21.6 C
Uberlândia
quarta-feira, fevereiro 21, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosHortifrútiHíbridos de cebola - Sempre à frente

Híbridos de cebola – Sempre à frente

 

 

Jean de Oliveira Souza

Engenheiro agrônomo, doutor e pós-doutorando em Melhoramento Vegetal – Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal da Paraíba (CCA/UFPB)

jsoliveira1@hotmail.com

 

 Crédito Ana Maria Diniz
Crédito Ana Maria Diniz

A cebola (Allium cepa L.) é a espécie de maior importância do ponto de vista econômico e de consumo do gênero Allium. A área nacional plantada com cebola em 2015 foi superior a 57.000 toneladas e a quantidade produzida foi de 1.445 milhões de toneladas.

A produção de cebola no Brasil se concentra nos Estados de Santa Catarina, Bahia, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Goiás e Pernambuco, nos quais se encontram cerca de 98% da produção nacional.

No Brasil, nas regiões de alto nível tecnológico existe maior adesão pelos produtores de maior poder aquisitivo ao uso de híbridos, como é o caso de regiões do Centro-Sul do Brasil e em algumas áreas da Bahia. Já nas regiões em que o cultivo é realizado em pequenas áreas, há predominância do uso de cultivares de polinização aberta em detrimento do uso de cultivares híbridas.

Híbrido certo

O híbrido ideal de cebola é aquele que reúne características que atendam as necessidades do mercado consumidor e do setor produtivo. Na busca pelo híbrido perfeito, os programas de melhoramento de cebola no Brasil têm somado esforços na direção de obter cultivares que, além de produtivas, resistentes a doenças e pragas, apresentem maior valor nutricional, eficiência hídrica e nutricional, sejam adaptadas à  região de cultivo e tenham boa conservação pós-colheita dos bulbos.

Qualidade constante

Para que a cebola, após a colheita, mantenha sua qualidade, é necessário que o bulbo seja colhido no ponto ideal (quando há amarelecimento e seca da parte aérea e tombamento, em algumas cultivares) para que suas qualidades intrínsecas sejam mantidas, contribuindo assim para uma melhor conservação pós-colheita.

Geralmente, os híbridos comerciais de cebola têm apresentado melhor conservação pós-colheita em relação às cultivares convencionais, no entanto, para que os bulbos apresentem maior capacidade de armazenamento, é necessário que eles apresentem longo período de dormência, polpa firme e boa retenção das escamas, além de bulbos suaves, com redução dos níveis de pungência, polpa crocante e doce.

Vantagens dos híbridos

O uso de híbridos de cebola, além de tornar a lavoura mais produtiva e com melhor qualidade e conservação pós-colheita, também garantem maior resistência às principais pragas e doenças que diminuem os custos de produção, contribuindo para obtenção de um produto com menos resíduos de agrotóxicos e menos riscos ao meio ambiente e saúde do consumidor.

Os híbridos de cebola têm, ainda, maior capacidade de conservação pós-colheita e permitem ao agricultor maior flexibilidade na comercialização do produto, visto que a cebola é uma cultura que apresenta sazonalidade na produção. Híbridos com melhor conservação pós-colheita propiciam ao agricultor disponibilizar o produto em mercados consumidores mais distantes, sem comprometer a qualidade dos bulbos produzidos.

No cenário atual há evidências no mercado de cebola que o uso de híbridos tende a dominar o mercado brasileiro em pouco tempo, pelos benefícios advindos da sua exploração.

Essa matéria você encontra na edição de junho 2017  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua.

ARTIGOS RELACIONADOS

Plante suas pimentas e colecione sabores e ardências diferentes

As pimentas são muito presentes na culinária brasileira e internacional, muitas vezes com papel de destaque como temperos e até mesmo como prato principal....

Minas chega a agosto com 74% do algodão colhido

De acordo com os dados do setor Amipa Georreferenciamento e Dados da Associação Mineira dos Produtores de Algodão (Amipa), Minas Gerais chega ao final de agosto com 74% do algodão colhido em área total de plantio de 36.577 hectares na safra 2019/20.

Corte de soqueira – Opção sustentável para adubação da cana

Autores Renato Passos Brandão Gerente Especialista em Nutrição Vegetal Rafael Bianco Roxo Rodrigues Gerente Técnico de São Paulo e Sul de Minas Gerais A...

Laranja sem sementes é lançada

  A Dekopon é um híbrido de tangerina e laranja que não possui sementes. Exótica e suculenta, é fácil de descascar, resultado do cruzamento da...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!