18.6 C
Uberlândia
segunda-feira, maio 27, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosGrãosTratamento de sementes industrial com biológicos

Tratamento de sementes industrial com biológicos

Warley Peres da Silveira Biólogo e mestrando em Olericultura pelo IF Goiano – Campus Morrinhoswarleyperes@hotmail.com

Rafaella Alves Rodrigues Graduanda em Agronomia – IF Goiano – Campus Morrinhosrafaella.alves@estudante.ifgoiano.edu.br

Rodrigo Vieira da Silva Engenheiro agrônomo, doutor em Fitopatologia e professor do IF Goiano – Campus Morrinhosrodrigo.silva@ifgoiano.edu.br

Milho – Foto: Shutterstock

Uma semente de qualidade é o primeiro fator para obter sucesso na produção agrícola. O tratamento de sementes industrial (TSI) é uma excelente forma de proteção fitossanitária da semente, contribuindo para seu máximo potencial genético produtivo, garantindo uma germinação rápida, uniforme e vigorosa, de modo a fornecer uma maior segurança ao produtor de uma boa safra.

Devido ao baixo custo e eficiência desta técnica, o tratamento de sementes tem sido amplamente utilizado para a supressão de patógenos das principais culturas agronômicas. A técnica industrial é mais segura quando comparada ao tratamento manual realizado na propriedade.

A tecnologia de TSI permite que as sementes sejam tratadas minuciosamente com concentrações adequadas de inoculantes biológicos, inseticidas, fungicidas e nematicidas a fim de garantir a melhor expressão do potencial genético.

Viabilidade

O tratamento de sementes com agentes de controle biológico é extremamente viável. O fungo Trichoderma spp. representa um dos mais utilizados na agricultura mundial por sua eficácia no controle biológico de doenças de plantas, entre as quais se destacam fungos fitopatogênicos: Alternaria spp., Colletotrichum spp., Fusarium spp., Phytophthora spp., Pythium spp., Rhizoctonia spp., Sclerotinia e Verticillium, além dos fitonematoides do gênero Meloidogyne e Pratylenchus.

Como funciona

A tecnologia de Tratamento de Sementes Industrial (TSI) é realizada por meio de máquinas modernas de alta tecnologia, o que proporciona um tratamento mais eficiente e cuidadoso às sementes, impedindo danos mecânicos e modificações nas suas características naturais.

As máquinas computadorizadas de alta performance possibilitam uma excelente precisão na colocação da concentração adequada do produto, químico ou biológico, oferecendo melhor eficiência biológica, seletividade e economia.

Portanto, quantidades precisas e uniformidade da cobertura das sementes são alguns fatores que tornam esse procedimento superior ao denominado “on farm”, que é realizado diretamente na fazenda.

A operação desta tecnologia é realizada por pessoas altamente qualificadas, conforme os padrões técnicos, em que o processo industrial proporciona uma cobertura uniforme nas sementes, fundamental para os ganhos em produtividade. Vale destacar a diferença de uniformidade e recobrimento das sementes quanto à adição do produto utilizado no tratamento, especialmente quando são utilizados polímeros microscópicos.

Segundo especialistas, a tecnologia de  TSI favorece todo o processo produtivo por meio de um rápido e vigoroso estabelecimento da cultura no campo, que  proporciona a máxima expressão do potencial genético e homogeneidade de plantas, e, consequentemente, maiores rentabilidades ao produtor rural.

Fungos do gênero Trichoderma

[rml_read_more]

O Trichoderma é um fungo filamentoso de vida livre, encontrado em praticamente todos os tipos de solos. Apresenta uma importante função ecológica, atuando como biofertilizante na decomposição de folhas, caules, raízes e de resíduos animais que, depois de decompostos, torna os nutrientes solúveis, permitindo assim uma maior e mais rápida absorção pelas plantas.

Algumas espécies desse fungo constituem-se importantes organismos de controle biológico de pragas e doenças, em função de apresentarem capacidade de produzir antibióticos, enzimas e hormônios.

A promoção do desenvolvimento vegetal induzida por Trichoderma está relacionada ao estímulo da multiplicação celular, por meio do aumento da disponibilidade e absorção de nutrientes pela planta, produção de hormônios e aumento da área do sistema radicular.

Modo de ação do Trichoderma spp.

Os mecanismos associados ao potencial controle biológico deste fungo envolvem o antagonismo, parasitismo, predação, antibiose, competição e indução de resistência. Além disso, alguns fungos têm a capacidade de promover o crescimento vegetativo por meio da colonização interna do sistema radicular, de forma que a planta possa absorver uma maior quantidade de água e nutrientes, além de tolerar outros estresses bióticos e abióticos.

Solos contendo maior população de Trichoderma apresentam maior teor húmico, originários da lignina que é decomposta por este microrganismo, ocorrendo um aumento da área radicular da planta, acompanhado do aumento da massa verde.

O Trichoderma ainda possui a função de estimular e promover o aumento do enraizamento, liberar os fitohormônios que auxiliam no desenvolvimento e na capacidade de induzir ações de defesa na planta.

Vale salientar que esses mecanismos de ação dependem da capacidade de produção e da concentração de substâncias inibidoras dos diferentes isolados antagônicos, da interação planta-patógeno-antagonista e das condições ambientais que prevalecem no agroecossistema.

Vantagens da utilização do Trichoderma spp.

São inúmeras as vantagens possibilitadas pelo uso do Trichoderma spp. em condições de campo, a saber:

; A ciclagem de nutrientes tem importante papel na nutrição e no vigor da planta, disponibilizando mais nutrientes;

; A proteção contra doenças e a capacidade de colonizar efetivamente o sistema radicular e proteger as plantas contra o ataque de vários fitopatógenos;

; O combate a nematoides, sendo uma das principais estratégias atuais no manejo de algumas doenças causadas por nematoides em tomateiro e outras culturas economicamente importantes;

; O uso de menos agrotóxicos, por combater pragas e doenças, contribuindo para a redução de uso dos mesmos e, por consequência, dos danos causados por eles à saúde humana e ambiental;

; Garantia de sustentabilidade, por reduzir químicos, poluir menos e gerar uma agricultura de modo sustentável;

; A sua grande versatilidade, podendo ser pulverizado na soja, no feijão, algodão, em frutas e em hortaliças em geral;

; Pelo fato de ser um controle natural, não deixa resíduos nos alimentos;

; A obtenção de sementes mais saudáveis, sendo empregado no tratamento de sementes a fim de evitar que doenças ataquem as plantas nesse estágio.

Resultados práticos

Sementes tratadas com este fungo via TSI geram plantas mais saudáveis, uma vez que o Trichoderma produz antibióticos como tricodermina, tricodermol, tricotoxina que foram a causa da inibição de Colletotrichum acutatum e C. gloeosporioides, agentes causais da antracnose em árvores frutíferas.

Um relato de sucesso foi o uso efetivo T. harzianum cepa T22 contra a antracnose causada por Colletotrichum graminicola em plantas de milho, onde reduziu efetivamente a incidência e a severidade de doenças no campo de cultivo.

Também encontram-se na literatura trabalhos onde T. harzianum promoveu o desenvolvimento da planta sob condições de estresse, como a capacidade da cepa T22 de T. harzianum de mitigar os danos do estresse abiótico em sementes e mudas de tomate.

Em relação ao controle de fitonematoides, experimentos realizados em laboratórios demonstraram que filtrados fúngicos de isolados de Trichoderma spp. provocaram a mortalidade de até 100% dos juvenis de 2° estágio de Meloidogyne incognita. Esta é a espécie mais disseminada nas áreas de cultivo no Brasil. Em outro estudo, isolados de Trichoderma harzianum proporcionou um incremento na produção final de tomate infectado por Meloidogyne incognita em cerca de 60%.

Em áreas críticas, onde o plantio já não é mais comercialmente viável, a aplicação de Trichoderma spp. revitaliza a área em questão. Infelizmente, os produtores, provavelmente por falta de informações, somente procuram o produto quando a situação já está muito crítica.

Baixo custo e bons resultados

A TSI é considerado uma prática de baixo custo, mas com resultados altamente positivos. Este tratamento é responsável por proteger as sementes e plântulas na fase inicial de seu desenvolvimento contra pragas e doenças, garantindo uma maior emergência de plantas, maior uniformidade e mais vigor, mesmo em condições adversas.

Outro benefício a ser citado é o estiíulo ao crescimento radicular e de relações simbióticas, como o da fixação biológica de nitrogênio pela inoculação de agentes biológicos no TSI.

Acréscimo de produtividade

O tratamento de sementes tem o objetivo de prevenir o ataque de pragas e doenças em áreas de cultivo, especialmente nas fases iniciais do ciclo que são os mais suscetíveis, tendo grande importância no desenvolvimento de plantas vigorosas e sadias.

O produto biológico nas sementes garante eficiência no controle de nematoides e doenças de solo, garantindo maior produção por unidade de área e aumento da produtividade das plantas. O Trichoderma harzianum Cepa T22 apresenta redução significativa na incidência e severidade dos patógenos de solo (fungos e nematoides). Além disso, promove o crescimento de raiz e parte aérea das plantas, que proporcionou um incremento médio de mais de três sacas por hectare nos campos de soja.

ARTIGOS RELACIONADOS

Potencial dos biológicos na cafeicultura

Para o professor Dr. Gilberto de Oliveira Mendes, da Universidade Federal de Uberlândia, os produtos biológicos são como uma nova ferramenta para o manejo de pragas e doenças na cafeicultura.

Feltrin Sementes – Genética brasileira para os campos de HF

A Feltrin Sementes estará participando da Hortitec e mostrando sua linha de sementes. “A feira é uma grande oportunidade de divulgar ao público nossos trabalhos do último ano, com impacto a nível internacional. Aqui construímos nossa vitrine de produtos uma vez ao ano e recebemos clientes de diversos locais do Brasil e exterior. É uma semana intensa, de planejamento e execução constantes. Os trabalhos para organização da feira e nosso dia de campo levam praticamente um ano, tudo visando receber nossos visitantes da melhor maneira possível durante a semana do evento”, diz Luís Gustavo de Souza, coordenador de Pesquisa e Desenvolvimento da empresa.

Lavoura de feijão aumenta em 12,8% sua produtividade com o uso de fertilizante biológico

A fazenda Santa Fé, em Acreúna (GO), investiu em uma nova tecnologia para aumentar a produtividade e a qualidade de suas safras de feijão...

Laboratório Lalleman Farroupilha – Neste você pode confiar

Há vários anos o Laboratório Lalleman Farroupilha está presente na Hortitec, uma feira que reúne produtores e profissionais do segmento de hortaliças do Brasil...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!