20.6 C
Uberlândia
sábado, maio 25, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasPlantoterapia: a prática que veio para ficar na rotina dos brasileiros

Plantoterapia: a prática que veio para ficar na rotina dos brasileiros

Divulgação

Em meio ao caos da pandemia global, que teve seu ápice entre 2020 e 2022, um hábito ganhou força nos lares ao redor do mundo: a plantoterapia. Essa prática, que consiste no cultivo de sementes de ervas, flores e hortaliças dentro de casa, não apenas decorou ambientes, mas também se revelou como um eficaz antídoto contra o estresse, ansiedade, depressão, solidão e outras condições psicológicas adversas, promovendo o bem-estar mental e a melhora do humor.

No Brasil não foi diferente: desde o início das restrições impostas pela pandemia, muitas pessoas buscaram conforto e alívio nas atividades simples e conectadas à natureza. O cultivo emergiu como uma resposta terapêutica e gratificante para muitos, oferecendo uma válvula de escape para as tensões do isolamento social e das incertezas econômicas.

Segundo um estudo realizado pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), em parceria com o Ibraflor (Instituto Brasileiro de Floricultura), em 2020 o PIB do setor cresceu 3,2%, devido ao aumento real de preços, porém, em 2021 e 2022, a evolução média foi de 24% ao ano.

Para se ter uma ideia, o PIB de flores e de plantas ornamentais passou de R$ 10 bilhões, em 2017, para R$ 18,4 bilhões, em 2022. Assim, a participação da cadeia de flores e de plantas ornamentais no PIB do agronegócio cresceu de 0,53%, em 2017, para 0,72%, em 2022.

No entanto, o fenômeno não foi apenas uma moda passageira: ao contrário, o interesse e a prática da plantoterapia permanecem robustos até hoje. Isso indica uma mudança significativa de paradigma, em que as pessoas estão valorizando cada vez mais a conexão com a natureza em ambientes domésticos, o que proporciona uma sensação de propósito e de responsabilidade.

Outro aspecto importante da plantoterapia é que, ao plantar e colher seus próprios alimentos, as pessoas têm a garantia de que estão consumindo produtos frescos, livres de defensivos químicos e contaminantes prejudiciais à saúde. Essa prática não apenas promove uma alimentação mais saudável, mas também fortalece o vínculo entre as pessoas e a comida que consomem.

E para enriquecer essa experiência, a Topseed Garden, linha de sementes de hortaliças, ervas e flores, da Agristar do Brasil, uma das marcas mais consolidadas nacionalmente, oferece um portfólio diversificado, completo e com a mais alta tecnologia.

Desta forma, à medida em que avançamos para o futuro pós-pandêmico, é provável que a plantoterapia continue desempenhando um papel importante no bem-estar físico e mental das pessoas.

ARTIGOS RELACIONADOS

Microverdes: mercado em expansão e rentável para agricultores brasileiros

Movimentando mais de US$ 230 bilhões atualmente, esses produtos contribuem para a dieta dos consumidores e para os negócios no campo

Melancia Arriba

Com bons resultados no campo e nos supermercados, a variedade tem ganhado espaço ...

Precocidade do brócolis Master ajuda produtor a economizar

Em 2021 o aumento nos preços de insumos, como fertilizantes e defensivos, foram ...

Crescimento do mercado de produtos frescos impulsiona cultivo hidropônico de rúcula

Estudo aponta que esse tipo que plantio potencializa resultados produtivos dos agricultores

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!