24.6 C
Uberlândia
quinta-feira, abril 18, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasUbyfol ressalta papel da indução de resistência na produtividade da lavoura 

Ubyfol ressalta papel da indução de resistência na produtividade da lavoura 

Divulgação

A perda na produtividade das plantas é um fator que sempre demanda atenção dos agricultores, em todas as culturas, e exige medidas assertivas para que seja controlada, de forma que não prejudique a safra e os ganhos tão necessários para a continuidade da produção.   Pragas e doenças em geral são alguns dos motivos que podem fazer com que a lavoura deixe de produzir seu potencial máximo, de forma constante e saudável.  

Dentre as diversas alternativas para auxiliar no combate a esses fatores, a indução de resistência é uma ferramenta bastante significativa e eficiente. Ela tem como objetivo evitar ou atrasar a entrada e subsequentes atividades de patógenos nos tecidos do vegetal, contribuindo para a proteção dos cultivos.   

O fosfito de cobre, por exemplo, atua na redução da incidência de doenças, exercendo ação de contato e sistêmica, dependendo do tipo de formulação do produto. Segundo João Alves, Gerente de Desenvolvimento Técnico de Mercado da Ubyfol, “o cobre atua na proteção do tecido vegetal aumentando a resistência contra infecções de microorganismos patogênicos, por isso o uso de produtos à base desse elemento pode ser um aliado no combate a doenças foliares, contribuindo para uma maior resistência da parede celular e tornando a planta menos suscetível ao desenvolvimento destes patógenos”. 

A Ubyfol, multinacional brasileira especialista em nutrição vegetal, disponibiliza para o mercado o Aminofosfito de Cobre, que atua em três espectros: aumento da resistência da parece celular; ação fisiológica, devido à carga de aminoácidos que minimiza o estresse ocasionado neste momento; e ação protetiva, pois o fosfito presente na formulação é um poderoso indutor de resistência e, com a grande mobilidade que possui na planta, torna a cultura menos suscetível ao patógenos.  

“Essa solução trabalha estimulando a síntese de fitoalexinas, que são as defesas naturais das plantas, tornando-as mais resistentes contra os estresses bióticos e abióticos, e fornecendo aminoácidos essenciais ao desenvolvimento vegetal, minimizando o estresse. Nessa composição, o cobre atua na indução de resistência fazendo com que o produto auxilie na proteção das plantas por meio do estímulo de suas defesas naturais, deixando-as menos suscetíveis a agentes patogênicos, o que contribui para minimizar as perdas ocasionadas por essas doenças”, finaliza João. 

ARTIGOS RELACIONADOS

Banana: Redução de produção marca a atividade

A estimativa da produção brasileira de banana para 2019, segundo o Hortifrúti/Cepea da ESALQ/USP, deverá ter uma redução de 1,1% em relação a produção de 2018.

Falta de chuvas

O fim do período de plantio das lavouras de trigo no Rio Grande do Sul é marcado pela falta ...

Como aumentar a produtividade sem se preocupar com a parada das máquinas?

Confira dicas e orientações para você não perder rentabilidade no campo

Bioestimulantes aumentam produtividade da soja

O cenário atual ressalta a busca por maiores produtividades de soja, uma necessidade do ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!