17.6 C
Uberlândia
quinta-feira, julho 18, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesOeste da Bahia finaliza semeadura do algodão de sequeiro

Oeste da Bahia finaliza semeadura do algodão de sequeiro

Divulgação

Terminou a semeadura do algodão em regime de sequeiro no Oeste da Bahia. A região responde por cerca de 98% da área plantada com a fibra no estado, que deve plantar em torno de 305,2 mil hectares, em 2022/2023. Entre lavouras sem e com irrigação, o algodão deve ocupar uma área de 299,2 mil hectares, no cerrado baiano. O restante da produção fica por conta da região Sudoeste, que responde por, aproximadamente, 2% da área plantada, ou seis mil hectares. A Bahia tem até o dia 10 de fevereiro para finalizar a semeadura. A data é definida pela Portaria 201 de setembro de 2019, da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), como medida de controle do bicudo-do-algodoeiro, a praga mais representativa da cotonicultura brasileira.

De acordo com o presidente da Abapa, Luiz Carlos Bergamaschi, até o momento, a safra vem ocorrendo bem e a qualidade da pluma deve se manter alta, como em 2021/2022. Se o clima continuar favorável e a produtividade –estimada em 1.912 quilos de algodão beneficiado (pluma) por hectare – se confirmar, a commodity poderá remunerar melhor o cotonicultor, considerando-se os patamares atuais de preços, cotados a 85.33 centavos por libra-peso para dezembro de 2023.

“Precisamos nos manter otimistas, pois os custos de produção desta safra foram mais altos. O produtor fez uso de toda a tecnologia ao seu alcance para mitigar risco climático e incrementar a qualidade da fibra. As decisões de plantio, que já são tomadas com muito critério, foram ainda mais apuradas neste ciclo, onde cada ganho que se alcança em produtividade e valorização do produto vai fazer a diferença”, diz Bergamaschi. Na avaliação dos técnicos do Programa Fitossanitário da Abapa, as pragas estão em níveis adequados e sob controle.

ARTIGOS RELACIONADOS

Dia de Campo Amipa 2024 é sucesso de público

Evento reuniu mais de 700 participantes, promoveu o intercâmbio internacional e destacou a liderança do Brasil no mercado de exportação do algodão.

Sustentabilidade agrícola – Desafios e conquistas

Sueli Vieira Rodrigues Diretora da Bioneem É quase impossível falar em sustentabilidade e preservação ambiental nas atividades agrícolas sem ter como referência a pioneira da revolução...

Soja louca II tem novo alvo ” o algodão

Nematoide Aphelenchoides sp., causador da soja louca II é diagnosticado na cultura do algodão no município de Sapezal(MT) Juliana Aparecida Homiak Bióloga, mestre em Agronomia pela...

Tratamento de sementes com fungicida é estratégia para prevenção e controle de mofo branco

O mofo branco, doença causada pelo fungo Sclerotiniasclerotiorum, está se tornando cada vez mais grave em várias regiões, provocando danos às culturas de soja,...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!