16.6 C
Uberlândia
quarta-feira, maio 29, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesTecnologia no desenvolvimento de sementes de alface 

Tecnologia no desenvolvimento de sementes de alface 

Cultivares do tipo crespa se destacam no plantio em campo aberto e hidropônico

A versatilidade é uma das características mais buscadas para a produção de hortaliças. As alfaces, por exemplo, apresentam esse atributo, com cultivares adaptadas para plantio em campo aberto e hidroponia, além de poderem ser usadas de diversas formas, seja como elemento principal de uma salada ou de forma decorativa. As variedades tipo crespas, em específico, unem todos esses elementos, graças à tecnologia aplicada no desenvolvimento das sementes.

Alface Samira
Créditos: arquivos Agristar

A alface é uma das culturas mais difundidas no Brasil e, também, mais presentes na mesa dos brasileiros, sendo ela a hortaliça mais consumida pela população mundial. De acordo com o livro “Brasil em 50 Alimentos”, produzido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o País produz, por ano, aproximadamente 660 mil toneladas de alface.

O cultivo em campo aberto de alfaces crespas, com o plantio direto no solo, aproveita dos nutrientes já presentes na terra e de adubação orgânica ou mineral para o desenvolvimento dos produtos, segundo estudo feito no Instituto Federal Sul de Minas pelos profissionais Luis Lessi dos Reis e José Augusto Pereira Neto.

Quando se fala de hidroponia, o solo é substituído por uma solução nutritiva de água e dos nutrientes minerais necessários para a evolução adequada da hortaliça. Esse tipo de cultivo protegido prevê a irrigação intermitente das raízes e a disponibilização, também, de oxigênio para a alface.

“Nesse sentido, o trabalho de melhoramento genético é essencial para que o produtor tenha acesso às sementes que mais se adaptam à sua realidade, seja para cultivo em campo aberto ou hidropônico. Dessa forma, ele pode otimizar as atividades e os custos envolvidos na produção da hortaliça”, explica o especialista em Brássicas e Folhosas da Agristar, Silvio Nakagawa.

Topseed Premium no mercado de alfaces crespas
Considerando a demanda por materiais que se destacam geneticamente, a linha Topseed Premium da Agristar do Brasil possui em seu portfólio variedades de alface crespa que atendem esses pilares de versatilidade.

A cultivar Cida, por exemplo, é adaptada para as duas formas de plantio, mas o cultivo protegido em hidroponia recebe destaque, segundo Nakagawa. “Essa é uma variedade que apresenta planta compacta, com boa firmeza de folhas e tolerante ao pendoamento precoce e ao calor, além de ser resistente ao vírus do mosaico da alface (LMV)”.

Já a alface crespa Samira, comumente encontrada em propriedades do Rio de Janeiro, é tolerante a doenças do solo, principalmente no verão. “Ela possui uma planta vigorosa, com folhas longas e firmes, e também apresenta tolerância ao pendoamento precoce e alta resistência ao LMV”, detalha.

Quando o assunto é mimosa verde, a alface Frisby é um destaque nesse mercado, podendo ser cultivada diretamente no solo ou em hidroponia. “A cultivar possui uma planta aberta, volumosa, resistente ao míldio e folhagem vigorosa de cor verde brilhante”, aponta o especialista.

No segmento de alfaces roxas, a Topseed Premium possui o material Luminosa, cujo principal destino é a decoração de saladas. “Essa é uma cultivar indicada para plantio o ano todo por ser altamente adaptável, apresentando ótimo pós-colheita e folhas grandes, uniformes, com ótima coloração, rendimento e peso”.

“É fundamental termos em nosso portfólio materiais que atendem diversos tipos de públicos e demandas. Isso é fruto de anos de trabalho e desenvolvimento genético das cultivares que levamos a campo e do contato direto com os produtores, que comunicam as suas necessidades para que possamos produzir as melhores soluções ao negócio de cada um”, encerra Silvio Nakagawa.

ARTIGOS RELACIONADOS

LongPing High-Tech lança nova marca de híbridos de milho

TEVO nasce para fortalecer a relação com o produtor rural, mantendo alta performance em grãos

IHARA lança tecnologia inédita no Brasil

O novo herbicida pós-emergente Apice apresenta alta eficiência no controle da matocompetição, contribuindo para que o milharal atinja o topo da produtividade.

Cultivo protegido no controle de danos por chuvas

Emater-MG orienta sobre a montagem de estruturas para proteger as culturas mais sensíveis a eventos climáticos adversos.

Fenicafé leva tecnologia e aproxima produtores do mercado

Foi aberta na manhã de hoje, em Araguari, Minas Gerais, a 26ª edição da Fenicafé.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!