21 C
Uberlândia
sábado, julho 13, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosGrãosManejo do mato na lavoura cafeeira

Manejo do mato na lavoura cafeeira

Hélio Casale

Engenheiro agrônomo e consultor da Tecnores Consultoria e Serviços

hecasale@terra.com.br

Crédito - Hélio Casale
Crédito – Hélio Casale

Manejar o mato é um dos princípios básicos para se alcançar sucesso com a lavoura cafeeira, principalmente por ser uma prática que está intimamente ligada ao controle da temperatura do solo, da água das chuvas ou da irrigação e a presença de matéria orgânica em bom nível no sistema.

 

Não confunda

 

Antes de qualquer coisa, é interessante caracterizar o que é mato e o que é erva daninha. Matos são plantas com raízes abundantes e profundas, parte aérea volumosa, fibrosa, que fazem pequena competição temporária com a lavoura principal por água e nutrientes.

Já ervas daninhas são plantas com pequeno sistema radicular, raízes superficiais pouco volumosas, têm pouca fibra e também competem temporariamente por água e nutrientes com a lavoura principal.

 

O que fazer?

 

É prática corrente deixar a área das entrelinhas no limpo a maior parte do ano, principalmente na época da colheita, sob o argumento de que os matos ali crescidos são prejudiciais à lavoura, roubando nutrientes e água.

O que se pode constatar, na prática, é que matos bem escolhidos e bem manejados nas entrelinhas, como não são removidos para fora da área, ao se decomporem, contribuem para reciclar nutrientes, liberando-os lentamente e, consequentemente, aumentando a produtividade da lavoura, baixando a temperatura do solo, aumentando o teor de matéria orgânica, a duração do período vegetativo (folhas demoram mais para cair) e também o acúmulo de reservas das plantas.

Não é qualquer mato que devemos cultivar no meio das entrelinhas. Várias são as opções. A que tem dado excelentes resultados é a Braquiariaruziziensis, por ter características especiais únicas, como: uma só florada por ano, sistema radicular bem desenvolvido, gramatenra, ou seja, não deixa espaço para o crescimento de outras plantas quando manejada manual ou mecanicamente, requer baixa dose de herbicida para ser controlada, alelopatia, inibindo o surgimento de ervas daninhas, alta relação C:N de 40 a 50:1 e bom teor de fibras que, ao se decompor, eleva o teor de matéria orgânica do solo.  É uma planta incomparável, sem similar nos dias atuais.

Quando as plantas daninhas atingirem o ponto máximo de maturação, é a melhor hora para serem manejadas - Crédito Herder
Quando as plantas daninhas atingirem o ponto máximo de maturação, é a melhor hora para serem manejadas – Crédito Herder

A matéria orgânica e o cafeeiro

 

O cafeeiro, ao longo do tempo, mostrou ser uma planta que se dá bem em solos ricos em matéria orgânica. Baixou a matéria orgânica do solo, começam problemas de toda ordem.

O que devemos saber sobre essa tal matéria orgânica:

1 ha = 100 x 100m = 10.000 m²
10.000m² x 0,20 m = 2.000 toneladas de terra com densidade 1
2000 t de terrax1% de MO20.000 kg de MO/1,72411.600 kg Cx3,6742.575 kg CO²
2000 t de terrax2% de MO40.000 kg de MO/1.72423.202 kg Cx3,6785.151 kg CO²
2000 t de terrax3% de MO60.000 kg de MO/1.72434.802.kg Cx3,67127.726 kg CO²

Vejam o quanto de CO2 (gás carbônico) pode ser sequestrado, contribuindo para mitigar o chamado “efeito estufa,“ manejando adequadamente o teor de matéria orgânica do solo.

 

Manejo

 

É importante introduzir a ruziziensis no início do período das chuvas, gastando de 08 a 10 kg de sementes de boa qualidade por hectare, misturadas com corretivos ou mesmo areia, espalhada uniformemente a lanço de maneira a cobrir toda a área livre das entrelinhas, sem necessidade de enterrar, ou enterrar a pouca profundidade.

Quando atingir o ponto máximo de maturação, é a melhor hora para ser manejada. Em lavouras mecanizadas, o manejo mais indicado é com roçadeira simples ou dupla, regulada de maneira que as facas fiquem a mais ou menos 10 a 12 cm do solo e que o material roçado seja distribuído por toda a área.

Há quem prefira lançar os matos para a proximidade da ponta das saias, mantendo essa área intocada. Quando se aproxima a colheita, o manejo deve ser feito com a trincha, que tritura mais finamente o mato, deixando o solo coberto e evitando que grãos de café fiquem escondidos na palhada.

Já nas lavouras de montanha, não mecanizadas, o manejo pode ser feito com foice, biscó ou roçadeira costal, equipada com cordão ou com lâmina.Desde a primeira roçada,recomenda-se executar essa prática trabalhando em ruas alternadas, o que contribui para deixar vida na lavoura e praticamente dobrar a capacidade operacional das máquinas e equipamentos.

Outra maneira de avaliar a eficácia dessa prática é medir o volume de massa seca colhida por hectare a cada roçada e analisar quimicamente uma amostra composta.

Um exemplo real: braquiária MG5, em t/ha.

Data dos cortesPeso verdePeso seco
22.08.200923,56,0
13.10.200969,524,5
25.03.201065,026,6
Total57,1

 

Eis os resultados da análise química e a quantidade de nutrientes reciclados.

Resultados da análise médiaQuantidade reciclada, em kg e gramas
Nitrogênio15 g/kg856
Fósforo1,8 x 1,20 = 0,44 P2O545
Potássio32 x 1,20 = 36,4 K2O2189
Cálcio3,5 x 2,48 = 8,68  CaCO3495
Magnésio2,5 x 3,47 = 8,67 MgCO3494
Enxofre0,740
Boro18 mg/kg1028
Cobre11628
Ferro20011420
Manganês955415
Zinco804568

 

Fique de olhos bem abertos

 

Manejar o mato é uma das práticas mais fáceis de implantar e executar. O mais difícil é se livrar da tradição e da ‘achologia’. Achar, simplesmente, que os matos vão concorrer com os cafeeiros, competindo por nutrientes, que o manejo é difícil, é pensamento de quem ainda está vivendo o ontem.

Começar é preciso, seja em uma parte de um talhão, um talhão, uma fazenda, não importa, o que mais importa é acreditar e buscar o sucesso.

 

Essa matéria você encontra na edição de maio 2017 da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Alerta – Bactéria causa queima das folhas da cebola

AutoresIgor Souza Pereira Doutor em Agronomia e professor – Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM) igor@iftm.edu.br Márcia Toyota Pereira Doutora em Agronomia e professora...

Controle eficiente do mosaico dourado do feijoeiro

Josias Correa de Faria Eliane Dias Quintela Pesquisadores da Embrapa Arroz e Feijão   As plantas de feijão atacadas pelo mosaico dourado ficam anãs, amareladas, como que anêmicas,...

5 orientações para o manejo integrado de nematoides

Cana-de-açúcar, café, soja, algodão, laranja, milho, batata e hortaliças são algumas das grandes culturas que podem ser atacadas pelos nematoides. São atingidos o sistema...

Fertilizantes organominerais estimulam proliferação de microrganismos

Diego Henriques Santos Engenheiro agrônomo da Companhia de Desenvolvimento Agrícola de São Paulo - Codasp (Centro de Negócios de Presidente Prudente) dihens@bol.com.br   A aplicação do fertilizante organomineral...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!