29.4 C
Uberlândia
quarta-feira, fevereiro 28, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosGrãosTecnologias biológicas fortalecem o combate à cigarrinha-do-milho

Tecnologias biológicas fortalecem o combate à cigarrinha-do-milho

Abramilho alerta para controle da praga desde as etapas iniciais da cultura e Vittia destaca atuação dos biológicos no manejo integrado.

Divulgação

A Abramilho – Associação Brasileira dos Produtores de Milho – divulgou nesta semana um alerta aos produtores, com recomendações de manejo e controle da cigarrinha-do-milho, desde a entressafra até a pós-colheita, para minimizar os prejuízos. Apesar de ser uma praga comum nas lavouras brasileiras, a cigarrinha-do-milho tornou-se uma ameaça apenas nos últimos anos, causando prejuízo inestimável e constante preocupação aos produtores.

Segundo o vice-presidente da entidade, Enori Barbieri, os produtores foram surpreendidos com o impacto da praga. “Fomos em busca de institutos de pesquisa e descobrimos que não havia controle químico para combater a cigarrinha”, explicou. Barbieri destaca ainda que, embora ainda não haja no mercado um único inseticida capaz de eliminar a praga, existem formas de controlar o problema. Contudo, para maior efetividade, as medidas devem ser adotadas desde o início da cultura.

“O manejo preventivo é essencial no controle desta praga. E como o pico de semeadura desta safra acontece em fevereiro, o momento de agir é agora”, complementa Cibele Medeiros, Gerente de Desenvolvimento de Mercado da Vittia. A empresa, especializada em pesquisa e desenvolvimento de soluções biológicas para a agricultura e nutrição especial de plantas, aposta na microbiologia para vencer esta guerra.

“Dentro do manejo integrado de pragas (MIP), a adoção do controle biológico junto a defensivos químicos para o manejo de cigarrinha tem crescido ano após ano e o uso de produtos à base de fungos entomopatogênicos tem demonstrado excelentes resultados, com alta eficiência em campo”, destaca Cibele.

No portfólio Vittia, o controle da cigarrinha é capitaneado pelo Bovéria-Turbo, um inseticida e acaricida biológico que, além da ação de controle de alta performance, proporciona ainda diversos outros benefícios às plantas. “Ele traz uma tecnologia que atua diretamente sobre o inseto, colonizando-o até a morte, já que produz esporos do fungo que se disseminam pela área, infectam novos insetos e garantem também residual de controle. É um dos destaques do portfólio Vittia, exatamente pela alta eficiência, com ação prolongada no campo e grandes chances de atingir insetos migradores e novas gerações. Além disso, não causa resistência de pragas e pode ser integrado às aplicações com os químicos”, conclui.

Sobre a Vittia

A Vittia, empresa brasileira de biotecnologia e nutrição especial de plantas, com soluções para diversas culturas agrícolas, está presente há 51 anos no país com a missão de permitir aos produtores ganhos de rentabilidade por área e melhoria do balanço socioambiental, entregando excelência em produtos e serviços para a agricultura.

Sempre expandindo sua atuação a favor do agronegócio por meio de pesquisa, tecnologia e desenvolvimento, a empresa, dedicada à produção de insumos de alta tecnologia para a agricultura, conta com diversos produtos nas linhas de adjuvantes, inoculantes (fertilizantes biológicos), acaricidas, controle biológico, fertilizantes foliares, fertilizantes organominerais, condicionadores de solo, micronutrientes granulados para solo e sais para a agricultura e pecuária.

A Vittia possui três unidades industriais localizadas em São Joaquim da Barra, além de unidades em Serrana, Ituverava e Artur Nogueira, no estado de São Paulo, e em Paraopeba e Patos de Minas, no estado de Minas Gerais. Atualmente, conta com cerca de 1100 colaboradores entre equipes administrativas, de produção e especialistas de campo. Comprometida com os princípios da sustentabilidade, a empresa visa criar valor por meio da inovação e ampliação de negócios com aquisições estratégicas no mercado. Em 2021, a receita líquida da empresa foi de R$ 779 milhões.

Além disso, a Vittia recebeu do MAPA o Selo Agro+ Integridade, que se destina a premiar empresas do agronegócio que, reconhecidamente, desenvolvem boas práticas de gestão de integridade, ética e sustentabilidade.

ARTIGOS RELACIONADOS

John Deere apresenta ecossistema integrado na Agrishow

Sem feira presencial desde 2019, companhia retorna ao evento com novos conceitos baseados em tecnologia.

Inverno rigoroso e geadas

A época de outono e inverno, especialmente na região Centro-Sul do Brasil, traz riscos maiores ...

Automação no campo revoluciona forma de trabalhar

Com robôs, produtividade da indústria de máquinas para agropecuária vive novo salto.

Controle biológico de doenças de plantas

O doutor em fitopatologia e pesquisador da Embrapa Meio Ambiente, Dr. Wagner Bettiol fala sobre controle biológico de doenças de plantas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!