20.6 C
Uberlândia
quinta-feira, fevereiro 22, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesIrrigação localizada reduz doenças causadas por molhamento foliar nas plantas

Irrigação localizada reduz doenças causadas por molhamento foliar nas plantas

Maxwell Soares da Silva, Especialista Agronômico da Netafim/Divulgação

O Brasil, segundo dados do IBGE, até outubro de 2021, é considerado o maior produtor e exportador mundial de produtos como soja, café e cana. Para que resultados tão expressivos como estes ocorram, é necessário um equilíbrio de diversos fatores, dentre eles o ambiente em que o cultivo está inserido, que deve possuir condições de clima ideais para um bom desenvolvimento da cultura.

O ambiente possui relevância, pois ele influencia todos os estágios de desenvolvimento, tanto do patógeno quanto da planta hospedeira, nas diversas etapas do ciclo das relações patógeno-hospedeiro, comumente conhecido como triângulo da doença.

O clima está inserido na variável ambiente e afeta diretamente na incidência de doenças, através da temperatura do ar e molhamento foliar. Especialistas elencam a duração do molhamento foliar caracterizado pela presença de água livre na superfície foliar decorrente do orvalho, da chuva ou da irrigação como grande vilão no estabelecimento de patógenos, pois possibilita a germinação e a penetração dos fungos e bactérias. Se um dos três fatores do triângulo da doença forem controlados, o risco de infecção é reduzido.

No vale do São Francisco, a combinação de altas temperaturas e umidade relativa do ar favorecem o surgimento de doenças fúngicas como o míldio da videira (Plasmopara vitícola), e por bactéria como o cancro-bacteriano da videira (Xanthomonas campestris pv. Vitícola). Estas doenças necessitam de apenas algumas horas de molhamento foliar para iniciar o processo de infecção e posteriormente ocasionar danos severos nas folhas, ramos e cachos da videira, diminuindo a produção e promovendo danos para a próxima poda produtiva.  

Visando reduzir as condições ideais de ambiente para o desenvolvimento do patógeno, existe a ferramenta da irrigação localizada por gotejamento, que promove a distribuição de água e nutrientes diretamente na zona radicular da planta de maneira uniforme. Com isso, o ambiente embaixo do parreiral tende a se manter menos úmido comparado com outros métodos de irrigação, mantendo a superfície foliar livre das gotículas de água da irrigação.

Portanto, manejar bem o ambiente de cultivo através de um sistema de irrigação com esses benefícios, tende a trazer maior rentabilidade por hectare e economia de recursos hídricos e insumos, pois a lavoura será cultivada em um microclima favorável para seu desenvolvimento e não de um patógeno indesejável. 

Autoria:

Maxwell Soares da Silva, Especialista Agronômico da Netafim.

ARTIGOS RELACIONADOS

Mudas florestais exigem cuidados

Atualmente, existem diversas opções de substratos disponíveis no mercado. O produtor ...

Menos 70% de água + 40% de produtividade

Pesquisadores desenvolveram sensor que mede a umidade da terra   Uma nova tecnologia, desenvolvida por pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) de São Carlos...

ICL lança livro “Manejo de Fertirrigação“

A ICL acaba de lançar o livro “Manejo de Fertirrigação“, de autoria de Luiz Dimenstein, renomado profissional a área. O link para download livre...

Oídio no feijoeiro – Controle por meio dos fosfitos

Autores Marco Túlio Gonçalves de Paula Engenheiro agrônomo e mestrando em Qualidade Ambiental – Universidade Federal de Uberlândia (UFU) mtulio.agro@gmail.com João Paulo Diniz dos...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!