25.6 C
Uberlândia
terça-feira, junho 18, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesFungicida entrega eficácia próxima a 90% no controle de cercosporiose e ferrugem

Fungicida entrega eficácia próxima a 90% no controle de cercosporiose e ferrugem

Divulgação

Introduzido no mercado no ano passado, o fungicida de marca Vitene®, da companhia de origem ítalo-japonesa Sipcam Nichino Brasil, é descrito como uma ferramenta estratégica para produtores de milho. De acordo com agrônomos, a solução agroquímica conta com recomendações para mais de 20 cultivos e tem sido utilizada com êxito, sobretudo, em algodão milho e feijão. No milho, por exemplo, Vitene® mostrou eficácia próxima a 90% no controle da cercosporiose (Cercospora zeae-maydis) e ferrugem (Puccinia polysora).

De acordo com o engenheiro agrônomo José de Freitas, da área de desenvolvimento de mercado, esse indicador foi obtido em análises recentes realizadas juntamente às instituições de pesquisa Fundação ABC, no Paraná e Desafios Agro, no Mato Grosso do Sul. “Além do elevado padrão de controle das doenças, num dos campos avaliados com Vitene® o retorno em produtividade chegou a 9.869 quilos por hectare de milho, acima de todos os tratamentos-padrão.”

“Cercosporiose e ferrugem-polissora figuram entre as mais severas ocorrências fúngicas do milho. Em cultivares suscetíveis aos patógenos, as perdas em produtividade podem atingir de 70% e 90% da lavoura”, alerta Freitas.

Conforme Freitas, a cercosporiose se faz presente em muitas áreas de milho do País. Os principais sintomas constituem manchas retangulares de cor cinza ou irregulares e lesões junto às ‘nervuras’ da cultura. “Já a ferrugem-polissora se manifesta nas folhas mais baixas inicialmente, por meio de pústulas de coloração amarela ou dourada. Ambas as doenças interferem negativamente no vigor e no peso dos grãos”, complementa ele.

José de Freitas lembra ainda que o tratamento do milho com Vitene® deve ser feito preventivamente, “com a primeira aplicação na fase vegetativa da cultura”, embora o fungicida apresente efeitos satisfatórios em tratamentos curativos iniciais. “Trata-se de um fungicida de ação sistêmica do grupo das estrobilurinas e dos triazois, de penetração e distribuição rápida na área tratada.”

Antes de chegar ao mercado, enfatiza Freitas, o fungicida Vitene® passou por mais de 50 experimentos em nível de campo, e seu registro estende-se às seguintes culturas, além do milho: algodão, batata, berinjela, beterraba, cebola, cevada, citros, girassol, goiaba, mamão, manga, melancia, melão, morango, pepino, pimentão, soja, tomate e trigo.

ARTIGOS RELACIONADOS

Fungicidas protetores movimenta R$ 2,1 bilhões

O estudo BIP – Business Inteligence Panel Soja, da Spark Inteligência Estratégica, recém-concluído ...

Brasil contra a Ferrugem na Soja

Bayer e UPL têm atitude inovadora em prol do produtor e manejo de resistência   O manejo de resistência é a principal ferramenta de controle da Ferrugem Asiática...

Controle e manejo biológico são as armas contra nematoides

Controle e manejo biológico são as armas do presente e do futuro contra nematóides, projetam especialistas no 38 CBN

Silício contra a traça-do-tomateiro

O silício funciona como um produto complementar no controle fitossanitário no tomateiro.As doses de silício pulverizado via foliar promovem o aumento do tamanho do fruto e reduzem o ataque da traça-do-tomateiro, uma das principais pragas da cultura. Sendo fundamental acompanhamento do monitoramento da área e o uso de silício

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!