27.6 C
Uberlândia
segunda-feira, abril 22, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasUsinas priorizam conservação do solo

Usinas priorizam conservação do solo

No Dia Nacional da Conservação do Solo é importante ressaltar que há usinas do setor sucroenergético priorizam conservação do solo

O Dia Nacional da Conservação do Solo é comemorado no dia 15 de abril. A celebração, inciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) promulgada em 1989, tem o intuito de provocar debates sobre a importância deste recurso natural para toda a sociedade.

“Atuamos em um setor que preza por boas práticas de manejo e conservação no solo, o que é essencial para a preservação dos recursos naturais, a eficiência no consumo de insumos e para a redução das emissões de gases de efeito estufa. Começa no cuidado com o solo nossa contribuição para o desenvolvimento sustentável”, comenta Dalbi Arruda, diretor de Sustentabilidade, Pessoas e Comunicação da Copersucar.

Integração com o meio ambiente – Vista aérea de Usina associada à Copersucar

As 37 usinas associadas à Copersucar S.A., maior plataforma de açúcar e etanol do mundo, distribuídas em quatro estados (SP, PR, MG e GO), avançaram bastante na frente de conservação do solo. Além de práticas associadas à agricultura regenerativa como plantio direto, rotação com outras culturas e o uso de biofertilizantes dentro de áreas próprias, merecem destaque as ações para recuperação de áreas degradadas em programas de conversão em lavoura ou ainda de preservação de matas nativas.

A preservação das áreas florestais em unidades produtoras é um dos fatores que contribuem para o combate à erosão e manutenção da umidade no solo. Somadas, elas preservam, atualmente, mais de 110 mil hectares de vegetação, conservando os recursos hídricos, de nascentes e rios, protegendo o solo e a fauna, além de absorver carbono da atmosfera. A recuperação florestal por meio do plantio de mudas de espécies nativas e condução da regeneração natural é outra atividade promovida pelas usinas sucroalcooleiras que também favorece a preservação do solo. 

E para cuidar do solo, também é fundamental cuidar da água. Neste contexto, as unidades sócias da Copersucar vêm atuando no aprimoramento dos processos produtivos com foco no uso eficiente dos recursos hídricos. Nas últimas quatro safras, houve uma redução de 43% na captação de água, sendo que a grande maioria (86%) teve origem em fontes superficiais.

Vale lembrar que na produção industrial de açúcar e etanol, outros produtos são gerados e que contribuem com a fertilidade do solo.  É o caso da vinhaça, utilizada por todas as usinas da Copersucar para elevar a qualidade do solo no cultivo, por ser rica em potássio; e da torta de filtro e as cinzas das caldeiras, ricas em fósforo, coprodutos utilizados como corretivos do solo.

Um bom exemplo

O Grupo Ipiranga Agroindustrial, associado da Copersucar, e possui quatro usinas localizadas no interior de São Paulo e Minas Gerais (Mococa, Descavaldo, Passos e Iacanga), tem um forte trabalho no cuidado com o solo que une inovação, educação e conscientização.

Estas usinas executam ações detalhadas no trato com o solo que começa bem antes do plantio, no planejamento, com uso de drones e imagens de satélite que possibilitam traçar a topografia e fazer nos computadores o georreferenciamento e altimetria, para, entre outras ações, avaliar o direcionamento da água para que não ocorra erosão no terreno, corrigindo possíveis falhas. “Realizamos uma completa sistematização e preparo do solo para entender o relevo para manejo das águas. Da tela do computador, todo o processo é direcionado para as máquinas através de sistemas GPS, tudo milimetricamente determinado e executado”, comenta Denis Lucas da Silva, Supervisor de Meio Ambiente do Grupo Ipiranga.

E para que este avanço não fique apenas nos limites dos canaviais das usinas, o grupo tem uma parceria com instituições de ensino universitário – FIB (Bauru), FATEC (Mococa), UNIVERSIDADE BRASIL (Descalvado) e UENG (Passos) – visando trocar experiências com os alunos. Por meio da criação do Dia da Conservação do Uso do Solo, a empresa recebe centenas de estudantes universitários de cursos de engenharia agrônoma e de engenharia ambiental para mostrar a importância das práticas ambientais e o uso da tecnologia, o que inclui temas como o manejo adequado da cana e o cuidado com o solo.

ARTIGOS RELACIONADOS

Como ter um canavial produtivo e com longevidade?

Autores Renato Passos Brandão Gerente do Deptº Agronômico do Grupo Vittia Raphael Bianco Roxo Rodrigues Gerente Técnico Regional O plantio é uma das...

Biorremediadores + aminoácidos – Receita para um solo saudável

Autores Jade Cristynne Franco Bezerra Engenheira florestal e mestranda em Agronomia/Produção Vegetal – Universidade Federal do Paraná (UFPR) jadefranco9@gmail.com Ana Carolina Lyra Brumat  ...

Na nutrição citrícola, qual a dose ideal?

Autores Arlindo D’ Salvo arlindoconsultor@gmail.com Danilo José Fanelli Luchiari danilo.luchiari@hotmail.com Engenheiros agrônomos danilo.luchiari@hotmail.com Os citros, como as demais frutíferas perenes, apresentam um ciclo fisiológico...

Solo bioativo: Agricultura sustentável

Nesta e nas próximas edições da Campo e Negócios Grãos, será abordada a importância do solo, base da produção agrícola. Até o presente momento, a produção agrícola está conseguindo atender as necessidades da humanidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!