24.9 C
Uberlândia
sexta-feira, abril 12, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosHortifrútiTomate sem semente já é realidade

Tomate sem semente já é realidade

Pesquisa identifica molécula que permite frutificação de tomates sem sementes e sem alterações morfológicas

Crédito Shutterstock
Crédito Shutterstock

O comportamento do consumidor tem pautado decisões nos mais diversos setores econômicos, entre eles a agroindústria. Diante da premissa de atender necessidades e desejos de uma sociedade cada vez mais segmentada, novos produtos são lançados explorando aspectos sensoriais. No caso dos alimentos, a palatabilidade, aliada ao modo de vida que privilegia saúde e bem-estar, tem direcionado investimentos em tecnologia e o foco de cientistas.

Um estudo desenvolvido na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP) promete chamar a atenção de consumidores e da agroindústria. No Laboratório de Genética Molecular e Desenvolvimento de Plantas, um grupo de pesquisadores produziu algo que nem a dona de casa, nem a maioria da comunidade científica poderia imaginar: tomate sem sementes.

Segundo o pós-doc Eder Marques Silva, a transição da etapa de florescimento para a formação do fruto, processo chamado de frutificação, é essencial para assegurar o sucesso reprodutivo das angiospermas. No entanto, embora alguns estudos tenham descrito a importância de hormônios vegetais, como a auxina e a giberelina, substâncias que controlam vários aspectos do desenvolvimento vegetal, inclusive a formação do fruto depois da polinização, a importância de outras moléculas que regulam tal processo ainda é pouco compreendida.

Com orientação do professor Fabio Tebaldi Silveira Nogueira, do Departamento de Ciências Biológicas, o trabalho demonstrou como o microRNA159, que é um pequeno RNAs regulatório, é importante para a formação do fruto. “Utilizamos tomateiro como organismo modelo para explorar o papel desse pequeno RNA durante a formação do fruto“, comenta Silva.

Na prática, os pesquisadores demonstraram que, quando o microRNA159 está induzido, a planta deixa de necessitar da etapa de fertilização para gerar o fruto. “Em geral, quando a flor não é polinizada, ela não é fisiologicamente apta a gerar o fruto. Nosso trabalho demonstrou que quando o microRNA159 é induzido, a planta de tomateiro é capaz de frutificar mesmo quando não é polinizada. Assim, ela produz frutos sem sementes conhecidos como frutos partenocárpicos“.

Frutificação x fertilização

Para o professor Fabio Nogueira, a desvinculação do processo de frutificação e fertilização para a geração de frutos pode facilitar tanto a produção, processamento como o consumo do tomateiro.

E o mais importante, os frutos gerados pela indução do microRNA159 não possuem alterações morfológicas, o que pode torna-lo ainda mais atrativo para o consumo. “Nossa descoberta pode ser posteriormente utilizada para gerar frutos sem sementes em outras culturas ou espécies com o intuito de facilitar a palatabilidade e digestibilidade, bem como o processamento de frutos contidos em alimentos processados“, conclui o docente.

O estudo foi publicado na prestigiada revista “The Plant Journal” e pode ser acessado, na íntegra, no endereço https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28715118

Essa matéria você encontra na edição de novembro 2017  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua.

ARTIGOS RELACIONADOS

Lavoura de abobrinha livre de viroses é o sonho de todo o produtor

Cada semente híbrida lançada carrega anos de trabalho em pesquisa e desenvolvimento em busca de maior produtividade, qualidade e padrão, além de pacotes de resistências que dão segurança ao agricultor.

Bioestimulantes em batata favorecem absorção de fósforo

  Ademilson de Oliveira Alecrim Mestrando em Fitotecnia pela Universidade Federal de Lavras (UFLA) e membro do Grupo de Estudos em Herbicidas, Plantas Daninhas e Alelopatia...

As folhas quanto mais tempo na soja, melhor

AutoresLuís Paulo Benetti Mantoan Doutor em Ciências Biológicas/Botânica – ESALQ/USP luismantoan@gmail.com Carla Verônica Corrêa Doutora em Engenharia Agronômica – ESALQ/USP cvcorrea1509@gmail.com As folhas apresentam...

Com bioestimulantes o corte das árvores acontece mais rápido?

Autores Bruno Nicchio Engenheiro agrônomo e doutor em Solos e professor da Fundação Carmelitana Mário Palmério bruno_nicchio@hotmail.com Marlon Anderson Marcondes Vieira Engenheiro agrônomo e...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!