Inicio Revistas Hortifrúti Importância de cada nutriente no processo produtivo das mangas

Importância de cada nutriente no processo produtivo das mangas

0
284
Crédito Embrapa Semiárido
Crédito Embrapa Semiárido

O nitrogênio (N) é um dos nutrientes mais importantes para a mangueira e exerce um importante papel na produção e na qualidade dos frutos. Seus efeitos se manifestam principalmente na fase vegetativa da planta e, considerando a relação existente entre surtos vegetativos/emissão de gemas florais/frutificação, sua deficiência poderá afetar negativamente a produção.

Mangueiras adequadamente nutridas com N poderão emitir regularmente brotações que, ao atingirem a maturidade, resultarão em panículas responsáveis pela frutificação. Em excesso, este nutriente pode aumentar a suscetibilidade da cultura a desordens fisiológicas, tais como colapso interno e doenças de pós-colheita, e se for aplicado no momento errado pode prejudicar o florescimento.

Altos teores de N podem, ainda, deixar os frutos verdes ou manchados de verde, o que compromete a qualidade de produção e o valor de mercado.

Fósforo

O fósforo (P) é necessário na divisão e crescimento celular da planta. É especialmente importante no desenvolvimento radicular, comprimento da inflorescência, duração da floração, tamanho da folha e maturação do fruto. Influencia positivamente na coloração da casca, uma característica de grande importância para o mercado consumidor.

Crédito Shutterstock
Crédito Shutterstock

Potássio

O potássio (K) exerce um importante papel na fotossíntese e produção de amido, na atividade das enzimas e na resistência da planta a doenças. Ele está estreitamente relacionado com a qualidade dos frutos, em particular cor da casca, aroma, tamanho e ºBrix.

Influencia ainda a regulação de água na célula, controlando as perdas de água das folhas por meio da transpiração. É o nutriente mais importante em termos de produção e qualidade de frutos. No entanto, o excesso desse nutriente pode causar desbalanço nos teores de cálcio e magnésio, causando, ainda, queima nas margens e ápice das folhas velhas.

Cálcio

O cálcio (Ca), juntamente com o N, é um nutriente exigido em grandes quantidades pela mangueira. Contribui para o desenvolvimento celular da planta e influencia na firmeza e na vida de prateleira dos frutos.

Baixos teores de Ca estão associados ao colapso interno. Os períodos críticos para a sua absorção são durante o desenvolvimento inicial dos frutos e na pós-colheita. É mais bem absorvido pelo sistema radicular; assim, aplicações foliares não têm sido eficientes, uma vez que ele é praticamente imóvel na planta.

Mangueiras adequadamente nutridas com nitrogênio emitem regularmente brotações - Crédito Léa Cunha
Mangueiras adequadamente nutridas com nitrogênio emitem regularmente brotações – Crédito Léa Cunha

Magnésio

Embora o magnésio (Mg) não seja exigido em grandes quantidades, sua deficiência poderá provocar redução no desenvolvimento, desfolha prematura e, em decorrência, diminuição da produção. Adubações com altas doses de Ca e de K diminuem a sua absorção, motivo pelo qual deve ser verificada, antecipadamente, a relação K/Ca/Mg.

Enxofre

Sintomas de deficiência de enxofre (S) são raramente observados, uma vez que a disponibilidade deste nutriente nos solos geralmente é capaz de atender as necessidades das plantas. Além disso, a aplicação de fertilizantes minerais e orgânicos ao solo e de determinados defensivos agrícolas contendo enxofre garante um suprimento adicional de S à mangueira.

O nitrogênio é um dos nutrientes mais importantes para a qualidade das mangas - Crédito Shutterstock
O nitrogênio é um dos nutrientes mais importantes para a qualidade das mangas – Crédito Shutterstock

Boro

O boro (B) é importante na fase de florescimento e desenvolvimento de frutos e essencial para a absorção e uso do Ca. Sua deficiência resulta em baixas taxas de florescimento, além de frutos de tamanho reduzido.

Os sintomas de deficiência são mais visíveis durante o florescimento, produzindo inflorescências deformadas, brotações de tamanho reduzido, com folhas pequenas e coriáceas. Poderá ocorrer, ainda, redução significativa em termos de produção, uma vez que a gema terminal poderá morrer.

A morte de gemas terminais resulta na perda da dominação apical, induzindo assim a emissão de grande número de brotos vegetativos, originados das gemas axilares dos ramos principais. Deve-se tomar cuidado com as quantidades de B aplicadas, uma vez que o limite entre deficiência e toxicidade é muito próximo. A toxidez de B causa queima das margens e queda das folhas, podendo levar grande prejuízo à produção.

Cobre

O cobre (Cu) é necessário para a ativação de várias enzimas. As exigências da mangueira por Cu são pequenas, assim, raramente ocorrem deficiências. Em alguns casos,pode-se observar concentrações elevadas nas folhas, em consequência da aplicação de fungicidas e caldas à base de Cu, usados no controle de doenças.

Esses produtos podem se acumular no solo, aumentando a disponibilidade desse nutriente para a planta.

Fonte: Embrapa Cerrados

Essa matéria completa você encontra na edição de setembro 2017  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua para leitura integral.

SEM COMENTÁRIO