19.6 C
Uberlândia
sábado, junho 15, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasTerminal tem crescimento de 304% na exportação de frutas

Terminal tem crescimento de 304% na exportação de frutas

Com 3 berços para receber navios, a atracação, no terminal da Wilson Sons, é célere e eficiente: são realizados 26 movimentos de carga por guindaste/hora (em média), operando com 4 guindastes simultaneamente, um diferencial entre portos do NE

Tecon Salvador exporta frutas para Europa e América do Norte com 7 escalas semanais
Créditos: Divulgação

O embarque de frutas para o exterior pelo terminal de contêineres (Tecon Salvador) da Wilson Sons cresceu 304% entre janeiro e outubro, em comparação ao volume atendido no mesmo período do ano passado. Foram movimentados 2.997 contêineres. Os grandes destaques são os embarques de limão, manga e uva. Outras frutas e cargas refrigeradas derivadas, a exemplo de polpas e sucos, também passam pelo terminal baiano com destino ao exterior.

As cargas vêm do Norte de Minas Gerais, de Sergipe e de diferentes partes da Bahia, incluindo a região do Vale do São Francisco, responsável por 62% da produção nacional de uva de mesa, e têm como destino Europa e América do Norte, principais mercados consumidores de frutas do Brasil, para os quais o terminal baiano oferta sete escalas semanais.

Demir Lourenço, diretor-executivo do Tecon Salvador, menciona, como resultado deste desempenho, o know-how e os constantes investimentos feitos pela Wilson Sons em tecnologia e ampliação do equipamento. “O terminal baiano tem se destacado entre os exportadores como um porto com excelente infraestrutura e capacidade operacional – ágil e segura, desde o recebimento dos caminhões, que levam aproximadamente 26 minutos para acessar e sair do local, a celeridade na movimentação da carga dentro do terminal, operando com quatro guindastes simultâneos. Para chegarmos a isso, é crucial o investimento contínuo, permitindo que o Tecon Salvador se mantenha entre os mais bem equipados e com qualidade equivalente aos maiores do mundo”, destaca.

Para atender aos produtores exportadores da fruticultura, a Wilson Sons reúne vantagens competitivas que contribuem para a escolha do Tecon Salvador para o escoamento da produção baiana e de outros estados. O terminal fica a apenas 500 quilômetros das principais fazendas produtoras do Vale do São Francisco e dispõe de tecnologias que permitem acelerar os processos de atendimento em pátio e no navio, como o agendamento on-line 24 horas, gates exclusivos para carga reefer e integração sistêmica com os órgãos anuentes, contribuindo para a autorização de embarque antecipado. Além de vistorias de cargas durante a semana, realizada na plataforma do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, conta com vistorias às segundas-feiras, para as cargas recepcionadas no fim de semana, otimizando o fluxo e deliberações dos órgãos anuentes competentes.

ARTIGOS RELACIONADOS

Brasil exporta 3,6 milhões de sacas de café em fevereiro

Apesar do elevado índice de atrasos nos navios com café nos portos, volume representa alta de 49% na comparação com fevereiro de 2023 e reflete atratividade dos canéforas brasileiros no mercado global

Café: Preços estão vinculados à economia

A FMC, empresa líder em ciências agrícolas, recebeu recentemente o registro do Fluindapir Técnico, uma nova molécula fungicida do grupo das Carboxamidas.

Crescimento de 33,2% em fertilizantes especiais

Para a Abisolo, o resultado ficou dentro da expectativa para o período

Inflação: por que ela impacta no seu bolso?

Pensando Estrategicamente, por Antônio Carlos de Oliveira

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!