20.6 C
Uberlândia
quarta-feira, maio 22, 2024
- Publicidade -
InícioLançamentosMais eficiência nutricional nas colheitas

Mais eficiência nutricional nas colheitas

Rodrigo Lovato (esquerda) e Luzo Dantas Junior da Effatha Agro
Crédito Divulgação

Colher mais ao final de cada safra sem precisar investir em mais sementes, áreas, mão de obra, defensivos ou maquinários, oferecidos por uma tecnologia que proporciona mais performance nutricional, e pode ser comprovada após um teste gratuito em uma área. É isso que a Effatha Agro, empresa brasileira de tecnologia limpa, propõe ao setor agrícola.

Fruto de estudos e pesquisas por mais de 20 anos, a aplicação ao mercado agro é uma realidade há cinco anos, com foco em eficiência nutricional, a empresa oferece, através de uma tecnologia via satélite, mais biodisponibilidade de nutrientes às plantas, o que resulta em folhas mais verdes, crescimento mais rápido, saudabilidade da lavoura e a conquista mais atrativa chega no momento da colheita com uma equação positiva para sociedade e produtores: mais alimento e mais lucratividade.

Para o desenvolvedor da solução, Luzo Dantas Junior, CTO da Effatha Agro, a tecnologia traz para o presente a agricultura do futuro, com menor desperdício, melhor uso de recursos e sem geração de resíduos. “Ver os resultados, tanto em laboratório, quanto no campo tem sido diariamente a comprovação de muita pesquisa. Nossos clientes estão satisfeitos e passando a tratar mais áreas”.

No começo existe uma desconfiança quanto ao resultado final, avalia Dantas, “pois o que estamos vendendo é algo inédito, mas que pode ser percebido ao longo dos estágios de crescimento das plantas e, ao final da colheita, durante a pesagem, é quando o agricultor tem a comprovação da eficácia da técnica. Portanto, oferecemos um teste gratuito em uma área e, após o êxito comprovado, é possível decidir se querem contratar ou não nossa solução”, destaca.

Tecnologia limpa e sustentável

A Effatha Agro é amigável, não gera resíduos ao meio ambiente ou aos alimentos, não é uma tecnologia de transgenia, e por ser um tratamento via satélite é programado por geolocalização das áreas a receberem os benefícios que tem como finalidade aumentar a biodisponibilidade dos macro e micro nutrientes fundamentais para cada tipo de cultura.

O princípio se baseia em alterar e reorganizar a distância entre os átomos dos nutrientes, tornando-os mais facilmente absorvíveis e metabolizáveis, o que resulta em uma planta com mais vigor, crescimento e produtividade. O contrário também é aplicado: diminuir a biodisponibilidade de elementos prejudiciais às culturas, neutralizando a ação prejudicial que teriam à produção.

Atualmente, a empresa já trata mais de 300 áreas em regiões com cana-de-açúcar e cultivo de grãos (soja, milho, feijão, arroz, entre outros), com sua aplicação via satélite, desde o plantio até a colheita, ativada remotamente em poucos minutos, facilitando a entrega nas áreas produtivas em qualquer região do Brasil ou outros países.

Com apoio de pesquisadores e cientistas de instituições como ESALQ, USP Ribeirão Preto, Instituto Biológico de São Paulo, UFV e Unesp, a Effatha Agro já possui estudos que comprovam seus resultados em campo e em laboratório.

“Toda nossa solução tem sido desenvolvida com foco em entregar aos produtores mais produtividade, eficiência, sustentabilidade e uso consciente dos recursos. Com essas melhorias todo o processo fica mais inteligente: gasta-se menos água, não impacta o bioma do solo, a plantação fica mais saudável, menos suscetível ao ataque de pragas, a colheita é mais produtiva. Estamos realizando o sonho do agricultor e também de termos um planeta mais sustentável. Como o próprio nome da tecnologia sugere, estamos pedindo para que as pessoas abram-se ao novo, experimentem. Nosso modelo de negócio não oferece riscos, inclusive, o agricultor pode realizar um teste de área gratuitamente e contratar o tratamento após verificar os resultados. Com isso, quem ganha é o mercado e todos nós, que podemos oferecer mais sustentabilidade em todo o processo”, finaliza Dantas.

ARTIGOS RELACIONADOS

Agrião hidropônico – Mais saudável e saboroso

AutorAdriano Edson Trevizan Delazeri Consultor da Hidroponic Consultoria em Hidroponia contato@hidroponic.com.br O agrião foi trazido para o Brasil nos navios portugueses junto com frutas cítricas...

As algas e a germinação do feijoeiro

  Nilva Teresinha Teixeira Engenheira agrônoma, doutora em Solos e Nutrição de Plantas e professora do Curso de Engenharia Agronômica do Centro Regional Universitário de Espírito...

BRANDT apresenta tecnologias de nutrição

Entre os dias 9 e 11 de fevereiro, a BRANDT do Brasil e a XP Distribuidora participam, em parceria ...

Fatores determinantes no enraizamento de miniestacas em viveiros clonais de eucalipto

Allan Camatta Mônico Biólogo, mestre em Recursos Florestais e especialista em Manejo de Solos, responsável pela consultoria em viveiros florestais da RR Agroflorestal allan@rragroflorestal.com.br Marta Regina Almeida...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!