas já é reconhecida no mercado pela alta qualidade, boa procedência dos produtos que comercializa e pelos cuidados rigorosos, desde o cultivo até a entrega final aos consumidores. A expectativa de Del Grossi é que a taxa de crescimento seja mantida nos próximos anos. “Nossas expectativas continuam sendo de crescimento mínimo de 20% ao ano, apostando na força de nosso mercado interno e no crescimento da economia para alavancar esses números”, afirma o presidente da Katira.

A empresa de citricultura identificou oportunidades de crescimento principalmente devido à redução na oferta de laranjas e na falta de limões de maior qualidade no mercado nacional, causada por pragas, doenças e condições climáticas adversas. Esse cenário tem potencial para impactar os preços dessas frutas, principalmente das laranjas, nos próximos anos, segundo Del Grossi.

Para manter o ritmo de crescimento e alcançar as metas para o próximo período, a Katira vai continuar investindo em qualificação da equipe e novos processos de controle. A empresa manteve sua oferta alinhada com a demanda do mercado, justamente expandindo a presença em redes mercadistas nos estados de Minas Gerais, Paraná, Brasília e São Paulo, local de predominância.

Atualmente, a companhia conta com a parceria com o Pão de Açúcar, futuramente com marca própria e também pelo fornecimento das frutas de marca própria do Carrefour e OBA. Além dessas três grandes potências do varejo nacional, a Katira também realiza parcerias de distribuição de frutas com as principais redes varejistas do Estado de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Distrito Federal.

“Acreditamos muito na qualidade e procedência da nossa mercadoria. Devido à tecnologia que empregamos e o cuidado desde o campo, respeitamos todos os princípios para termos um ótimo produto e alimento seguro na mesa do consumidor”, afirma Del Grossi.

ARTIGOS RELACIONADOS

Super Colheita incentiva bons hábitos de alimentação

A proposta é mostrar a enorme variedade de cultivares e incentivar o aumento de consumo de hortaliças por brasileiros, que hoje consome um terço...

Qual a importância de escolher bem as mudas e porta-enxertos?

AutoresDiego Munhoz Gomes Graduando em Engenharia Florestal - UNESP/FCA diegomgomes77@gmail.com Roque de Carvalho Dias roquediasagro@gmail.com Leandro Bianchi leandro_bianchii@hotmail.com Samara Moreira Perissato samaraperissato@gmail.com Vitor...

A essencialidade do gesso agrícola na correção do solo

    Ricardo Wolfgramm Engenheiroagrônomo e sócio da Equilíbrio Rural ricardo_wolfgramm@yahoo.com.br Atualmente vivemos um momento na agricultura brasileira onde o que importa é produzir mais com menores custos por...

Detonator® – Lançamento da Oro Agri também será exportado para todo o mundo

Evento realizado pela primeira vez no País oferece soluções para combater plantas daninhas de difícil controle, que causam prejuízos na ordem de US$ 9 bilhões apenas...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!