24.6 C
Uberlândia
domingo, maio 26, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasSoja brasileira da safra 2021/22 está 64,0% comercializada

Soja brasileira da safra 2021/22 está 64,0% comercializada

Divulgação

Levantamento realizado pela Consultoria DATAGRO mostra que a comercialização da safra 2021/22 da soja brasileira apresentou bom avanço em abril, atingindo 64,0% da produção esperada até o dia 6 de maio. Ainda assim, permaneceu abaixo dos 80,6% do fluxo recorde da safra 2019/20, dos 71,8% observados em igual momento do ano passado, e também da média de 65,1% dos últimos 5 anos.

Houve incremento mensal de 9,0 pontos percentuais, mesmo avanço obtido no mês anterior, acima do padrão normal para o período — 6,5 p.p. “Apesar das médias de preços terem caído em abril, houve alta na parte final do mês, o que estimulou produtores a voltarem ao mercado”, destaca Flávio Roberto de França Junior, coordenador de Grãos da DATAGRO.

Considerando a previsão atual da safra 2021/22, revisada para 124,73 milhões de toneladas, os sojicultores brasileiros negociaram, até a data analisada, 79,85 mi de t. Em igual período do ano passado, esse volume de produção negociado estava muito maior em termos relativos e absolutos, chegando a 99,67 mi de t.

Safra 2022/23

A análise da DATAGRO mostra que 9,6% da produção estimada da oleaginosa safra 2022/23 está comprometida comercialmente, avanço de 2,7 p.p. na comparação com o levantamento anterior. Esse fluxo está aquém dos 12,3% da média dos últimos 5 anos e bem abaixo dos 15,2% em igual momento de 2021.

As vendas já chegaram a 21,8% no Mato Grosso, 22,0% na Bahia, 10,8% no Mato Grosso do Sul e 6,0% em Goiás.

“Essa postura defensiva está ligada à alta dos custos e insegurança dos produtores sobre o nível tecnológico nesta próxima safra devido às restrições no mercado de fertilizantes, trazidas por conta do conflito entre Rússia e Ucrânia”, analisa França Junior.

Milho

O levantamento da DATAGRO indica forte andamento na comercialização do milho da safra de verão 2021/22 no Centro-Sul do Brasil, com avanço de 21,5 p.p. em um mês. Com isso, as vendas alcançaram 51,6% da produção esperada, contra 30,1% no levantamento anterior e 57,1% em igual momento do ano passado, praticamente em linha com os 51,7% da média dos últimos 5 anos.

Com previsão de safra atualizada em 17,96 mi de t, os produtores já comercializaram 9,27 mi de t.

Em relação à safra de inverno 2022, até o dia 6 de maio, 36,2% da produção estava compromissada pelos produtores, ante 34,8% no mês passado, 51,1% em 2021 e 42,4% na média plurianual.

Com a previsão de safra em 86,20 mi de t, 31,22 mi de t estão comercializadas. “Considerando recuperação na taxa de câmbio, firmeza nos preços externos, piora no clima para o fechamento da safra de inverno e melhora no interesse de compra, acreditamos em aumento dos preços internos em maio”, pontua França Junior.

ARTIGOS RELACIONADOS

Tecnologia no campo é a chave para aumentar a produtividade da nova safra de grãos

Produtores cada vez mais contam com ferramentas digitais que auxiliam na tomada de decisões e geram informações durante todo o período de safra.

Estratégias de manejo para as manchas foliares em soja

Durante o Open Sky Soja, em Campo Verde, pesquisador aponta cercosporiose e mancha alvo como principais doenças que vem causando impacto econômico na maioria das cultivares plantadas

Alterações de regras no Manual de Crédito Rural

Conforme especialista, redações modificam questões relacionadas às frustrações de safra e a impedimentos sociais, ambientais e climáticos.

Brasil é referência em tecnologias para produção de soja

O Brasil produziu mais de 150 milhões de toneladas de soja, na safra 2022/23, segundo levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), número que mantém...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!