24.6 C
Uberlândia
domingo, maio 26, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesProdutores de café conhecerão o que é o Comércio Justo durante a...

Produtores de café conhecerão o que é o Comércio Justo durante a SIC 2022

Divulgação

O que é um comércio justo para os produtos agrícolas, como o café? No Brasil, mesmo diante da volatilidade do mercado nos últimos tempos, muitos produtores que fazem parte de associações e cooperativas certificadas FAIRTRADE vendem a produção de uma maneira diferente, e com um preço mínimo estipulado internacionalmente, por meio do sistema chamado Comércio Justo.

Durante a Semana Internacional do Café (SIC), que será realizada na próxima semana (de 15 a 18), no Expominas, em Belo Horizonte (MG), o FAIRTRADE será apresentado por meio de uma ação que antecede o ano de lançamento da marca no Brasil, que será em 2023. Além de um amplo stand na feira, o FAIRTRADE proporcionará momentos especiais durante a programação oficial do maior evento de cafeicultura do Brasil.

O Comércio Justo é o principal motivo de existência da Coordenadora Latino-Americana e do Caribe de Pequenos Produtores e Trabalhadores de Comercio Justo (CLAC) e da Associação das Organizações de Produtores Fairtrade do Brasil (BRFAIR). As duas organizações apresentarão exemplos de como os produtores brasileiros certificados estão conseguindo resultados em diversas áreas, incluindo uma maior rentabilidade na hora da venda do café.

E, tanto no stand, quanto na programação do FAIRTRADE, haverá a participação dos pequenos produtores(as), que são o motivo maior de existência desta marca. O público da SIC irá perceber em cada detalhe desta participação o slogan global da campanha FAIRTRADE: O Futuro é Justo.

No dia 16, das 17h30 às 19h, no fórum “Sustentabilidade e Qualidade: construindo um futuro justo”, que será seguido da premiação da 8ª edição do concurso de qualidade de café Golden Cup, representantes dos pequenos produtores, do International Trade Center (ITC), da Dreyfuss, do Conselho de Exportadores do Brasil (CECAFÉ) e da CLAC compartilharão experiência e projetos que contribuirão com a afirmação de que “O Futuro é Justo”. As duas atividades serão realizadas no Auditório Conexão.

Outra atividade de destaque será o lançamento em português da 4ª edição do Guia do Café, que é uma iniciativa do ITC. O material recebeu a colaboração com mais de 70 especialistas e organizações do setor cafeeiro de todo o mundo, da semente à xícara, para traçar um caminho para um futuro mais sustentável para a indústria. A Organização Internacional do Café (OIC), a CLAC e a Specialty Coffee Association (BSCA) foram parceiros brasileiros na elaboração do guia.

MERCADO INTERNO

Durante o evento, em cada detalhe das apresentações o público terá uma ideia do que antecede o lançamento da marca no Brasil, a partir do próximo ano, que visa a comercialização de produtos certificados FAIRTRADE no mercado brasileiro. Atualmente, os cafés especiais produzidos pelas mãos de homens e mulheres integrantes de milhares de famílias brasileiras são vendidos apenas em países da Europa e nos Estados Unidos.

A gestora de Mercado Local Brasil da CLAC, Marcia Manhães, destaca que os brasileiros terão a oportunidade de conhecerem esses produtos certificados FAIRTRADE que são produzidos no país, que já conquistaram mercados internacionais. “A marca conjuga qualidade, princípios e valores, aliados a histórias de vida. Dentre os 22 países da América Latina nos quais a CLAC atua, o Brasil foi escolhido para abrigar este projeto piloto. É uma nova oportunidade de acesso a mercados, ampliando a geração de renda e transformando vidas”, enfatizou Marcia.

A participação na SIC marca o início dessa nova fase do Comércio Justo no Brasil, que terá produtos licenciados no mercado brasileiro a partir do próximo ano. “Um selo é somente um selo se o mercado consumidor não entender toda a história e o legado que este selo representa. O FAIRTRADE representa mais que uma marca, trata-se de um movimento que não se esgota em si só, pois representa os pequenos produtores(as) e trabalhadores(as) do Brasil”, disse a gestora da CLAC.

De acordo com o presidente da BRFAIR, Carlos Renato Theodoro, o stand do FAIRTRADE na SIC terá os cafés premiados do concurso Golden Cup, das variedades arábica e robusta. “As cooperativas e associações que possuem o selo Fairtrade também terão seus cafés em nosso stand para serem degustados”, contou o presidente.

Além disso, cafés especiais serão a base de receitas de drinks, que levarão sucos de laranja certificados e que serão preparados por experientes baristas. “Teremos ainda alguns produtos FAIRTRADE da América Latina, como chocolates, vinhos, aspargos e outros itens. Nosso stand será bem movimentado e teremos diversas atividades durante os três dias da SIC”, adiantou.

Programação da CLAC e da BRFAIR na SIC

Dia 16 a 18 (quarta a sexta-feira)

Degustação de produtos licenciados; tasting dos finalistas do Golden Cup, apresentação de produtos FAIRTRADE, reuniões e encontros de negócios e visita de caravanas de produtores(as) – (Stands D17 e F18)

Dia 16/11 (quarta-feira)

17h30 às 19h – Fórum “Sustentabilidade e Qualidade: construindo um futuro justo” e premiação do Golden Cup Brasil – (Auditório Conexão)

Dia 17/11 (quinta-feira)

8h30 até 12h – Capacitação: Critérios de Café para Organizações de Pequenos Produtores Fairtrade – exclusiva para os produtores do Comércio Justo

14h30 às 17h30 – Lançamento da 4ª edição em português do Guia do Café – (Stands F17 e F18)

16h às 18h – Cupping com finalistas da 8ª edição do Golden Cup – (Sala de Cupping)

ARTIGOS RELACIONADOS

Aumenta exportação e também rentabilidade dos milhocultores

  A valorização do dólar frente ao real aumenta fortemente a competitividade dos agricultores brasileiros para exportarem milho para diferentes mercados. Por outro lado, nosso...

IAC obtém patente para gene promotor isolado de plantas de café

A tecnologia pode ser aplicada em pesquisas no melhoramento genético de novas cultivares de qualquer espécie. No café, pode reduzir pela metade o tempo de desenvolvimento de uma nova cultivar.

Efeito de enzima na retirada de mucilagem de cafés despolpados

  José Braz Matiello Marcelo Jordão Filho Iran B. Ferreira Engenheiros agrônomos da Fundação Procafé Adam Vart João Carlos Leite Cesar Filho Albrecht Höhn Técnicos da Novozymes   O processamento adequado...

Agrivalle apresenta seus lançamentos na 26ª Hortitec

O pioneiro Shocker e Auin CE são alguns dos principais destaques apresentados durante os dias de feira Em sua 26ª edição, a Hortitec levou para Holambra...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!