21 C
Uberlândia
sábado, julho 13, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosGrãosManejo biológico no incremento da produtividade da soja

Manejo biológico no incremento da produtividade da soja

Flávio Henrique Vasconcelos Medeiros

Professor adjunto IV da Universidade Federal de Lavras, Departamento de Fitopatologia

flaviomedeiros@dfp.ufla.br

 

Crédito Miriam Lins
Crédito Miriam Lins

O principal alvo biológico dos produtos à base de Trichodermaspp hoje comercializados no Brasil é o mofo branco (Sclerotiniasclerotiorum). Pela ampla distribuição da doença no Brasil e vasta gama de hospedeiras que são plantadas em rotação ou sucessão com a soja (como o feijão e o algodão), essa é uma das 10 pragas prioritárias, segundo o Ministério da Agricultura. Portanto, o registro de produtos para controlar esta doença é prioritário.

Outra doença que vem aumentando consideravelmente ao longo dos anos é o nematoide. Tanto endoparasitas sedentários, como Meloidogyne incognita, quanto endoparasitas migradores, como Pratylenchusbrachyurus, vêm aumentando ao longo dos anos e também foram estabelecidos como pragas prioritárias de registro de produtos pelo governo.

Controle biológico

Produtos à base de Trichodermasppsão alternativas de agentes de controle biológico para manejo de nematoides, mas em função da capacidade de promoção de crescimento exercida por muitos desses fungos, há um aumento no desenvolvimento radicular e uma compensação às perdas de raízes e absorção de nutrientes proporcionada pelo ataque do verme.

Estes fungos também podem colonizar a massa de ovos de Meloidogyne sppe reduzir a viabilidade de ovos.Este mecanismo de controle de nematoide é particularmente importante quando o fungo é produtor de quitinase, tendo em vista que um dos constituintes dos ovos de nematoides é a quitina.

Além do mofo branco e nematoides, alguns produtos à base de Trichoderma tem ainda demonstrado potencial para redução da podridão vermelha da raiz (Fusariumsolani), outra doença muito importante em soja, principalmente quando associada à presença de nematoides fitopatogênicos.

O mofo branco é o principal alvo biológico do Trichoderma spp - Crédito Maurício Meyer
O mofo branco é o principal alvo biológico do Trichoderma spp – Crédito Maurício Meyer

Ganhos produtivos

Os ganhos proporcionados pelo uso de produtos biológicos como aqueles à base de Trichodermaspp podem advir da promoção de crescimento pela produção de fitohormônios como auxinas, pelo controle de doenças ou até pelo aumento da tolerância a estresse hídrico.

Em experimentos que realizamos com soja, observamos ganhos de até 500kg de produtividade pela simples adição do Trichoderma ao tratamento padrão de sementes adotado pelo produtor. Neste caso específico, verificamos incremento na nodulação de plantas, o que pode ter explicado este incremento na produtividade.

Condução do manejo

O posicionamento dos produtos à base de Trichodermaspp depende do alvo biológico. Para o manejo do mofo branco, por exemplo, o que se busca é atingir os escleródios que representa o inóculo inicial do patógeno. Este fungo é um parasitadestas estruturas e contribui para redução de epidemias de mofo branco. Neste caso, a aplicação deve ser feita combinada ao herbicida na dessecação em pré-plantio (feijão pós milho, por exemplo) ou pós-emergente, desde que você se certifique que o produto é compatível com o herbicida usado.

Quando o alvo biológico é o nematoide ou F. solani, a aplicação deve ser feita o mais cedo possível, via tratamento de sementes ou via micron no sulco de plantio, de forma a proteger as raízes e caule desde a germinação ou parasitar os ovos de nematoides antes da eclosão.

Neste uso, deve-se também atentar para a compatibilidade com os demais produtos usados no tratamento de sementes. Nesta aplicação é quandotambém se tem os melhores benefícios de promoção de crescimento de plantas.

Custo

Os produtos à base de Trichoderma hoje disponíveis no mercado variam muito em questão de preço, qualidade e eficiência. O produtor deve escolher produtos registrados para o controle da doença ou alvo biológico, com boa reputação em relação à viabilidade de conídios e eficiência de controle para a cultura e alvo biológico que se deseja testar.

Em média, o tratamento com produtos à base de Trichoderma se pagam pelo aumento de produtividade, advindo do controle de doenças, promoção de crescimento ou ambos.

Essa matéria você encontra na edição de novembro 2017 da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua.

ARTIGOS RELACIONADOS

Amendoim sobre palhada de cana  é uma técnica promissora

O amendoim é uma cultura que vem agregando muita tecnologia e evoluiu muito nos últimos 15 anos. Há um novo polo de produção na...

UPL lança três soluções no Congresso da Andav

A UPL participou do Congresso Andav e lançou três produtos: Fascinate, Sperto e Start. Também divulgou os produtos que são sucesso no campo e...

Sementes de algodão – O alicerce da produtividade

Edivaldo Cia Engenheiro agrônomo e pesquisador aposentado do Instituto Agronômico edivaldocia@terra.com.br   Unanimidade entre os cotonicultores de todo o mundo, o alto potencial produtivo e a elevada qualidade...

Antracnose da Oliva – Severa e destrutiva

  Jesus G. Töfoli jgtofoli@uol.com.br Ricardo J. Domingues Josiane T. Ferrari Eduardo M. C. Nogueira Pesquisadora dos APTA " Instituto Biológico   A cultura da oliva representa uma nova alternativa para...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!