17.6 C
Uberlândia
quinta-feira, julho 18, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesInseticida inovador contra percevejos nas culturas da soja e milho

Inseticida inovador contra percevejos nas culturas da soja e milho

Crédito DepositPhotos

Com os preços das commodities em bons patamares de valorização e perspectiva de que os estoques internacionais continuem em declínio, produtores brasileiros de grãos têm investido em proteger o potencial do seu cultivo e manter o rendimento. No entanto, pragas mais destrutivas e de difícil controle nas culturas da soja e milho, os percevejos, continuam tirando o sono do agricultor por se multiplicarem com grande facilidade e velocidade em todas as regiões do País.

Pesquisas apontam que quatro percevejos por metro² reduzem em até 60kg a produção de soja por hectare. Além da perda em quantidade, os prejuízos são também em qualidade, já que o ataque dos sugadores resulta na produção de grãos menores e “xoxos”, com menor valor de mercado. Na cultura do milho, os danos são ainda mais graves, já que ao sugar o talo das plantas mais jovens, o inseto inviabiliza a planta, que nem chega a formar espigas. Assim, sem o controle com defensivos, os percevejos representariam uma perda de até 30% na produção.

Para exterminar de vez o problema, a IHARA, empresa de pesquisa e desenvolvimento de tecnologias agrícolas, acaba de anunciar um lançamento que promete revolucionar o manejo de pragas nas culturas de soja e milho. Com exclusiva tecnologia japonesa e fabricação nacional, o TERMINUS é o recurso mais eficiente já disponível no mercado no controle de pragas como os percevejos Marrom e Barriga-Verde, grandes destruidores de produtividade nesses cultivos. Sua exclusiva tecnologia OD aumenta o calibre de proteção das moléculas, proporciona uma maior aderência nas folhas e sua formulação Líquida (Dispersão de Óleo) oferece melhor proteção das gotas contra as intempéries climáticas, além de aumentar a velocidade de penetração do inseticida na planta, proporcionando melhor eficácia contra essas pragas.

“Em todos os testes, o TERMINUS se provou muito superior a todos os concorrentes, tanto no efeito de choque rápido (o knock down), quanto na ação prolongada, ou residual. Isso faz com que o produtor tenha melhor performance, sempre com qualidade e melhor desenvolvimento do cultivo, contribuindo para uma maior produtividade e rentabilidade no campo”, conta o Gerente de Produtos Inseticidas da IHARA, Marco Antonio Pereira Junior. Ele explica que, por ter uma formulação que traz uma combinação inédita de ativos, numa proporção perfeita e sinérgica, desenvolvida pelo laboratório de tecnologias da IHARA, o inseticida se destaca pela persistência nas folhas com o passar do tempo, independentemente de condições de clima: “É um produto que garante importantes benefícios à lavoura, tanto em proteção de quantitativos, quanto do qualitativo da produção, protegendo o potencial de desenvolvimento da cultura e a qualidade do plantio”.

LEIA TAMBÉM:

Microrganismo Bacillus simplex auxilia nas lavouras de milho e soja  
Fertilizantes organominerais: produtividade em soja e milho
Organomineral otimiza produtividade de soja e milho

Além da multiplicação populacional dos percevejos a cada safra, outro problema é que eles têm se tornado mais resistentes aos ativos disponíveis no mercado, que se tornam cada vez menos eficazes. Segundo levantamentos, ano a ano os agricultores estão aumentando a dose de aplicação, para compensar o controle cada vez mais difícil. O número de aplicações também está maior. Até poucos anos atrás, uma safra de soja recebia apenas uma aplicação contra percevejos, além dos fungicidas. Hoje, em diversas regiões, já são realizadas até três aplicações contra percevejos na safra verão.

“O Brasil é protagonista mundial na produção de commodities, e o produtor é um empresário rural bem-informado e receptivo a adotar tecnologias e inovação em sua propriedade. Ele se deparava com vários produtos no mercado para esta aplicação, mas cujo controle não se mostrava satisfatório. Por isso, a IHARA investiu no desenvolvimento do TERMINUS, uma solução realmente capaz de proteger o potencial produtivo das lavouras e a rentabilidade da produção de grão no país”, explica o Marco Antonio.

Esse lançamento a IHARA leva ao agricultor brasileiro em 2022 e a empresa continuará investindo constantemente em soluções que ofereçam resultados superiores, aumentando a produtividade, o desempenho e contribuindo com qualidade dos cultivos.

Referência ambiental e econômica
Outro ponto forte deste lançamento é a sustentabilidade. O TERMINUS conta com formulação totalmente baseada em ativos bee friendly, ou seja, que não agridem abelhas ou outros insetos polinizadores. Desta forma, pode ser utilizado por aplicação terrestre ou aérea em qualquer momento do ciclo da cultura, inclusive na florada da soja, eliminando os percevejos desde o início da incidência, e sem danos ambientais aos polinizadores.

Este é, inclusive, mais um importante diferencial do produto, já que é exatamente no início da floração que aparecem os primeiros insetos sugadores, que colocarão em risco a formação da planta. “A primeira aplicação é a mais importante do ciclo. Ao iniciar o controle logo nas primeiras colonizações, o produtor consegue controlar e manter a incidência em níveis baixos ou mesmo em zero. É aí que se encaixa o TERMINUS, que pode ser aplicado inclusive na florada”, ressalta Marco Antonio.

Além disso, TERMINUS promete sustentabilidade também do ponto de vista econômico ao produtor. A tecnologia chega às prateleiras com a missão de ser o melhor custo-benefício do mercado. “Desenvolvemos uma solução que o agricultor irá querer ter sempre à disposição, porque pode ser usado a qualquer momento do ciclo, com alta eficiência, poder de choque e residual, melhores resultados e competitividade frente aos principais concorrentes”, conclui o Gerente de Produtos Inseticidas.

ARTIGOS RELACIONADOS

Sojicultores investem no controle biológico de doenças foliares

Investimentos em biodefensivos para a sojicultura cresceram 112% nos últimos dois anos. Um mercado nacional de R$ 829 milhões.

Velocidade de reprodução da mosca-branca dificulta controle na soja

Para melhor resultado no manejo, entomologista recomenda consórcio entre produtos químicos e biológicos na aplicação nas lavouras

A essencialidade do tratamento das sementes

É difícil pensarmos em implantar uma lavoura sem tratamento de sementes com fungicidas, inseticidas e inoculantes.

Novonesis lança inoculante concentrado para soja

LeguMax Plus reduz volume de calda e facilita as operações de transporte e aplicação dentro da propriedade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!