23.6 C
Uberlândia
sábado, maio 25, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosOs desafios de preparar os herdeiros do agronegócio

Os desafios de preparar os herdeiros do agronegócio

O agronegócio possui muitas nuances e desafios particulares, um dos problemas mais cruciais é a preparação de herdeiros.

Por Valéria Pimenta, especialista em análise comportamental e desenvolvimento de liderança

Responsável por cerca de 25% do Produto Interno Bruto (PIB), o agronegócio possui muitas nuances e desafios particulares. Isso porque parte considerável das companhias do segmento são familiares e, segundo o estudo ‘Perfil e Hábitos dos Produtores Rurais em Mato Grosso’, realizado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA) sobre os produtores rurais do estado, 79% dos agricultores e 76% dos pecuaristas entrevistados estão preocupados com um único ponto: a sucessão familiar.


Dados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) corroboram essa constatação realizada no estado que lidera o ranking do agronegócio no Brasil. Até 2030, segundo a entidade, cerca de 40% dos produtores rurais não estarão mais na atividade. Essa dor, porém, não é exclusiva desse segmento.


A pesquisa da Talenses Executive, consultoria especializada em cargos de liderança e conselhos, revela que apenas um terço das empresas no Brasil possuem um programa formal de preparação de sucessores. Ao entrevistar 120 empresas – sendo 72% de capital fechado e 28% de administração familiar – o estudo também mostrou que 40% das companhias – que possuem programas do tipo – estão preparando um candidato há três anos.


Permanência no campo: oportunidade de ser protagonista em diferentes aspectos


­Preparar e capacitar os herdeiros dessas empresas é um grande desafio. Muitos jovens, que anos atrás ‘abandonavam’ esse tipo de negócio e tentavam ‘oportunidades’ mais promissoras nas grandes cidades, visualizaram que permanecer no campo pode ser muito mais vantajoso profissionalmente. Não apenas por administrar empresas familiares, mas por ter a oportunidade de, com o avanço tecnológico, fazer o negócio ganhar ainda mais tração e mercado.


Ao utilizar cursos, apoio e orientação de especialistas e, por vezes, trocas construtivas entre empresas e famílias que enfrentam os mesmos desafios, os herdeiros do agronegócio potencializam as chances de sucesso profissional.


Ter inteligência emocional para separar sentimentos é o primeiro passo


Há uma questão muito sensível quando o assunto é sucessão familiar. Os sentimentos envolvidos nessa questão podem dificultar os planos de algumas empresas. Embora não existam regras que possam definir o momento mais assertivo para uma transição e, por vezes, o apego e admiração do próprio fundador possam extrapolam qualquer entendimento racional, é vital que os herdeiros sejam preparados com cautela para esse novo desafio.


Amparado em ciência, diagnósticos podem ajudar a identificar os talentos familiares


Em empresas com diferentes gerações da família empregadas, escolher a linha sucessória também é um desafio. Eventualmente, há famílias empresárias com diferentes filhos à frente dos negócios. E saber utilizar diagnósticos, que são amparados em ciência, pode aumentar as chances de a sucessão ocorrer futuramente para outras gerações também.


É importante que, embora óbvio, seja colocado de lado todos os tipos de sentimentos e questões pessoais. Para evitar desgastes e conflitos desnecessários, muitos líderes de empresas do tipo procuram suporte profissional, como consultores especializados, para auxiliar no entendimento de questões exclusivamente profissionais. Por meio desses diagnósticos, aplicados por profissionais capacitados, é possível endossar ou questionar percepções, amparar tomadas decisões importantes ou, por vezes, até postergar definições.

ARTIGOS RELACIONADOS

Estudo do MIT revela tecnologias emergentes para o agronegócio

Estudo realizado pelo TEC Institute e publicado pela MIT Technology Review Brasil revela que 5G, IoT e Analytics e Big Data são as techs com maior intenção de investimento do Agro Brasileiro

Agronegócio precisa comprovar produção livre de desmatamento

Índice inédito avalia propensão de conformidade da produção agrícola nacional à legislação europeia que determina importações com desmatamento zero.

Agronegócio é grande celeiro para as novas gerações

YAMI debaterá o cenário e perspectivas para participação dos jovens no setor, nos dias 26 e 27 de outubro, em São Paulo (SP).

Empresas do agro enfrentam dificuldades na busca por mão de obra especializada

Segundo dados do IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, em outubro do ano passado ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!