26.6 C
Uberlândia
terça-feira, abril 23, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasMercado agrícola ganha primeiro potencializador de fungicidas

Mercado agrícola ganha primeiro potencializador de fungicidas

Produto da De Sangosse Brasil, com tecnologia única e patenteada, é um potencializador específico para fungicidas com efeito tixotrópico

O manejo adequado e eficaz de fungicidas é parte fundamental dos tratamentos fitossanitários nos cultivos agrícolas, visando prevenir e controlar a incidência de diferentes doenças causadas por patógenos que podem resultar em perdas expressivas de produtividade e qualidade. Em razão dessa importância e para aprimorar os efeitos dessa classe de defensivos em campo, a De Sangosse Brasil está lançando o primeiro potencializador tixotrópico do mercado nacional, o LE 846, indicado para todas as culturas.

Flávio Matarazzo Junior, diretor de desenvolvimento da De Sangosse Brasil
Créditos: Divulgação

O produto, com tecnologia inovadora e patenteada pela empresa, atua efetivamente com melhorias dos principais parâmetros envolvidos na qualidade da pulverização de agroquímicos nas lavouras. “A composição do LE 846 incorpora agentes tixotrópicos que alteram a fluidez e viscosidade da calda de pulverização durante diferentes momentos da aplicação, incrementando a deposição, cobertura, retenção, penetração e potencializando a eficiência do fungicida”, explica Flávio Matarazzo Junior, engenheiro agrônomo e diretor de desenvolvimento da De Sangosse.

Tecnicamente, a Tixotropia é um fenômeno que altera momentaneamente a viscosidade e fluidez de certas misturas quando são agitadas ou submetidas a alguma força. Esta propriedade permite alterar a plasticidade e a dinâmica dos fluidos temporariamente. Os agentes tixotrópicos presentes na formulação do LE 846 estruturam a mistura no tanque, mas quando se aplica força, no caso bombeamento e pulverização durante o processo de aplicação, a calda se torna bem mais fluida e é facilmente vertida pelos bicos.

Após a passagem pelas pontas de pulverização, este fenômeno de maior fluidez se reverte, tornando as gotas mais viscosas outra vez, o que resulta em uma eficiência muito superior na deposição, cobertura e retenção dos ativos aplicados nas plantas. “O potencializador LE 846 é indicado para todas as culturas agrícolas, a dose é de 1 litro do produto para cada 100 litros de água e pode ser usado com todos os fungicidas”, completa o diretor.

Ensaios em soja

Além da grande quantidade de resultados já comprovados em distintos cultivos e países, o departamento técnico da De Sangosse Brasil vem conduzindo vários protocolos e trabalhos de campo que demonstram a ação do produto nas condições de manejo locais. São experimentos nas culturas de soja, algodão, feijão, batata, cebola e cenoura.

Ensaios de eficiência do LE 846 realizados na região Centro-Oeste, na safra 2022/23 na cultura da soja, resultaram em aumento de produtividade de até oito sacas por hectare, com incrementos de eficiência de controle e menor índice de desfolha, comparado ao manejo padrão.

Sustentabilidade

A tecnologia do LE 846 está diretamente alinhada com o compromisso da companhia em desenvolver produtos que contribuam para uma agricultura mais eficiente, rentável e sustentável. Matarazzo pontua que as características do lançamento proporcionam vários efeitos benéficos neste sentido.

ARTIGOS RELACIONADOS

Novo biofungicida da BASF

A BASF traz ao mercado brasileiro um novo fungicida e bactericida biológico com ampla recomendação para uso em frutas e hortaliças.

ADAMA investe R$ 300 milhões em nova fábrica no Sul do País

A unidade, localizada em Taquari (RS), significará menos dependência externa de insumos fundamentais para a produção de fungicidas no Brasil. Saiba mais.

Reconil® deve tratar até 4 milhões de hectares de soja no ciclo 2020-21

Conforme a companhia, produto foi bem avaliado no Ensaio de Rede anual da Embrapa e transfere resultados favoráveis ao sojicultor, principalmente no controle da ferrugem e de doenças de final de ciclo.

Algas proporcionam mais eficiência para os fungicidas

A legislação enquadra o uso de extratos de algas como bioestimulantes, sendo formulações de fertilizantes para aplicação foliar e em fertirrigação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!