28.8 C
Uberlândia
quinta-feira, julho 18, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosHortifrútiManejo nutricional do mamoeiro

Manejo nutricional do mamoeiro

Bruno Nicchio

Engenheiro agrônomo e doutorando em Fitotecnia – ICIAG-UFU

bruno_nicchio@hotmail.com

Ernane Miranda Lemes

Engenheiro agrônomo, fitopatologista e doutor em Fitotecnia

ernanelemes@yahoo.com.br

 

CréditoBrapex
CréditoBrapex

O Brasil é o segundo produtor mundial de mamão, com a espécie Caricapapaya sendo a mais cultivada em todo mundo. Além disso, com uma produção de 1.517.696 t-1 ano, o Brasil figura-se entre os principais países exportadores (Embrapa, 2017). As previsões agrícolas apontam para o ano de 2017 com boas produtividades para as fruteiras, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE) (Caldeira, 2017).

O mamoeiro é uma cultura que pode ser plantada em qualquer época do ano e que apresenta ciclo curto (formação, floração e frutificação), com a primeira colheita a partir de 10 meses após o plantio no campo.

A cultura apresenta exigências contínuas de nutrientes, absorvendo elevadas quantidades em todo o ciclo, atingindo seu máximo aos 12 meses (produção e colheita). Porém, a quantidade de nutrientes absorvida pode ser um pouco diferente, de acordo com o tipo de variedade.

Segundo estudo de Cunha (1979), aos 360 dias os teores de macronutrientes extraídos na parte aérea de mamoeiro foram: N, 104 kg ha-1; P, 10 kg ha1; K, 108 kg ha-1; Ca, 37 kg ha-1; Mg, 16 kg ha-1; S,12 kg ha-1; e de micronutrientes foram: B, 102 g ha-1; Cu, 30 g ha-1; Fe, 338 g ha-1; Mn, 211 g ha-1; Mo, 0,25 g ha-1 e Zn,106 g ha-1.

Todos os nutrientes essenciais apresentam aspectos importantes para a cultura do mamoeiro, sendo fundamentais para o estabelecimento de estande, desenvolvimento vegetativo, floração e desenvolvimento de frutos, o que pode resultar em elevadas produtividades com alta qualidade de açúcares e Brix.

Funções dos nutrientes mais absorvidos

O nitrogênio é importante nos primeiros seis meses após o plantio, por influenciar o crescimento vegetativo. Porém, seu excesso pode proporcionar crescimento anormal das plantas, que pode causar distância dos frutos em relação ao tronco, resultando em polpas menos consistentes.

O acúmulo de fósforo na planta é contínuo e de forma crescente, sendo mais importante na fase inicial em função de sua importância para o desenvolvimento e estabelecimento radicular.

O potássio é um nutriente exigido em maiores quantidades de forma constante e crescente, com grande importância na fase de florescimento, frutificação e na formação de frutos com maiores teores de açúcares. Sua deficiência é demonstrada nas folhas mais velhas, com consequente redução de crescimento.

O cálcio proporciona maior rigidez às plantas e frutos. Sua deficiência pode prejudicar o desenvolvimento das plantas e no momento de pós-colheita a durabilidade do fruto pode ser reduzida devido à sua menor resistência, causando seu amolecimento.

O magnésio é importante na síntese de clorofila, desenvolvimento foliar e produção de açúcares. Sua deficiência é apresentada com amarelecimento das folhas nas áreas internervais.

O enxofre é importante na produção e qualidade dos frutos, por trabalhar em atividades enzimáticas das plantas e acúmulo de açúcares.

O boro afeta a qualidade dos frutos, e por isso é considerado um dos micronutrientes mais importantes para a cultura. Sua deficiência severa pode causar má formação de frutos, abortamento de flores e produção de frutos de forma alternada no tronco. Calagem ou acidez excessiva, deficiência hídrica, alta luminosidade e baixo teor de matéria orgânica podem causar deficiências de boro no solo (Embrapa, 2009).

A adubação pode ser realizada na cova, em cobertura no solo ou via foliar - Crédito Aureliano Costa
A adubação pode ser realizada na cova, em cobertura no solo ou via foliar – Crédito Aureliano Costa

Visto de perto

Uma importante ferramenta para acompanhamento do estado nutricional do mamoeiro é a avaliação dos teores de nutrientes ideais no limbo das folhas. Para os macronutrientes, os teores ideais considerados são: N, 12,5 a 14,5 mg kg-1; P, 1,6 a 2,5 mg kg-1; K, 36,1 mg kg-1; Ca, 7,3 a 9,3 mg kg-1 (Awada&Suehida, 1984). Além disso, a quantidade de água pode influenciar nos teores de nutrientes nas folhas, em função da estação meteorológica (seca e chuvosa) e na época da seca os índices nutricionais podem apresentar-se mais bem ajustados (Embrapa, 2009).

Para manejo nutricional do mamoeiro, conforme a tabela abaixo, deve-se considerar a análise química do solo visando definir as quantidade de nutrientes a serem aplicadas. Além disso, é importante dar preferência a fontes solúveis de nutrientes e que contenham enxofre em sua composição.

Recomendação de adubação para cultura do mamoeiro em função de análise química do solo

Fase de Desenvolvimento N P-Resina (mg dm-3) K-Trocável (mmolc dm-3)
0-12 13-30 >30 0-1,5 1,6-3,0 >3,0
  kg ha-1 ——— kg ha-1 P2O5 ——– ——— kg ha-1 K2O ———
Plantio ” dias

após o plantio

60(1) 60 40 20
30 10 20 15 10
60 10 20 15 10 20 15 10
90 20 20 15 10
120 20 20 15 10 20 15 10
Início da floração aos 360 dias ” Produção esperada (t ha-1)
30-50 180 60 40 20 220 140 60
50-70 230 70 50 30 270 180 80
>70 280 80 60 40 320 210 100
Segundo ano              
30-50 200 130 80 40 240 160 80
50-70 240 150 100 50 280 190 95
>70 280 170 120 60 320 220 110

(1)Fonte orgânica. Fonte: Embrapa, 2009. Adaptado de Oliveira et al., 2004.

 

Essa matéria completa você encontra na edição de outubro 2017  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua para leitura integral.

ARTIGOS RELACIONADOS

As maiores produtividades de soja nesta safra

Leonardo Machado Engenheiro agrônomo e secretário executivo da ABRASS   A produtividade é uma variável importantíssima nos processos de avaliação de safra. São vários os fatores que...

Construção do perfil do solo aliado à utilização de fertilizantes especiais

  Antonio Felipe Domansky dos Reis Engenheiro agrônomo, consultor especialista em Fertilidade de Solos e Nutrição de Plantas da Planafertil Agroflorestal felipe@planafertil.com.br planafertil@gmail.com   Com a crescente demanda pelos produtos...

Hidroponia reduz o consumo de água e mão de obra

  Adriano de Lima Mendes Técnico agrícola especialista em hidroponia adrianohidro2008@hotmail.com Quando se fala em hidroponia, logo surge a ideia de que tudo deve ser bem protegido e...

Workshop Internacional sobre Planejamento e Desenvolvimento Sustentável de Bacias Hidrográficas

  O VI Workshop Internacional sobre Planejamento e Desenvolvimento Sustentável de Bacias Hidrográficas acontecerá de 11 a 15 de julho na Universidade Federal de Uberlândia(UFU),...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!