Microbiologia do solo: relação com a produtividade de grãos

0
264
Foto: Shutterstock

Maria Idaline Pessoa Cavalcanti
Engenheira agrônoma e doutoranda em Ciência do Solo – Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
idalinepessoa@hotmail.com

O solo é um ambiente dinâmico e complexo, sendo o habitat de uma grande diversidade de microrganismos e macrorganismos que atuam na transformação e decomposição da matéria orgânica, ciclagem de nutrientes e no fluxo de energia no solo.

No solo, os microrganismos desempenham papel importante na atividade enzimática e, sendo assim, a atividade destas biomoléculas indica alterações em processos metabólicos específicos que, em conjunto com outras medidas, como as de biomassa microbiana, pode fornecer uma compreensão ampla das mudanças impostas pelo manejo do solo.

Solo vivo

Na agricultura, de maneira geral, a vida do solo tem uma influência direta nas características físicas, químicas e biológicas do perfil, estando diretamente ligada à produtividade e qualidade das colheitas.

A biomassa microbiana do solo é responsável por diversos processos biológicos e bioquímicos do solo, possuindo relação direta com a incorporação de resíduos vegetais e com a ciclagem de nutrientes e de carbono.

Assim, a riqueza dos microrganismos no solo desempenha importante papel na sustentabilidade do ecossistema, mantendo funções essenciais da saúde do solo. O conhecimento sobre a composição e a fisiologia de comunidades microbianas no solo pode ter grande impacto no delineamento de estratégias de recuperação de áreas degradadas, e também para alavancar a produtividade de culturas mediante a descoberta de genes e produtos de interesse biotecnológico.

Metagenômica

A técnica de Metagenômica é o estudo da diversidade, taxonomia e do potencial funcional de uma comunidade microbiana coexistindo em um ambiente. Ou seja, esse estudo se resume em analisar a composição microbiana em diferentes ecossistemas, através da extração do DNA total de uma amostra.  

A identificação microbiológica do solo permite realizar pesquisas que acarretam em avanços consideráveis, como a busca por enzimas envolvidas no processo de obtenção de biocombustíveis, por exemplo.

Dentro das aplicações que envolvem o interesse biotecnológico, a melhor compreensão da atividade destas enzimas no ecossistema abre uma oportunidade única de acesso aos recursos enzimáticos derivados dos mais variados microrganismos existentes no solo e que podem ser relevantes para as mais variadas aplicações.

Em 2001 foi constatada, na cidade de Londrina (PR), a presença da ferrugem asiática da soja, causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi Sydow & Sydow e, posteriormente, foi verificada a dispersão deste agente fitopatológico por todo o Brasil.

Após serem realizadas analises dos genes, o padrão identificado quanto ao estudo filogeográfico evidenciou que alguns microrganismos isolados no Brasil possuíam características de partilhar um mesmo ancestral com ribotipos africanos do que com asiáticos. Isso suporta a teoria de que a dispersão deste agente fitopatogênico em forma de esporos se deu por corrente de ar transatlântica a partir da África.

Tudo em equilíbrio

O equilíbrio do solo é um importante fator para determinar a qualidade e produtividade das lavouras agrícolas. Ao adotar técnicas que permitem alcançar um solo equilibrado, é possível atingir o correto desenvolvimento da lavoura e garantir o sucesso do plantio.

Manter o solo em equilíbrio pode trazer importantes benefícios para sua lavoura. Confira os principais:

Grãos mais nutritivos: quando em equilíbrio, o solo retém os nutrientes essenciais para o crescimento das plantas, resultando em grãos mais saudáveis, nutritivos e com alto teor de proteínas.

Presença de microrganismos benéficos: o solo equilibrado aumenta a presença de microrganismos responsáveis pela produção de matéria orgânica, um importante elemento para o desenvolvimento das plantas.

Menor risco de pragas e doenças: um solo em equilíbrio produz condições naturais para que as plantas se defendam, com pouca ou nenhuma interferência de produtos químicos.

Balanço hídrico: o favorecimento do balanço hídrico, ao alcançar o solo em equilíbrio, é um importante aliado para a saúde e desenvolvimento saudável da lavoura.

Maior resistência: além do menor risco de pragas e doenças, o solo equilibrado permite que as plantas sejam mais resistentes, reduzindo riscos causados por mudanças climáticas.

FBN

A fixação biológica do nitrogênio é outra alternativa de fertilidade, sendo uma tecnologia sustentável que dispensa a utilização de fertilizantes nitrogenados, produtos que, além de aumentarem os custos de produção, podem ser prejudiciais ao ambiente.

A técnica consiste em inocular bactérias fixadoras de nitrogênio nas sementes de soja antes da semeadura. Essas bactérias são capazes de capturar o nitrogênio da atmosfera e transformá-lo em fertilizante para as plantas. A fixação biológica faz com que a cultura tenha uma economia estimada em US$ 12 bilhões por ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!