26.6 C
Uberlândia
terça-feira, abril 23, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesMaior safra de cebola dos últimos anos em SC deve resultar em...

Maior safra de cebola dos últimos anos em SC deve resultar em recorde no valor de produção

A produção da safra 2022/23 chegou a 551 mil toneladas da hortaliça, a maior dos últimos seis anos.

Crédito IAC

A safra de cebola, em Santa Catarina, está em fase de comercialização e com boas notícias para os agricultores. A produção da safra 2022/23 chegou a 551 mil toneladas da hortaliça, a maior dos últimos seis anos. Com os bons preços recebidos em comparação com a última safra, a expectativa é que o valor total da produção supere R$ 1 bilhão, o que é um recorde para o Estado.

Conforme o analista de socioeconomia e desenvolvimento rural do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa), Jurandi Gugel, esse resultado é histórico para o segmento.

Um dos motivos da boa safra foi a produtividade, que superou 31 mil quilos por hectare, a melhor desde 2012/13. Para efeito de comparação, a produtividade da safra 2021/2022 foi de aproximadamente 28 mil quilos por hectare. Conforme dados disponíveis no Observatório Agro Catarinense, a área plantada, na safra atual, foi de 17,6 mil hectares, ante 17,5 na safra anterior. Ou seja, enquanto a área plantada aumentou cerca de 0,6%, a produtividade avançou aproximadamente 11%.  

Condições climáticas

Conforme Jurandi, a boa produção foi alcançada, especialmente, devido aos aspectos climáticos favoráveis. Ele explica que, apesar de um problema de baixas temperaturas na segunda quinzena de outubro e primeira quinzena de novembro , a partir da metade daquele mês e até o final do ciclo da cultura as temperaturas foram elevadas e com muito sol. “Isso permitiu que a produção se desenvolvesse muito bem, formando bulbos de maior calibre e boa sanidade, qualidades que agradam o mercado e os consumidores”, diz o analista.

Preço

A colheita da safra 2022/23 foi concluída  em  janeiro e os resultados mantiveram Santa Catarina na posição de maior produtor brasileiro da hortaliça. “Esta safra só não foi maior que a de 2016/17, quando nós produzimos, praticamente 600 mil toneladas”, conta Jurandi. 

Sobre os preços, ele afirma que no final de outubro e começo de novembro os produtores chegaram a vender cebola por mais de um dólar o quilo, o que é um valor bem acima do registrado na mesma época nas duas safras anteriores. “Com o passar dos meses, com a oferta maior da safra catarinense no mercado, o valor foi se adequando a patamares mais equilibrados entre oferta e procura, havendo redução de preços. De qualquer forma, nos meses de janeiro, fevereiro e início de março sempre estiveram acima do custo de produção estimado para Santa Catarina. Então, no conjunto, nós temos uma situação muito positiva para o produtor”, explica Jurandi.

Você pode escutar a opinião de Jurandi na íntegra abaixo.

ARTIGOS RELACIONADOS

Aminoácidos são aliados no controle das viroses da cebola

Na luta contra as viroses da cebola, os aminoácidos emergem como aliados valiosos, fortalecendo as defesas das plantas e garantindo colheitas saudáveis.

Biológicos no manejo de solo pós-colheita

  Felipe Augusto Moretti Ferreira Pinto Doutorando em Agronomia/Fitopatologia na Universidade Federal de Lavras (UFLA) felipemoretti113@hotmail.com Os produtos biológicos para controle de doenças de plantas visam atender a...

Cebolas superprecoces são tendência de mercado

Valter Rodrigues Oliveira Pesquisador da Embrapa Hortaliças A cultivar, sozinha, não é garantia de sucesso de uma lavoura de cebola, mas a escolha equivocada certamente comprometerá...

Cebola híbrida garante oferta o ano todo

Maria Beatriz Pereira da Silva Graduanda em Agronomia pela UFLA e membro do Núcleo de Estudos em Genética e Melhoramento de Plantas (GEN) mariabeatriz12@gmail.com Nathalia Campos...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!