26.6 C
Uberlândia
terça-feira, abril 23, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasIrrigação de fácil instalação e baixo custo é ideal

Irrigação de fácil instalação e baixo custo é ideal

Responsável por boa parte dos alimentos da mesa dos brasileiros, agricultura familiar pode contar com solução para driblar mudanças climáticas cada vez mais intensas, são mangueiras que não precisam de bombeamento e atendem diferentes espécies vegetais com alta demanda hídrica

O cultivo de hortaliças no Brasil é uma atividade significativa e abrange uma extensa área de produção. Segundo o último Censo Agro do IBGE, de 2017, havia uma área total de 542.812 hectares destinados à produção desses alimentos, predominantemente pela agricultura familiar. Com produção altamente diversificada, o segmento está presente em todas as regiões do país, abastece o mercado interno, gera emprego e renda para as famílias de agricultores, ou seja, ocupa importante destaque no cenário econômico, social e do agronegócio brasileiro.

Créditos: Divulgação

São muitas características importantes, mas também desafios. Assim como em outras culturas, produzir hortaliças requer investimentos em tecnologias, especialmente quando o assunto é adversidade climática, problemas fitossanitários, preocupações em torno do aumento na qualidade dos produtos e, claro, produtividade e rentabilidade com os cultivos. Um dos benefícios disponíveis, principalmente para pequenos agricultores que precisam de soluções práticas e de baixo custo, são as mangueiras de irrigação.

Sueyde Fernandes de Oliveira Braghin, engenheira agrônoma e membro da equipe de Engenharia em Ação Agro da Nortène, empresa que desenvolve tecnologias exclusivas em plásticos, explica que a irrigação é uma solução fundamental na produção de plantas hortícolas, pois são espécies que exigem muita água para se desenvolverem. “São plantas de ciclo curto e alta exigência em insumos como água e fertilizantes, então a produção em área sem um sistema de irrigação é inviável, ainda mais com as mudanças climáticas cada vez mais intensas e períodos de veranico prolongados”, destaca.

Primeira irrigação

A Santeno Irrigação, presente neste mercado há mais de 30 anos e que tem o selo de qualidade Nortène, produz mangueiras de fácil instalação pelo próprio agricultor e que não necessitam de sistema de bombeamento para o uso em áreas pequenas. “Chamamos de primeira irrigação, justamente porque é voltada para pequenos agricultores, especialmente os que estão começando no ramo e precisam de facilidades”, comenta a especialista.

Disponíveis nos modelos Santeno I, Santeno II, Santeno III e Santeno Jardim, as mangueiras funcionam por micro jatos que fazem o molhamento do solo uniformemente, propiciando umidade necessária ao desenvolvimento normal das espécies vegetais. Para a água chegar às mangueiras, apenas a vazão de uma torneira é suficiente. Além disso, possibilita o uso de menor número de mangueiras por área se comparado a outros sistemas de irrigação e ainda tem o benefício de controle do microclima pelo molhamento das folhas.

Modelos para hortaliças

A Santeno I tem aspersores centralizados, produz micro jatos de água direcionados para cima, com alcance de 1,8 m e raio de alcance de até 2,5 m para cada lado. É indicada para culturas de porte baixo, como hortaliças folhosas (alface, rúcula, salsinha), cenoura, pastagem e gramado.

A Santeno II tem aspersores laterais, produz micro jatos de água direcionados lateralmente (45º do solo), proporcionando uma irrigação mais localizada no caule e raiz, com alcance do jato de 0,50 m e raio de alcance de até 2,0 m em cada lado. O modelo é indicado para culturas de porte alto, como frutíferas (bananeira, açaí) e espécies ornamentais (Helicônia, Alpinia).

Já a Santeno III produz micro jatos de água direcionados para o solo, evitando o molhamento das folhas para plantas mais sensíveis, sendo a altura de aspersão de 0,30 m e o raio de alcance de até 1,8 m para cada lado. A indicação é para culturas mais sensíveis ao molhamento, como tabaco e algumas espécies ornamentais.

Completa a linha a Santeno Jardim, semelhante à mangueira Santeno I, é comercializada em rolos menores (15 m) com conector de união de transição de ½” ranhurado, para facilitar a instalação em áreas residenciais, condomínios e construção de jardins em obras residenciais e empresariais.

ARTIGOS RELACIONADOS

Fórum Abisolo traz novidades e inovações para o setor

O VI Fórum Abisolo e 2ª Exposição Nacional e Internacional da Indústria de Tecnologia em Nutrição Vegetal, realizados entre os dias 15 e 16...

Geração centralizada solar fotovoltaica no Brasil

A geração centralizada solar fotovoltaica, composta por projetos de usinas de grande porte, assim como tantas outras aplicações da tecnologia solar fotovoltaica no Brasil, tem se consolidado cada vez mais como uma fonte renovável de geração de energia elétrica com alto valor agregado à sociedade brasileira.

Nota de Repúdio da Abapa contra ato de vandalismo em fazenda de Correntina

A Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) lamenta o ato de destruição e vandalismo ocorrido nesta quinta-feira (2) na Fazenda Iragashi, no Distrito...

Poda é indispensável ao limão

Adriana Souza Nascimento Engenheira agrônoma, mestre em Fitopatologia e extensionista rural da EMATER/DF adriana.nascimento@emater.df.gov.br A poda compreende um conjunto de operações que se efetua no limoeiro (e...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!