18.6 C
Uberlândia
terça-feira, maio 28, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasSoluções DaColheita avançam no mercado pitayas

Soluções DaColheita avançam no mercado pitayas

Conservadoras em EPS da Termotécnica ampliam shelf-life da fruta permitindo alcançar mercados mais distantes, preços mais altos e maior rentabilidade

Divulgação

Atendendo os maiores produtores brasileiros de pitaya do país, as soluções DaColheita, da Termotécnica, estiveram em exposição no 3º Simpósio Brasileiro das Pitayas e o 1º Encontro Latino-Americano das Pitaya nos dias 6, 7 e 8 de março, em Criciúma, no Sul Catarinense. Realizados pela Associação dos Produtores de Pitayas do Brasil (APPIBRAS) e a EPAGRI, os eventos reuniram produtores e pesquisadores do Brasil, Argentina, Venezuela, Nicarágua, para a troca de experiências e a disseminação de práticas inovadoras.

O cultivo da pitaya está ganhando cada vez mais mercados, tanto em nível nacional, como na exportação para países como Inglaterra, Espanha, Portugal, Estados Unidos e Emirados Árabes, alcançando preços mais altos e maior rentabilidade. Os estados de São Paulo, Santa Catarina e Pará se destacam, mas a produção também vem crescendo no Paraná, Minas Gerais, Ceará, Goiás, Espírito Santo e Distrito Federal.

Divulgação

Os irmãos Diego e Tiago de Matos Nascimento, da Nascimento Frutas, de São João do Sul (SC), são os maiores produtores e exportadores brasileiros da pitaya do tipo Palora, fruta extremamente doce, saborosa e que alcança maior valor comercial. A empresa, que exporta para vários países do mundo, principalmente para Espanha e Reino Unido, utiliza desde 2019 as conservadoras DaColheita em EPS – mais conhecido como Isopor* – que ampliam o shelf-life das frutas em até 30%. “Hoje utilizamos 100% das conservadoras da Termotécnica. A pitaya se mantém com qualidade com mais tempo de prateleira e a beleza das frutas se destaca ainda mais na caixa branca”, dizem os produtores. 

A manutenção da temperatura e a absorção dos impactos durante o manuseio e o transporte proporcionadas pelo EPS também garantem que as “pétalas” da pitaya que revestem o fruto se mantenham preservadas por mais tempo. As frutas permanecem protegidas nas conservadoras em toda a cadeia de produção e logística, permitindo dias a mais no varejo com qualidade comercial.

*Isopor é uma marca registrada por terceiros.

ARTIGOS RELACIONADOS

Embalagens em EPS DaColheita

As perspectivas são de crescimento para o mercado exportador de limão, já que a demanda de ...

Conservadoras DaColheita: a caminho do mercado de maracujá

Benefícios das soluções de embalagens em EPS podem agregar valor para esta fruta, cuja produção vem batendo recordes nos últimos anos.

Conservadoras DaColheita: atmosfera ideal para maior vida útil

As soluções em EPS preservam o shelf life das uvas em até 50% mais do que caixas de papelão. Além de manter a textura e firmeza das frutas, têm um peso 60% menor do que as caixas de papelão

Tecnologias pós-colheita aplicadas em embalagens para armazenamento e transporte

Com melhorias no design e características construtivas as caixas conservadoras em EPS DaColheita ampliam ganhos em armazenamento, redução de frete e qualidade de produtos frescos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!