24.6 C
Uberlândia
domingo, maio 26, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesProdutores colhem uma média de 105 sacas por hectare com nova biotecnologia...

Produtores colhem uma média de 105 sacas por hectare com nova biotecnologia em soja da Bayer

Imagem ilustrativa / Créditos Shutterstock

Para obter médias de produtividade acima de três dígitos na soja é preciso adotar uma série de medidas antes mesmo do plantio, entre elas a escolha de uma biotecnologia que proporcione proteção ampliada à soja, atrelando rentabilidade à sustentabilidade. Após semear comercialmente pela primeira vez na safra 2021/22 a terceira geração de soja da Bayer, 41 sojicultores registraram uma média de 105 sacas por hectare com o plantio de variedades com as tecnologias Intacta2 Xtend® e Xtend® Refúgio, reforçando o potencial em solo nacional. Foi um total de 122.069 ha de área plantada com a biotecnologia.

“Estamos muito felizes com esse resultado, principalmente vendo clientes que alcançaram mais de 120 sacas por hectare. Os três dígitos na soja sempre foram um desejo que pouquíssimos agricultores alcançavam em áreas muito pequenas. Ver, já no primeiro ano comercial de uma biotecnologia, um número tão expressivo de clientes superando essa marca é a confirmação de que estamos no caminho certo”, comenta Rafael Mendes, Diretor Comercial de Intacta da divisão agrícola da Bayer Brasil.

Investir em biotecnologia e adotar boas práticas de manejo são cruciais para alcançar resultados cada vez melhores, reforça Mendes. “Com a Plataforma Intacta2 Xtend® contribuímos para cultivos cada vez mais sustentáveis e que podem propiciar maiores ganhos ao produtor, tanto em relação a performance quanto a otimização do uso de recursos naturais e insumos.”

Inovação de ponta

Nas fazendas de Edson Trebeschi, localizadas no Triângulo Mineiro, que produzem e comercializam hortifrúti, soja e outras culturas, há 8 anos já se investe em inovação de ponta para a sojicultura e, desde o início, as biotecnologias Bayer têm feito parte da jornada.

“Com Intacta2 Xtend® conseguimos alcançar uma produtividade média de 114 sacas por hectare, o que é surpreendente. Antes já produzíamos com as gerações anteriores e obtínhamos bons volumes, mas agora, sem dúvidas, teremos um salto de produtividade e alcançaremos novos patamares”, ressalta Trebeschi.

No total, 9 mil hectares são destinados para a sojicultura nas diferentes propriedades do grupo Trebeschi. Na safra 2022/23, mais de 20% da área será plantada com variedades da nova Plataforma Intacta2 Xtend®.

Biotecnologia, digitalização e manejo correto

A agricultora Maira Lelis alcançou uma média de 110 sacas por hectare com Intacta2 Xtend® na fazenda Santa Helena, em Guaíra, município localizado no Norte de São Paulo. Ela conta que a combinação da biotecnologia em 20 hectares da propriedade com o manejo correto do solo foi determinante para que alcançasse os três dígitos na produtividade do talhão.

“Nosso manejo começa pelo solo, como por exemplo, com plantas de cobertura. Esse cuidado, somado às biotecnologias que a Bayer traz para o produtor rural, são o casamento perfeito. Desta forma, conseguimos ter uma agricultura sustentável e rentável, produzindo mais na mesma área em que plantamos há mais de quatro décadas”, afirma Maira.

A produtora faz parte do programa PRO Carbono, iniciativa da Bayer voltada a agricultores dispostos a ampliar seu potencial produtivo e aumentar o sequestro de carbono no solo a partir da intensificação de práticas agronômicas sustentáveis. Além disso, também faz uso do Climate Fieldview™, plataforma de agricultura digital da Bayer que integra dados e permite monitorar cada metro quadrado da lavoura, auxiliando no gerenciamento das operações com mais eficiência durante toda a safra, do plantio à colheita.

Na propriedade são cultivados soja, milho, sorgo e feijão, sendo 450 hectares dedicados para sojicultura. A produtividade média de alguns talhões antes da adoção da nova biotecnologia era de 90 sacas por hectare. Para a safra 2022/23, metade da área será dedicada a variedades da nova geração de soja, sendo 20% Xtend® Refúgio e 30% em Intacta2 Xtend®. “Essa nova biotecnologia vem para trazer alto teto produtivo. Temos certeza de que vamos colher bons resultados, assim como o que tivemos na safra 2021/22”, destaca Maira.

Alto patamar produtivo

O engenheiro agrônomo Pedro Marão Neto, proprietário da Fazenda Campo Vitória, em Vargem Grande do Sul (SP), seguiu os conhecimentos à risca e somou a biotecnologia Intacta2 Xtend® às boas práticas de manejo, obtendo uma produtividade média de 102,4 sacas por hectare na área teste, enquanto a média sem a nova biotecnologia foi de 83 sacas por hectare.

“Além da Intacta2 Xtend® ter um bom desempenho na região, fazer a rotação de culturas foi um dos pontos-chave para obter tal resultado. Tivemos períodos com muita chuva em janeiro e, mesmo assim, conseguimos alcançar uma boa produtividade, fruto da adoção desse conjunto de práticas”, ressalta Marão Neto.

O engenheiro agrônomo praticou a rotação com batata e trigo, o que proporciona a reposição de matéria orgânica e proteção do solo contra intempéries climáticas, além de viabilizar o sistema de plantio direto e o aumento da produtividade. Além disso, também tem entre as preocupações o manejo integrado de pragas (MIP), técnica que otimiza o controle e reduz os prejuízos causados por pragas, que acaba por promover o aumento de produtividade de forma sustentável. Na safra 2022/23, a área da Fazenda Campo Vitório com a biotecnologia saltará de 2 para 78 hectares.

“Vemos potencial na nova biotecnologia e acreditamos que alcançaremos resultados ainda melhores na próxima safra. Pretendemos a cada safra expandir a área com soja Intacta2 Xtend®”, destaca.

A biotecnologia Intacta2 Xtend® possui uma proteção mais abrangente contra as principais lagartas da cultura da soja, como a Helicoverpa armigera e a Spodoptera cosmioides, somadas às quatro pragas que são alvo da tecnologia anterior. A tolerância da tecnologia Intacta2 Xtend® ao herbicida dicamba (além do glifosato) é outro grande benefício, indicado para uso no pré-plantio da cultura. O dicamba apresenta alta eficiência no manejo de plantas daninhas de folhas largas, como a buva, caruru, a corda-de-viola e o picão-preto.

Maior potencial com refúgio

Tão animadores quanto os resultados de produtividade obtidos com o uso da soja com biotecnologia Intacta2 Xtend®, foram os com Xtend® Refúgio, ambasda nova Plataforma Intacta2 Xtend® da Bayer. Alguns agricultores de importantes polos de produção de soja do país, entre eles Goiás, Paraná e Minas Gerais, conseguiram registrar produtividades médias entre 100 e 111 sacas de soja por hectare nas áreas de refúgio.

A média obtida mostra que além da biotecnologia colaborar com as estratégias de manejo de resistência de insetos-pragas em lavouras que utilizam a tecnologia Bt, também é economicamente sustentável.

“As excelentes produtividades obtidas com Xtend®️ Refúgio nesta safra são a prova de como o investimento em pesquisa e desenvolvimento é fundamental para a agricultura. Por trás de cada biotecnologia há pelo menos dez anos de pesquisa científica e é esse tipo de esforço que possibilita ao produtor conseguir produtividades melhores até mesmo em variedades não Bt”, conclui Mendes, da Bayer.

ARTIGOS RELACIONADOS

CESB registra recorde de inscrições

Ano a ano, o Desafio Nacional de Máxima Produtividade de Soja, idealizado pelo Comitê ...

Práticas de inoculação e coinoculação associadas à cultura da soja

Por Igor Fernando Barbosa, Supervisor de Desenvolvimento Técnico de Mercado Fast Agro Para o cultivo da soja o nitrogênio (N) é o nutriente requerido em maior quantidade pela...

Grunner recebe patente de invenção tecnológica

Solicitada pela empresa em 2018, a propriedade da patente de modelo de utilidade será da Grunner até 2033 em todo o Brasil.

Preços da soja preocupam cooperativas agropecuárias gaúchas

Segundo a FecoAgro/RS, valores do milho também não são animadores para os produtores e cooperativas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!