15.6 C
Uberlândia
terça-feira, junho 18, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasSoja cresce no Cerrado, mas taxa de desmatamento associado à cultura diminui...

Soja cresce no Cerrado, mas taxa de desmatamento associado à cultura diminui nos últimos anos

O mais recente relatório de análise geoespacial do Cerrado mostra que a soja quase triplicou sua área cultivada no bioma desde 2000, passando de 7,4 milhões de ha em 2000/01 para 21,4 milhões de ha em 2021/22. Essa área representa 11% do Cerrado e 52% da atual área de soja do Brasil.

O levantamento, desenvolvido pela Agrosatélite em parceria com a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (ABIOVE), revela que a taxa média de crescimento da sojicultura nesses 21 anos foi de 667 mil ha/ano, sendo que nas últimas duas safras (2020/21 e 2021/22) dobrou, passando para 1.320 mil ha/ano.

Apesar do aumento significativo do desmatamento no Cerrado entre 2021 (853 mil ha) e 2022 (1,07 milhão de ha), que corresponde a um incremento de 26%, é importante ressaltar que as taxas de desmatamento nos primeiros cinco anos do monitoramento do PRODES Cerrado (2001 a 2005) apresentaram uma média de 2,6 milhões de ha anuais. Porém, sofreram uma queda significativa nos últimos cinco anos (2018 a 2022), com média anual de 810 mil ha, ou seja, três vezes menor.

Além desta diminuição nos anos mais recentes, observa-se uma diferença marcante entre as regiões do MATOPIBA (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) e Outros Estados (Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais, São Paulo e Paraná). Quanto à participação da soja na conversão de vegetação nativa do Cerrado, do desmatamento de 2021 (853 mil ha), foram convertidos para a sojicultura 52 mil ha (6,2% do total), dos quais 9 mil ha nos Outros Estados e 43 mil ha no MATOPIBA. Ou seja, 94% da vegetação convertida no Cerrado em 2021 não foi para a cultura da soja.

O gerente de Sustentabilidade da ABIOVE, Bernardo Pires, comenta sobre esta tendência. “O levantamento mostra claramente esta distinção entre as duas regiões produtoras de soja no bioma. A região dos Outros Estados, considerada mais consolidada, possui amplos estoques de terras abertas com aptidão agrícola, de tal forma que a pressão sobre a vegetação nativa em propriedades produtoras é menor. Já no MATOPIBA os estoques de terras abertas há mais tempo são restritos quando comparados aos de terras aptas com vegetação nativa, fazendo com que parte significativa da expansão com desmatamento ocorra nesta região”, finaliza Pires.

De fato, uma análise detalhada da dinâmica de mudança de uso e cobertura da terra associada à expansão de 5,9 milhões de ha de soja no período de 2013/14 a 2021/22 mostrou que ela se dá prioritariamente pela intensificação do uso da terra por meio da conversão de pastagens. Nos Outros Estados, 190 mil ha expandiu com desmatamento e no MATOPIBA foram 700 mil ha de expansão com desmatamento.

ARTIGOS RELACIONADOS

Sementes de soja – Como agregar ao seu potencial?

O Brasil é o segundo maior produtor de soja (Glycine max) do mundo, ficando atrás somente dos Estados Unidos. Para a safra 2018/19, a previsão da CONAB é que seja de 115,3 milhões de toneladas do grão, valor que corresponde a um aumento de 2,8% em relação à safra passada.

A força que vem do campo

Quando a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) divulgou um relatório que ...

Nutrição na dose certa para o cafeeiro

Autor Givago Coutinho Doutor em Fruticultura e professor efetivo do Centro Universitário de Goiatuba (UniCerrado) givago_agro@hotmail.com A exigência nutricional é um dos principais...

Produção agrícola avança 500% em quatro décadas

O agronegócio brasileiro está entre os principais do mundo, atingindo altos níveis produtivos e sendo responsável por grande parte das exportações mundiais. Levantamento dos dados fornecidos pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) de quatro décadas (1980 a 2020) comprova que a safra de grãos cresceu 506% e a área plantada avançou somente 64,2%. Nesse período, a produtividade deu salto de 303,8%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!