21.6 C
Uberlândia
sábado, maio 25, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesNova regulamentação para uso de drones

Nova regulamentação para uso de drones

Segundo DECEA, número de solicitações para operar os equipamentos cresce 40% ao ano no país, o que contribui para a desburocratização dos processos.

O Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) concretizou algumas mudanças nas leis e regulamentações do uso de drones no espaço aéreo brasileiro. As alterações foram feitas no documento ICA 100-40 e têm como objetivo deixar as ações dos usuários mais fáceis e práticas.

Reprodução/Internet

A medida visa agilizar as solicitações de voos, diminuir o tempo para recebimento de respostas e flexibilizar o uso de drones em locais próximos a aeroportos, desde que não comprometam a segurança das operações. Segundo informações divulgadas pelo DECEA, o número de solicitações de voos de drones cresce 40% por ano no país.

Para Rogério Neves, CEO da CPE Tecnologia, empresa que atua no mercado de soluções para geotecnologia, essa mudança era necessária. “Com o crescente aumento do número de drones no espaço aéreo brasileiro, era muito importante que houvesse flexibilizações para aproveitarmos os benefícios dessa ferramenta em sua totalidade”, fala.

O executivo afirma que “os drones são tecnologias utilizadas todos os dias por diversas profissões em vários setores. Com a evolução deles e a melhor adaptação das leis e regulamentações, poderemos ver ainda mais drones sendo utilizados. No campo da topografia, por exemplo, eles são essenciais”.

Um dos recursos mais utilizados em drones atualmente é o laser scanner acoplado. Neves comenta que “quando acoplamos lasers, conseguimos aumentar ainda mais essa precisão de leitura de áreas, promover mais agilidade e aumentar a quantidade de dados coletados em pouco tempo. Esse recurso pode ser utilizado em levantamentos topográficos, planialtimétricos e cadastrais, geração de modelos digitais de terrenos e elevações, modelos 3D e inspeção de estruturas, tornando o trabalho mais rápido e preciso, o que é benéfico para toda a cadeia produtiva”.

Além dos setores de topografia, agrimensura e geotecnologia, os drones são comumente vistos nas áreas de construção civil, meio ambiente, mineração, projetos de engenharia, geologia, entre outros.

ARTIGOS RELACIONADOS

Edição gênica e os impactos sobre o agronegócio

Novas técnicas de edição genética exigem que revisitemos conceitos e o nosso arcabouço regulatório, a exemplo da Lei de Proteção de Cultivares (LPC).

Eficiência dos drones na pulverização contra greening

Tecnologia validada pelo Fundecitrus alcança mortalidade superior a 80% dos psilídeos adultos, uma esperança no controle do greening

Produtores de algodão postam em drones para produzir mais em 2023

Projeto envolveu representantes dos Estados que mais plantam e colhem a fibra no País

Polinização de macieiras com drones

Inovação que promove a produção sustentável de maçãs e preserva a vitalidade dos pomares.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!