27.9 C
Uberlândia
quarta-feira, fevereiro 28, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosManejo florestal responsável e a certificação FSC

Manejo florestal responsável e a certificação FSC

80% da biodiversidade terrestre global é encontrada nas florestas do mundo.

Se, ao valorizar a floresta em pé, o manejo florestal responsável é, reconhecidamente, uma poderosa ferramenta para frear o desmatamento ilegal, logo, ele também é uma solução importante para a conservação da biodiversidade em todo o mundo.

Crédito: Divulgação

A biodiversidade é essencial para os ecossistemas, sociedades, economias, para a nossa saúde e bem-estar. Apesar disso, hoje, o desmatamento é, muitas vezes, não punido, e a contribuição e o papel de comunidades tradicionais e povos indígenas, assim como o valor real do meio ambiente, não são devidamente reconhecidos.

A certificação de Manejo Florestal FSC tem como requisito a conservação ou restauração dos Serviços Ecossistêmicos, incluindo a Conservação da Biodiversidade. Mas, devido às altas taxas de degradação global, em 2018, o FSC desenvolveu uma ferramenta para promover um reconhecimento adicional aos detentores desse certificado.

“Por meio da Verificação de Serviços Ecossistêmicos, o FSC fornece aos proprietários de florestas certificadas, sejam eles pequenos produtores e comunidades ou grandes empresas, ferramentas para medir, verificar e comunicar seus impactos positivos na manutenção desses serviços”, explica Daniela Vilela, diretora executiva do FSC Brasil.

A elaboração de soluções como essa só é possível porque a principal força do FSC está na diversidade dos seus membros. A co-criação, num ambiente diverso, resulta em ações mais efetivas que contemplam os benefícios não apenas ambientais, mas também sociais e econômicos que a conservação das florestas proporciona.

Recentemente, um relatório do Banco Mundial indicou que a preservação do bioma Amazônico pode gerar US$ 317 bilhões por ano. Como bem público, o valor com os serviços ecossistêmicos é estimado em US$ 20 bilhões anuais para a América do Sul. E os valores de “uso privado sustentável”, como, por exemplo, a exploração de produtos não madeireiros – onde fica mais clara a importância da biodiversidade – ou o turismo sustentável, são estimados em US$ 12 bilhões anuais.

Para tirar o máximo proveito disso, é preciso fortalecer um sistema onde as pessoas, as empresas e os governos valorizam as florestas não apenas pelo seu potencial comercial, mas também por esses benefícios intangíveis, como é a biodiverisade.

O selo FSC, portanto, funciona como um vínculo poderoso entre a produção e o consumo responsáveis de produtos florestais, permitindo que todos esses interessados façam escolhas conscientes de consumo para restaurar, melhorar e proteger essa riqueza que se encontra sob as copas das árvores.

ARTIGOS RELACIONADOS

Análise de qualidade de sementes é fundamental

A safra de 2022/23 já está em planejamento e a análise de qualidade das sementes é de extrema importância neste período.

Diversificar é preciso

Na monocultura, a repetição de determinadas técnicas de manejo pode gerar danos, como a ...

Livro fotográfico ‘Floresta sempre Viva’

O livro fotográfico “Floresta sempre Viva”, que mostra a beleza da fauna e flora silvestres ...

Diversidade do solo e a importância de mantê-lo vivo

O plantio direto é uma das práticas que, com o decorrer dos anos, apresenta alguns benefícios à saúde do solo, como o maior acúmulo de matéria orgânica, formação de palhada, entre outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!