18.6 C
Uberlândia
quinta-feira, junho 13, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioLançamentosOrizicultores buscam informações nas vitrines tecnológicas

Orizicultores buscam informações nas vitrines tecnológicas

Empresas apresentam inovações para a lavoura durante a Abertura Oficial da Colheita do Arroz

COLHEITA DO ARROZ 2017_As vitrines tecnológicas têm como objetivo difundir informações para os orizicultores. É nesse espaço que as es empresas voltadas ao agronegócio apresentam palestras demonstrativas por intermédio da sistemática de dia de campo. As dinâmicas fazem parte da Abertura Oficial da Colheita do Arroz, evento que começou nessa quinta-feira, dia 16 de fevereiro, e prossegue até sábado, na Estação Experimental do Arroz, do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), em Cachoeirinha (RS).

O Irga participa das vitrines com dois projetos de extensão. Entre os objetivos, elevar o patamar de produtividade, proporcionar renda ao produtor e desenvolver ganho social. O Projeto 10 Mais, implantado em 2017, é um avanço do Projeto 10, lançado há 15 anos, que foi um dos responsáveis pelo aumento da produtividade média do arroz no Rio Grande do Sul. O objetivo é atingir até 12 mil quilos por hectare. A cultivar contemplada pelo projeto é a Irga 424 RI, que tem manejo para alta produtividade associada a rotação de outras culturas, principalmente a soja. A entidade trabalha com pilares como preparo antecipado, época de semeadura, fertilidade, controle precoce de invasoras, seleção de cultivares e manejo de pragas e doenças.

COLHEITA DO ARROZ 2017_

A instituição também apresenta o Projeto Soja 6000. Implantado no ano passado, a experiência chegou a atingir uma média de 75 sacas por hectare, número maior do que até então era colhido nas áreas de várzea. O modelo atende, atualmente, 62 áreas plantadas. O Irga destaca ações como escolha de cultivares, épocas de semeadura, drenagem, plantabilidade, irrigação, adubo e calagem.

A Embrapa, por sua vez, participa das vitrines com o lançamento de cultivares como a BRS 358, voltada à culinária japonesa. A variedade apresenta estatura próxima do grão longo fino e produtividade mais elevada que as de grão curto. O engenheiro-agrônomo da Embrapa Clima Temperado, Ariano Magalhães, destaca que o valor do grão especial é três vezes mais do que o convencional. A entidade ainda lança, durante o evento, a BRS A701 CL, cultivar de arroz irrigado para o sistema clearfield no Rio Grande do Sul.

COLHEITA DO ARROZ 2017_

Maria Isabel Cardoso Terra é produtora rural nos municípios de Mostardas e Palmares (RS). Ela produz 440 hectares de arroz e 180 de soja. Entusiasta das vitrines tecnológicas, ela participa do evento, em Cachoeirinha, para buscar informações como o manejo para o combate ao arroz vermelho. “O melhor da Abertura da Colheita é que este é um evento centralizador, onde todos têm a possibilidade de aprender“,

Participam das vitrines tecnológicas Basf, Bayer, Delta Plastics, Dow Agrosciences, DuPont, Embrapa, Fertiláqua, FMC, Ihara, Irga, Mosaic, Pioneer, RiceTec, Sementes Condessa, Super N, Syngenta e UPL. As novidades deste ano são a Tovese Corretora de Seguros, que terá um espaço na parte das vitrines, e a Fundação Espaço Eco, instituição voltada à sustentabilidade, as quais farão apresentações sobre dois importantes temas do momento: seguro rural e meio ambiente respectivamente.

Fotos: Fagner Almeida/Federarroz/Divulgação

Texto: Marcelo Machado/AgroEffective

Mais informações sobre a Federarroz

Site: www.federarroz.com.br

Facebook: www.facebook.com/federarrozrs

ARTIGOS RELACIONADOS

Agrishow apresenta tendências tecnológicas para a agricultura irrigada

De ferramentas de manejo a soluções que integram inteligência artificial ao trabalho no campo, inovações expostas na feira retratam o valor agregado do investimento em tecnologia

Correção do solo – A hora certa de começar

Breno Adriano Nyssen Ana Carolina Melo Lucas Miguel Altarugio Graduandos em Engenharia Agronômica da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz“ " ESALQ/USP e estagiários do Grupo...

Gestão de processos na indústria florestal pode gerar economia

Em um segmento produtivo no qual o custo da matéria-prima em média representa 75% do valor do produto acabado, pode parecer que há pouco espaço para...

Safra de milho 2019 – O que os produtores podem esperar

Até o começo da década de 1990, a 2ª safra de milho teve participação modesta no orçamento do agricultor, no entanto não é mais assim. Porém...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!