16.6 C
Uberlândia
terça-feira, maio 28, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesLevantamento mostra que moagem de trigo cresceu em 2023

Levantamento mostra que moagem de trigo cresceu em 2023

Levantamento anual da entidade apontou produção de mais de 12,8 milhões toneladas de farinha para destinos como panificação e indústria de massas

Processo de produção da farinha de trigo em moinho/Divulgação

A compilação de dados referentes à moagem de trigo no Brasil realizada pela Associação Brasileira da Indústria do Trigo – Abitrigo concluiu que, em 2023, o País apresentou um crescimento de 2% em relação ao volume de trigo moído no ano anterior. Foram processadas, ao todo, 12,81 milhões de toneladas do cereal em 147 plantas industriais.

“Esta edição da pesquisa contou com um alto grau de adesão por parte dos moinhos brasileiros, que contribuíram com 90,5% dos valores apurados. O volume total de moagem de todos os moinhos, tanto associados quanto não associados à Abitrigo e os estimados, apresentou um aumento de 250.888 toneladas”, explica o presidente-executivo da Abitrigo, Rubens Barbosa.

Segundo o levantamento, três novas plantas entraram em funcionamento em 2023, contabilizando um número maior de moinhos ativos no Brasil, quando comparado ao ano passado.

A pesquisa ainda mostrou que, em 2023, a extração de farinhas foi de 76% e, desse montante, a maioria das farinhas (36,1%) foi destinada para “Panificação e pré-misturas”, seguido de “Indústria de massas” (13,2%), “Embalagens de 1kg” (12,7%) e “Indústria de biscoitos” (10,1%). Além disso, o levantamento também constatou que São Paulo é o estado que mais destina sua produção para o próprio estado. Já o Paraná é a região que mais destina sua produção para outras unidades da federação.

De forma geral, as empresas destinam em média 88% de suas moagens à venda de produtos ao mercado e apenas 12% à integração de massas e biscoitos.

Moagem pelo Brasil

O levantamento promovido pela Abitrigo também trouxe um panorama da moagem nos estados e regiões do Brasil. A amostra do total compreende 112 empresas, as quais juntas respondem por 147 plantas moageiras e ilustra a distribuição regional dos moinhos e suas respectivas moagens, expressas em toneladas e percentuais em relação ao total.

Rubens Barbosa – presidente-executivo da Abitrigo/Divulgação

O Paraná segue como estado com maior número de plantas moageiras – 44 no total – e também como o estado com o maior percentual de moagem do Brasil, totalizando 30% do volume nacional, o que representa aproximadamente 3.828.185 toneladas.

Em seguida está o Rio Grande do Sul, com 38 plantas e moagem de 2.170.986 toneladas, representando 17% da moagem nacional. São Paulo é o terceiro estado em plantas moageiras, com 15 instaladas e um volume de 1.596.973 toneladas, o que representa 12% do total. Santa Catarina vem atrás, com 13 plantas e um volume estimado de 606.320 toneladas, representando 5% do trigo moído no País.

A região Centro-Oeste e os estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais possuem juntos 17 plantas moageiras e representam 11% da moagem nacional, com 1.372.398 toneladas. Já as regiões Norte e Nordeste, juntas, contam com 20 plantas moageiras e representam 25% do trigo moído no Brasil, com 3.241.946 toneladas.

“A Pesquisa de Moagem da Abitrigo é um importante referencial para a produção de farinha de trigo no País. A partir dela, podemos trabalhar junto aos nossos associados na tomada de decisões relevantes a esse elo da cadeia do trigo, garantindo resultados mais assertivos para a indústria moageira e a segurança alimentar da população brasileira”, finaliza Barbosa.

ARTIGOS RELACIONADOS

A essencialidade do gesso agrícola na correção do solo

    Ricardo Wolfgramm Engenheiroagrônomo e sócio da Equilíbrio Rural ricardo_wolfgramm@yahoo.com.br Atualmente vivemos um momento na agricultura brasileira onde o que importa é produzir mais com menores custos por...

Tecnologias para aumentar a produção de trigo no Cerrado

Uma vitrine para o cultivo de trigo no Cerrado. Tecnologias adaptadas ao clima e com alto potencial de produtividade foram apresentadas em Uberaba (MG) A área disponível...

Divisão agrícola da DowDupont estará na Tecnoagro com sua nova marca: CORTEVA AGRISCIENCE

Corteva AgriscienceTM é o nome da futura companhia agrícola que se tornará independente em junho de 2019; produtores terão à disposição portfólio mais completo...

Grimaldi – Sempre presente na agricultura brasileira

Parceira assídua dos agricultores, a Grimaldi esteve presente mais uma vez na Tecnoshow Comigo 2017,mostrando com seu know how de 55 anos, tecnologia, segurança...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!