20.6 C
Uberlândia
sábado, maio 25, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesI Encontro Nacional do Agro

I Encontro Nacional do Agro

Evento que promoverá diálogo inédito entre entidades setoriais do agro e representantes do governo ocorrerá no dia 24 de novembro, no B Hotel, em Brasília

Em um contexto de novos mercados abertos, diplomacia presidencial ativa, recordes de safra e de exportação, os principais atores do agronegócio brasileiro discutirão o posicionamento do setor no mundo. O I Encontro Nacional do Agro ocorrerá em conjunto com o V Encontro de Adidos Agrícolas, na sexta-feira, dia 24 de novembro, às 14h30, no B Hotel, em Brasília. Os eventos, organizados pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), em parceria com o Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA), reunirão presidentes e diretores de mais de 20 entidades setoriais, autoridades do governo e adidos agrícolas de todos os postos no exterior.

Créditos: Divulgação

O objetivo do encontro é promover um amplo diálogo entre entidades setoriais e representantes do governo, um marco inédito na busca por estratégias estruturadas para potencializar o papel do agronegócio brasileiro no cenário global. Os debates girarão em torno de acesso a mercados, promoção comercial e gestão da imagem e reputação. Estarão presentes os adidos agrícolas brasileiros dos 28 postos distribuídos em todos os continentes, que contribuirão com sua experiência na inserção internacional do agro.
 

“Frente aos desafios climáticos, à premência da transição energética e às necessidades de segurança alimentar, o agronegócio do Brasil naturalmente assume protagonismo internacional. Nosso objetivo com esse encontro é estreitar ainda mais a cooperação com o MAPA e com as entidades representantes do setor privado para traçar estratégias conjuntas que maximizem esse potencial. Para o próximo ano, queremos garantir a abertura de novos mercados e consolidar a reputação do agro brasileiro sustentável e confiável”, destaca o presidente da ApexBrasil, Jorge Viana.
 

A abertura do evento será realizada pela Diretora da Agência, Ana Paula Repezza, e pelo Secretário de Comércio e Relações Internacionais do MAPA, Roberto Perosa, que apresentarão os resultados alcançados pelo setor no último ano.
 

Os debates ao longo da tarde serão organizados em seis painéis temáticos, compostos por presidentes e diretores de entidades setoriais do agronegócio, moderados por representantes da ApexBrasil. Os temas abordados serão: grãos, fibras e frutas; indústria alimentícia de alto valor agregado; imagem do agro brasileiro no mercado internacional; pecuária e pets; proteínas; e energias renováveis.
 

A programação inclui, ainda, a assinatura do Acordo de Cooperação Técnica da ApexBrasil com o MAPA, que contará com a presença de Jorge Viana e do ministro Carlos Fávaro. Também serão assinados acordos entre a Agência e o Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar e o Ministério da Pesca e Aquicultura. O encerramento do evento deverá ser conduzido pelo Vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Geraldo Alckmin.
 

Visão de futuro
 

Mais do que comemorar os bons resultados de 2023, o Encontro Nacional do Agro visa estabelecer as bases para a internacionalização do agronegócio brasileiro nos próximos anos. Para a ApexBrasil, a expectativa para 2024 é realizar 137 ações de promoção de negócios e 52 de promoção de imagem. Além de iniciativas tradicionais, como participação na Gulfood e na Sial Paris, que estão entre as maiores feiras de alimentos e bebidas do mundo, o planejamento inclui novas feiras, como a Expocomer, no Panamá, e a Saudi Food Show, na Arábia Saudita, na busca pela diversificação de mercados.
 

Segundo Laudemir Müller, gerente de Agronegócios da Agência, o objetivo da ApexBrasil será posicionar o setor como sustentável e altamente produtivo, superando desafios de equidade. “Vamos trabalhar com três pilares diferenciais: a desconcentração regional da origem das exportações, com foco em ampliar a participação dos produtores e cooperativas da região Norte e Nordeste; a preocupação com sustentabilidade, promovendo cadeias produtivas compatíveis com a floresta e iniciativas de apoio ao comércio de créditos de carbono; e promoção de equidade de gênero, adotando ações em todos os projetos setoriais para incentivar a participação de mulheres na exportação”, explica.
 

Resultados de 2023
 

De janeiro a outubro de 2023, o agronegócio exportou US$ 139,6 bilhões, segundo valor mais alto da história, apesar da queda do preço das commodities. A estimativa de outubro da safra 2023 de cereais, leguminosas e oleaginosas alcançou 317,3 milhões de toneladas, ou seja, 54 milhões de toneladas a mais do que a anterior, em uma área plantada que cresceu apenas 6,5%.
 

Além disso, por meio dos esforços do MAPA, em parceria com o Ministério das Relações Exteriores (MRE), até outubro, foram conquistados 51 novos mercados para os produtos agropecuários brasileiros no mundo, com destaque para a abertura dos mercados de carnes bovinas e suínas no México e na República Dominicana.

Por parte da ApexBrasil, por meio dos convênios com 25 entidades setoriais do agro, foram realizadas, até setembro, 178 ações de promoção de negócios e imagem, em mais de 30 países. No total, foram 813 empresas exportadoras apoiadas pela Agência, que venderam para o mundo, nesse período, US$ 65,1 bilhões, valor correspondente a 51,6% do total exportado pelo Brasil.

Serviço
 

I Encontro Nacional do Agro e V Encontro de Adidos Agrícolas

· Dia: 24/11, sexta-feira

· Horário: das 15h (credenciamento a partir das 14h30) às 20h

· Local: B Hotel, Asa Norte, Brasília · Credenciamento de imprensa: clique aqui

 · Agenda completa: clique aqui 

ARTIGOS RELACIONADOS

XV Encontro Técnico de Algodão

De 28 a 30 de agosto, em Cuiabá (MT).

My Wood Home, agora em versão online

O congresso My Wood Home nasce como sendo o maior evento da América ...

Corteva leva conhecimento técnico sobre Boas Práticas Agrícolas para o Nordeste

Treinamentos terão foco nas principais culturas da região: manga, uva, melão, melancia, pimentão, tomate e folhosas.

Ideologia política é empecilho para manutenção da Base Nacional Comum Curricular

O segundo painel do 36º Encontro Estadual de Professores e 8º Congresso Nacional de Ensino

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!