27.4 C
Uberlândia
quinta-feira, fevereiro 29, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosGrãosQual a eficiência do organomineral na absorção de fósforo?

Qual a eficiência do organomineral na absorção de fósforo?

Talis Melo Claudinot.claudino@unesp.br

Jesion Geibel da Silva Nunesjesion.geibel@unesp.br

Engenheiros agrônomos e mestres em Agronomia/Energia na Agricultura – UNESP/FCA de Botucatu

Tarciso Melo ClaudinoTécnico agrícola e graduando em Engenharia Mecânica Empresarial – FURG-RSt.claudino@furg.br

Lavoura – Crédito Jacto

No cenário atual da produção agrícola, em geral nota-se que houve aumento de produção e produtividade (produção por área) nos diversos cultivos de plantas superiores, como soja, milho, algodão, cana-de-açúcar, entre outras.

Concomitantemente ao aumento da produção, houve também aumento da quantidade de fertilizantes minerais que são utilizados na agricultura. A Figura 1 mostra uma correlação entre a quantidade de fertilizantes entregues ao mercado e a produção total de grãos no Brasil nos últimos anos (ANDA, 2021; CONAB, 2021).

Entretanto, sabemos que grande parte dos fertilizantes que são aplicados no solo para posterior absorção pelas raízes das plantas são perdidos. As principais formas de perdas ocorrem por lixiviação (nitrogênio e potássio), volatilização (nitrogênio) e fixação (fósforo).

Em média, o aproveitamento do N, K2O e P2O5 é, respectivamente, de 50%, 70% e 20 – 30% da quantidade total aplicada. O fósforo é o nutriente com menor porcentagem de aproveitamento (20 a 30%), motivo pelo qual aplicam-se de três a cinco vezes a quantidade exigida pela planta.

Solos brasileiros

Em solos tropicais, como ocorre no Brasil, há predominância de óxidos de ferro e alumínio. O fósforo reage com esses óxidos, tornando-se indisponível para as plantas. Isso ocorre principalmente em solos com maior teor de argila e baixo teor de matéria orgânica.

As formas mais encontradas de P fixado são os fosfatos de cálcio, ferro e alumínio. O P fixado será liberado somente pela ação de microrganismos, que liberam exsudados ácidos e quebram a forte ligação covalente entre o P e os óxidos.

Assim, devemos utilizar de diferentes táticas de manejo para liberação do fosfato indisponível, bem como a implementação de técnicas onde este composto seja mais bem aproveitado pelas plantas.

Organominerais

O uso de fertilizantes organominerais tem se mostrado uma alternativa para aumentar a eficiência de aproveitamento do fósforo. Esse tipo de fertilizante é definido como a mistura ou combinação de fertilizantes orgânicos com minerais. Enquanto fertilizantes minerais fosfatados têm aproveitamento na faixa de 20 – 30%, os organominerais podem ser de 50 – 70%, dependendo da fonte e quantidade do material orgânico, e tecnologias que são introduzidas na formulação.

O melhor aproveitamento do P advindo de organominerais se deve ao aumento da superfície de contato do fósforo com o material orgânico, e assim o nutriente é protegido pela matéria orgânica por meio de ligações mais fracas, como pontes de hidrogênio.

Pesquisa

Na Figura 1 estão apresentados os resultados de um estudo, realizado pelo primeiro autor deste artigo. Foram testados dois tratamentos (1-fertilizante mineral e 2-fertilizante organomineral) em condições de campo na cultura da soja, cultivar AG 3680, no período de outubro a fevereiro de 2019, em um latossolo vermelho Eutroférrico típico A, sob sistema de semeadura direta da soja em sucessão ao milho. 

O tratamento 1-fertilizante mineral foi representado pela dose de 220 kg ha-1 da mistura física de MAP e cloreto de potássio, com concentrações de 6% de N, 32% de P2O5 e 10% de K2O; o tratamento 2-fertilizante organomineral foi representado pela dose total de 220 kg ha-1 da mistura física de MAP, cloreto de potássio e turfa, com concentrações de 6% de N, 32% de P2O5, 10% de K2O e 10% de turfa (material orgânico).

Observa-se, na Figura 2, que a altura de plantas, o número de entrenós por planta, o número de vagens por planta e a produtividade de grãos de soja foram maiores no tratamento que combinou fertilizantes minerais e orgânicos (tratamento 2-fertilizante organomineral), quando comparado àquele em que foram utilizados apenas fertilizantes minerais (tratamento 2-fertilizante mineral).

A produtividade de grãos aumentou em 868 kg ha-1 com o uso de turfa na composição do fertilizante. Isso se deve à proteção dos elementos químicos pelo material orgânico (turfa), como por exemplo o fósforo, que apresenta relevantes problemas de fixação no solo, aumentando o tempo de disponibilidade para ser absorvido pelas raízes e, consequentemente, sendo mais bem aproveitado.

Sendo assim, pode-se concluir que a utilização de organominerais na agricultura é uma forma eficaz de se produzir, podendo contribuir para um sistema de cultivo mais rentável e ecologicamente sustentável.

Figura 2. Altura de plantas (a), número de entrenós (b) e de vagens (c) por planta; e produtividade de grãos de soja (d) em função da aplicação de fertilizante mineral e organomineral.

ARTIGOS RELACIONADOS

“Quanto vale a matéria orgânica?”

Sob a condução do professor Vitti, da Esalq, a apresentação vai questionar a valorização da matéria orgânica para a agricultura e o meio ambiente.

Gotejo – Cuidados em cafeeiros jovens

A irrigação no sistema de gotejamento e seu uso também para a fertirrigação, quando em áreas com terrenos irregulares ou de montanha, deve contar com cuidados especiais em cafeeiros jovens para evitar molhações e fertilizações também irregulares das plantas.

Erros que você não pode cometer na aplicação de fosfato

Um dos erros primários que mais acontece nos plantios agropecuários é a aplicação de fosfato reativo em áreas que receberam calagem pouco antes (menos de três meses) dessa operação.

Bambu: Versatilidade para quem sabe lucrar

Autores Vitor Muller Anunciato  vitor.muller@gmail.com Roque de Carvalho Dias roquediasagro@gmail.com Engenheiros agrônomos, mestres em Proteção de Plantas e doutorandos em Agronomia UNESP/FCA Leandro...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!