17.6 C
Uberlândia
quinta-feira, julho 18, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasParceria entre a indústria e a pesquisa agrícola, Unidade de Referência em...

Parceria entre a indústria e a pesquisa agrícola, Unidade de Referência em Agrotóxicos inicia programa de 2017

Entidade recebe até o final deste mês inscrições para a capacitação de instrutores e mão de obra especializada no manejo de agrotóxicos; baixa qualificação na área gera déficit anual de R$ 2 bilhões aos agricultores

 

A aplicação dos nutrientes deve ser feita sob análise de solo e foliar - Crédito Shutterstock
Crédito Shutterstock

Uma iniciativa que une as entidades do setor de agroquímicos à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de SP, a Unidade de Referência em Tecnologia e Segurança na Aplicação de Agrotóxicos (UR) recebe inscrições para seu primeiro curso voltado a profissionais e empresas do setor agrícola. Coordenada pelo pesquisador científico Hamilton Ramos, do Centro de Engenharia e Automação do IAC (CEA/IAC), a UR visa a capacitar mão de obra especializada no manejo de agrotóxicos.

 

De acordo com o pesquisador Hamilton Ramos, a Unidade de Referência receberá investimento privado inicial de aproximadamente R$ 1,5 milhão até o final deste ano, por meio de parcerias e patrocínios. Segundo Ramos, trata-se de um projeto único no País, concebido para elevar os padrões de qualidade do tratamento de lavouras e também a segurança dos trabalhadores que lidam com agrotóxicos.

 

“O mau uso de agrotóxicos gera perdas anuais da ordem de R$ 2 bilhões aos agricultores e às empresas do agronegócio brasileiro, e representa um entrave para o estabelecimento de uma agricultura mais sustentável“, resume Ramos. “Essa perda advém diretamente da baixa qualificação da mão de obra que atua na aplicação desses produtos“, explica o pesquisador.

 

Ramos acrescenta ainda que a Unidade de Referência proporcionará às empresas do agronegócio a formação de instrutores-especialistas, profissionais que se tornarão aptos a ministrar cursos de capacitação a colaboradores dessas organizações ou, ainda, às comunidades presentes em suas áreas de influência.

 

Segundo o CEA/IAC, a programação do curso contempla tecnologias empregadas no controle de pragas, doenças e plantas daninhas, medidas preventivas indicadas ao trabalhador rural aplicador de agrotóxicos e aspectos legais e ambientais da atividade rural. As atividades teóricas e práticas do curso serão ministradas nos períodos de 27 a 31 de março e de 24 a 28 de abril, na unidade do Centro de Engenharia e Automação do IAC, na cidade paulista de Jundiaí, a 50 km da capital paulista.

 

Empresas e profissionais interessados em se inscrever no treinamento da Unidade de Referência devem efetuar as inscrições pelo site www.unidadedereferencia.com.br. O número de vagas é limitado.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Na nutrição citrícola, qual a dose ideal?

Autores Arlindo D’ Salvo arlindoconsultor@gmail.com Danilo José Fanelli Luchiari danilo.luchiari@hotmail.com Engenheiros agrônomos danilo.luchiari@hotmail.com Os citros, como as demais frutíferas perenes, apresentam um ciclo fisiológico...

Análise de solo – A resposta para as altas produtividades

  Leandro Flávio Carneiro Doutor e professor do Departamento de Ciências Agrarias (DCIAG) UFSJ - Campus Sete Lagoas Minas Gerais Leandro Pereira dos Santos Jennifer Alves...

Sistema automático de irrigação detecta baixa umidade no solo

Um equipamento que aciona automaticamente a irrigação ao detectar a baixa umidade no solo está sendo desenvolvido. A tecnologia consegue reduzir o consumo de...

Maior produtividade e menor bienalidade do café

Tecnologia permite maior produtividade e pode reduzir bienalidade do café Pesquisas desenvolvidas pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG) apontam que cafeeiros em...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!