17.6 C
Uberlândia
quinta-feira, julho 18, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioMáquinasReunião na Suíça debate estudo inédito, feito em cabine simuladora de pulverizações...

Reunião na Suíça debate estudo inédito, feito em cabine simuladora de pulverizações instalada em Jundiaí-SP

Divulgação

Uma reunião da ISO – International Standartization Organization – marcada para os dias 29 e 30 deste mês, na Suíça, terá no centro do debate uma das normas para avaliação de qualidade de EPI agrícolas – equipamentos de proteção individual -, a ISO 17491-4. A entidade global avaliará o conjunto de resultados de novos ensaios realizados globalmente na área, entre eles um que foi coordenado pelo pesquisador brasileiro Hamilton Ramos, na cidade paulista de Jundiaí.

De acordo com o pesquisador, seu trabalho foca, sobretudo, na similaridade entre ‘pontas de pulverização’, além da relação destas com a qualidade e a resistência de vestimentas protetivas ou EPI, as ‘roupas’ empregadas no trabalho rural de aplicação de defensivos agrícolas.

Pontas de pulverização constituem acessórios que determinam a quantidade de defensivo agrícola a ser aplicada numa área de lavoura, bem como a uniformidade da cobertura desse tratamento químico, segundo explica Ramos. Ele é o atual diretor do Centro de Engenharia e Automação (CEA), do Instituto Agronômico (IAC), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de SP na cidade de Jundiaí.

As ‘pontas’, diz Ramos, são essenciais à eficácia dos testes de resistência de EPI da norma ISO 17491-4. “Elas definem parâmetros como a vazão dos defensivos agrícolas, o espectro de gotas e a distribuição do jato emitido na pulverização. Tais variáveis interferem na avaliação da confiabilidade dos equipamentos de proteção individual e consequentemente na segurança do trabalhador rural”, resume ele.

Conforme o pesquisador, várias questões relacionadas ao sistema de pulverização utilizado nas pesquisas – como a não-uniformidade na distribuição de produtos químicos e a equivalência de resultados com pontas de pulverização de modelo idêntico, mas de diferentes marcas comerciais -, foram levantadas pelo Brasil há anos.

“Com a conclusão da pesquisa brasileira e a de outros estudos, feitos em parceria com outros países, irá ocorrer a revisão na norma ISO 17491-4. Esta medida deverá aprimorar os padrões de qualidade das pontas de pulverização e dos EPI produzidos globalmente”, diz Ramos.

Cabine brasileira

De acordo com Ramos, para a complexa realização do estudo do IAC-Quepia, o programa investiu da construção de uma cabine ao longo de mais de dez anos de pesquisas. O equipamento, instalado na sede do CEA-IAC, em Jundiaí (SP), permite simular a exposição do trabalhador a aplicações de defensivos agrícolas, sob diferentes condições técnicas.

“O equipamento conta com recursos para analisar a conformidade das pontas de pulverização e sua relação com eventuais contaminações de vestimentas protetivas agrícolas (EPI) empregadas no trabalho rural.”

Uma iniciativa que une o CEA-IAC ao setor privado, o programa IAC-Quepia existe há mais de 16 anos e se apoia em uma estrutura tecnológica de última geração. Desde sua criação, ressalta Ramos, o “Quepia” foi responsável por uma representativa redução nas reprovações de qualidade de vestimentas protetivas agrícolas fabricadas no Brasil, que eram da ordem de 80% do montante analisado pelo programa, em 2010, para menos de 20%.

ARTIGOS RELACIONADOS

Adubação com silício garante mais resistente às pragas no milho safrinha?

AutoresLetícia Galhardo Jorge Bióloga e mestranda em Botânica - IBB/UNESP leticia_1307@hotmail.com Bruno Novaes Menezes Martins Engenheiro agrônomo, doutor em Horticultura - FCA/UNESP e professor...

Pulverização agrícola eletromagnética

George Hércules de Mel Consultor técnico da Aqua-4D Brasil A questão da eficiência das pulverizações agrícolas com defensivos e/ou com fertilizantes foliares é um dos temas...

FMC – Orgulho de ser sustentável

A FMC Agricultural Solutions está focada em pesquisar e desenvolver inovações tecnológicas, por meio de produtos e soluções que incrementem rentabilidade ao produtor. A...

Pulverização de Agroquímicos, e as mudanças que aportaram nos nossos campos

  Jeferson Luís Rezende Os últimos dois anos foram de grandes surpresas e de muitas mudanças no trato cultural realizado pelos empresários rurais e, pelos seus...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!