18.6 C
Uberlândia
quinta-feira, junho 13, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosHortifrútiIsla - valor agregado para horta em casa e para o produtor...

Isla – valor agregado para horta em casa e para o produtor profissional

Crédito Luize Hess
Crédito Luize Hess

A Isla, sempre à frente do seu tempo, elogia a Hortitec, um momento único de ter contato com os clientes e elos de toda a cadeia produtiva do Brasil. “Durante a Hortitec pudemos conversar com distribuidores, representantes, fornecedores de insumos para toda a cadeia, consumidores finais, enfim, uma ampla gama de pessoas, o que é muito enriquecedor, por ser uma oportunidade para testarmos nossos produtos e nossa atuação no mercado“, diz Andrei Santos, diretor de planejamento estratégico da Isla Sementes.

Ele elogia o movimento e a qualidade do público que esteve no evento, especialmente os contatos que foram realizados para negócios futuros.

Tendência

A tendência das hortas domésticas tem sido constatada em todo o Brasil, uma forma de as pessoas terem à mão produtos sempre frescos, limpos, livres de agrotóxicos e colhidos na hora, como temperos e hortaliças. “Ao mesmo tempo, notamos que essas mesmas pessoas não têm conhecimento da agricultura quanto ao quê e como plantar. Por isso, desenvolvemos seis kits temáticos que chamamos ‘Minha Horta’, cada um com três sementes diferentes e um manual completo sobre como plantar, com todas as dicas sobre preparo de solo, produção em vaso, em canteiro, etc.“, detalha Andrei Santos.

Nesse mesmo manual a Isla deixa um link disponível com a websérie no youtube, chamada Minha Horta, que também dá todas as dicas em vídeo para quem quer investir na horta doméstica.

Os kits foram pensados e desenvolvidos em um formato que pudesse ser presenteado, algo simbólico que agrada muita gente. O primeiro kit é chamado ‘Eu que plantei’, um clássico com alface (folha), cenoura (raiz) e tomate (fruto); o segundo é o ‘Tempera que eu gosto’, que vem cebolinha, salsinha e manjericão, trio de temperos que compõe todo tipo de culinária, e ainda o ‘kit do amor’, que é ‘Choveu na minha horta’, com amor perfeito, petúnia e pimenta. Outro kit é o ‘Planta de casa que faz milagres’, com chás, e ‘Salve simpatia’ e ‘Verde que te quero ver-te’. “Notamos que o público adorou, porque é uma nova forma de comercializar sementes agregando valor e informação a elas. Com certeza novamente estaremos presentes na Hortitec 2018, com ainda mais novidades“, garante Andrei Santos.

Kits 'Minha Horta' incentiva cultivo de hortaliças em casa - Crédito Divulgação
Kits ‘Minha Horta’ incentiva cultivo de hortaliças em casa – Crédito Divulgação

Novidades

Além desses lançamentos, a Isla apresentou mais de 30 variedades híbridas e oito OP’s de alto desempenho. Outros destaques foram os mini pimentões do tipo blockKaolin e Moke, variedades com alta procura no mercado gastronômico, assim como a beterraba Baby Beet, cultivar desenvolvida especialmente para o cultivo de baby leafs.

O coordenador nacional de vendas, Diego Gaspar Dil, esteve presente na exposição, e destacou, entre os lançamentos, os tomates híbridos Enzo e Pietro, com resistência ao F3. “O Pietro é um tomate tipo saladete e o Enzo é tipo italiano, produto cada vez mais valorizado pelo consumidor final. Ambos possuem crescimento indeterminado e são resistentes ao Fusarium 3, apresentando excelente capacidade produtiva“, finaliza.

Essa matéria você encontra na edição de Agosto 2017  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua.

ARTIGOS RELACIONADOS

No Congresso Brasileiro de Sementes 2015 a Embrapa apresenta sua contribuição para este mercado

Quem comparecer ao XIX Congresso Brasileiro de Sementes que começa nesta segunda-feira, dia 14 e vai até o dia 17 de setembro, em Foz...

Organominerais + ácidos húmicos – Vantagens para a beterraba

A beterraba (Beta vulgaris L.) é uma ótima alternativa de renda para os horticultores. A cultura apresenta três biótipos para cultivo: beterraba açucareira, forrageira e hortícola. Dentre esses, a hortícola, ou beterraba vermelha, é a mais cultivada no Brasil.

Chegou a vez das PANCs

Autora Cristina Maria de Castro Pesquisadora científica da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de...

O efeito estimulante das algas marinhas

  Nilva Terezinha Teixeira Engenheira agrônoma, doutora em Solos e Nutrição de Plantas e professora de Nutrição de Plantas, Bioquímica e Produção Orgânica do Centro...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!