Inicio Revistas Hortifrúti Panorama nacional da produção de morangos

Panorama nacional da produção de morangos

0
414
Crédito Shutterstock

Maione Almeida de Souza
Engenheira agrônoma e mestra em Produção Vegetal – Unimontes
maione@grupoagromg.com.br
Eder Junho Batista
Técnico de Pesquisa e Desenvolvimento – Grupo Agro
eder@grupoagromg.com.br
Ana Flávia Teixeira Menezes
Engenheira agrônoma e técnica de Pesquisa e Desenvolvimento – Grupo Agro
anaflavia@grupoagromg.com.br

Em 2021, o morango movimentou cerca de R$ 1,7 bilhão, entretanto, sabe-se que os preços variaram bastante nos grandes centros de comercialização da fruta. O mercado global de morango atingiu, em 2020, US$ 18.370 milhões e a perspectiva é que atinja em 2027 US$ 23.210, com uma taxa de crescimento anual em torno de 3,4% em termos de receita.
Os principais “players” no mercado global de morango em 2022 são: Dole Food, Driscoll, Jardins de Berry, Fresgarrido, Goknur Gida, Grupo Mirak, Quilhas, Fazendas Naturipe e Bel Orta.
Pressupõe-se que as regiões que devem dominar o mercado de morango sejam a América do Norte (Estados Unidos, Canadá e México) Europa (Alemanha, Reino Unido, França, Itália, Rússia, Turquia, etc.), Ásia-Pacífico (China, Japão, Coréia, Índia, Austrália, Indonésia, Tailândia, Filipinas, Malásia e Vietnã), América do Sul (Brasil, Argentina, Colômbia etc.), Oriente Médio e África (Arábia Saudita, Emirados Árabes, Egito, Nigéria e África do Sul).
Estima-se que, em 2030, haverá um aumento de 30% na demanda de morangos no mundo, o que significa que esta cultura ganhará ainda mais importância econômica e gerará oportunidades de negócios para os países que hoje exportam as frutas, mas também para os países que ainda não participam desse comércio global, segundo fonte Producepay.

Área plantada

No Brasil, calcula-se que a área plantada seja cerca de 5.600 ha de morango, sendo cultivado em diversos sistemas de plantio, no chão com canteiros sem túnel e/ou com túnel em estufas com sistemas semi-hidropônicos, e variação destes.
No Sul de Minas, dentre outras regiões produtoras da fruta, é comum o plantio temporário da fruta a céu aberto, onde as plantas são conduzidas por, aproximadamente, quatro meses.
Já o cultivo protegido, em plantios semi-hidropônicos, é possível manter a mesma por dois anos, com colheitas semanais após 60-70 dias de plantio. Estes dois fatores podem ser determinantes para a imprecisão de dados nacionais confiáveis de áreas plantadas da fruta por ano.
Estima-se que a área plantada da fruta, no mundo, é de 384.668 hectares (FAO, 2020). Entretanto, o maior produtor mundial de morangos é a China, com aproximadamente 133.144 ha cultivados, seguidos pela Polônia e Rússia com 49.900 e 31.122 hectares, respectivamente.

Produção anual

Quando falamos de volume mundial de morangos colhidos, segundo a FAO, no ano de 2020 foi de 8.861.381 toneladas. Embora não tenhamos acesso à divulgação dos dados referentes a 2021, espera-se que o volume de frutos colhidos sejam próximos ao de 2020, sem grande expressão de aumento de áreas plantadas e/ou redução, mesmo com os impactos da covid.
No Brasil, o volume colhido foi de aproximadamente 165.440 toneladas de frutos, em 2021, e o Estado de Minas Gerais o de maior expressão nessa produção nacional. Entretanto, para 2022 o cenário de produção de morangos pode não ser muito animador para os produtores, devido ao aumento de custos de produção da lavoura e preços pagos na comercialização da fruta.

Demanda

Os Estados que mais compram o morango são São Paulo e Rio de Janeiro. Um dos motivos para essa geração de demanda é por se tratar de dois dos Estados mais populosos do Brasil.
A produtividade média nacional de morangos é de aproximadamente 38 toneladas, sendo inferior à média dos países maiores produtores da fruta, que chegam a 60 toneladas por hectare.
A cultura, no Brasil, apresenta grande diferença de produtividade entre as regiões que produzem morango, mas também entre os sistemas de cultivos, o que dificulta a ponderação da média de produtividade nacional da fruta.
Quanto mais tecnificado for o sistema de cultivo e o manejo adotado pelo produtor, maiores são as médias de produtividade, podendo alcançar 50 toneladas por hectare. Nesse caso, podemos incluir a região do Sul de Minas, Rio Grande Sul e Santa Catarina, com sistema de cultivo protegido e mudas importadas.

Tecnologias

A média de produtividade nacional da fruta é considerada baixa e pode ser explicada pela ausência de materiais adaptados, nível de tecnologia investido no cultivo protegido, dentre outros inúmeros fatores que podem ser considerados.
O Estado de Minas Gerais é o maior produtor de morangos do Brasil, e a região do Sul de Minas é a principal região produtora do País. O município de Bom Repouso conta com aproximadamente 3000 mil produtores de morango, produzindo 37,5 toneladas de frutos/ano, em seguida os municípios de Pouso Alegre e Estiva, que juntos compõem 72% da safra estadual.
Outros Estados também ganharam destaque na produção da fruta, como é o caso do Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Espírito Santo, Santa Catarina, Distrito Federal, dentre outros. Juntos, eles produzem mais de 200 mil toneladas da fruta ao ano.

Morango no Brasil

O Brasil ocupa a 17ª posição no ranking mundial dos países produtores de morango. Apesar de produzir bastante, ainda temos muito a evoluir para melhorar a nossa produtividade. Produzir em escala seria um diferencial para o nosso país, pois quando pensamos no setor industrial de alimentação, onde as compras são de frutas congeladas e em grandes volumes, não conseguimos atender esse nicho.
Nesse sentido, o Brasil, em 2021, teve como principal fornecedor da fruta o Egito, com quantidades superiores a 1,47 mil toneladas. Contudo, a exportação da fruta pelo nosso País também é realizada, sendo que, em 2021, entre os meses de janeiro e agosto, o principal comprador do Brasil foi o Japão, com importações que somaram 8,2 toneladas, seguido por Uruguai, Paraguai e Argentina.

Investimento inicial

O mercado brasileiro tem oscilado bastante. A plasticultura, os equipamentos de irrigação e os adubos vêm sofrendo aumento significativo todos os meses, e hoje podemos dizer que para iniciar o plantio do morango o custo gira em torno R$ 8,00/planta.
Esse valor pode variar de acordo com o sistema de cultivo e tecnificação da lavoura, podendo chegar R$ 520.000,00 por hectare.

SEM COMENTÁRIO