27.7 C
São Paulo
sexta-feira, maio 20, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos Tratamento de sementes industrial com biológicos

Tratamento de sementes industrial com biológicos

Warley Peres da Silveira Biólogo e mestrando em Olericultura pelo IF Goiano – Campus Morrinhoswarleyperes@hotmail.com

Rafaella Alves Rodrigues Graduanda em Agronomia – IF Goiano – Campus Morrinhosrafaella.alves@estudante.ifgoiano.edu.br

Rodrigo Vieira da Silva Engenheiro agrônomo, doutor em Fitopatologia e professor do IF Goiano – Campus Morrinhosrodrigo.silva@ifgoiano.edu.br

Milho – Foto: Shutterstock

Uma semente de qualidade é o primeiro fator para obter sucesso na produção agrícola. O tratamento de sementes industrial (TSI) é uma excelente forma de proteção fitossanitária da semente, contribuindo para seu máximo potencial genético produtivo, garantindo uma germinação rápida, uniforme e vigorosa, de modo a fornecer uma maior segurança ao produtor de uma boa safra.

Devido ao baixo custo e eficiência desta técnica, o tratamento de sementes tem sido amplamente utilizado para a supressão de patógenos das principais culturas agronômicas. A técnica industrial é mais segura quando comparada ao tratamento manual realizado na propriedade.

A tecnologia de TSI permite que as sementes sejam tratadas minuciosamente com concentrações adequadas de inoculantes biológicos, inseticidas, fungicidas e nematicidas a fim de garantir a melhor expressão do potencial genético.

Viabilidade

O tratamento de sementes com agentes de controle biológico é extremamente viável. O fungo Trichoderma spp. representa um dos mais utilizados na agricultura mundial por sua eficácia no controle biológico de doenças de plantas, entre as quais se destacam fungos fitopatogênicos: Alternaria spp., Colletotrichum spp., Fusarium spp., Phytophthora spp., Pythium spp., Rhizoctonia spp., Sclerotinia e Verticillium, além dos fitonematoides do gênero Meloidogyne e Pratylenchus.

Como funciona

A tecnologia de Tratamento de Sementes Industrial (TSI) é realizada por meio de máquinas modernas de alta tecnologia, o que proporciona um tratamento mais eficiente e cuidadoso às sementes, impedindo danos mecânicos e modificações nas suas características naturais.

As máquinas computadorizadas de alta performance possibilitam uma excelente precisão na colocação da concentração adequada do produto, químico ou biológico, oferecendo melhor eficiência biológica, seletividade e economia.

Portanto, quantidades precisas e uniformidade da cobertura das sementes são alguns fatores que tornam esse procedimento superior ao denominado “on farm”, que é realizado diretamente na fazenda.

A operação desta tecnologia é realizada por pessoas altamente qualificadas, conforme os padrões técnicos, em que o processo industrial proporciona uma cobertura uniforme nas sementes, fundamental para os ganhos em produtividade. Vale destacar a diferença de uniformidade e recobrimento das sementes quanto à adição do produto utilizado no tratamento, especialmente quando são utilizados polímeros microscópicos.

Segundo especialistas, a tecnologia de  TSI favorece todo o processo produtivo por meio de um rápido e vigoroso estabelecimento da cultura no campo, que  proporciona a máxima expressão do potencial genético e homogeneidade de plantas, e, consequentemente, maiores rentabilidades ao produtor rural.

Fungos do gênero Trichoderma

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.

Artigo anteriorFungo manipula broca-da-cana
Próximo artigoCouve tatsoi
Inicio Revistas Grãos Tratamento de sementes industrial com biológicos