23.6 C
Uberlândia
terça-feira, abril 16, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesValtra apresenta conceito de tecnologia universal

Valtra apresenta conceito de tecnologia universal

Marca traz piloto automático elétrico e software de linhas de trabalho, além de soluções exclusivas para colheita e manobra de cabeceira

Atenta ao apetite do produtor rural por inovação, a Valtra amplia sua oferta de produtos para agricultura de precisão e facilita sua adoção com opções que podem ser utilizadas por máquinas agrícolas de qualquer fabricante, até mesmo nas mais antigas. Dessa forma, amplia o acesso a um variado conjunto de tecnologias inteligentes que ajudam na eficiência operacional e que permitem aos agricultores focarem nas decisões importantes da lavoura.

Agricultura de precisão para todos

O Fuse Guide é um piloto automático elétrico universal que pode ser instalado em máquinas novas ou usadas ou até mesmo de outras marcas. Para que a tecnologia seja embarcada, é necessário trocar o volante comum pelo que compõe o kit. O novo equipamento passa então a ser controlado automaticamente por um motor elétrico de acordo com os dados inseridos no terminal, que por sua vez recebe informações do receptor de posição.

Créditos: Divulgação

O receptor (Smart 7) é compatível com diversos sinais de satélite e pode chegar a uma precisão de 2 centímetros. “O produtor rural terá um plantio mais eficiente com um melhor aproveitamento da área, evitando transpasses ou falhas nas linhas, possibilitando trabalhar em condições adversas, reduzindo o estresse operacional e garantindo maior eficiência no final da jornada. Assim, permite um estande de plantas homogêneo para que todas elas recebam a mesma quantidade de luz e nutrientes do solo”, diz Ravel Dagios, coordenador comercial de agricultura de precisão Fuse, marca de tecnologia da AGCO.

Por ser um equipamento universal, o Fuse Guide pode ser transferido de uma máquina para outra, independentemente da marca, tanto para as mais antigas que não tenham piloto automático, quanto para novos modelos que tenham saído de fábrica sem algum sistema de direcionamento. Para atender os mais diferentes modelos, o kit está disponível em três versões de telas (FUSE 5, FUSE 7 e FUSE 10). Dessa forma, todos os maquinários podem contar com o mesmo equipamento e diretrizes inseridas no terminal.

Já a Geo-Bird é uma plataforma digital para criação de linhas de orientação para os trabalhos no campo que utilizada em todos os tamanhos de lavouras, especialmente para terrenos planos, que permitam linhas retas e bem definidas. Depois de fazer um cadastro no site https://app.geo-bird.com/#geobird, o usuário pode desenhar ou importar áreas para o sistema, inserir o tamanho do implemento que irá trabalhar no talhão e a velocidade média da operação. Com esses dados, a plataforma gera opções de linhas de orientação, informando número de manobras, distância percorrida e o tempo dedicado para cada uma das alternativas.

“Quando o produtor está na operação das máquinas no campo, nem sempre fica fácil de visualizar o melhor trajeto a ser realizado. Com a plataforma, essas decisões ficam mais fáceis, pois ele saberá qual a forma mais otimizada para trabalhar”, afirma Dagios.  

Tecnologias exclusivas auxiliam na produtividade e no rendimento operacional

Para o manejo da colheita a Valtra, apresenta o FUSE PRO SENSE que, com o auxílio de uma série de sensores e dispositivos, gera dados precisos sobre a produtividade da lavoura. O equipamento pode ser instalado em diversas máquinas no campo, gerando resultados confiáveis sobre a colheita realizada. Para isso, o sistema conta com sensor óptico, que emite feixes de luz e realiza leituras consistentes até mesmo de culturas mais leves, como é o caso do sorgo.

Créditos: Divulgação

A solução faz a compensação automática de inclinação, conforme a colheitadeira se movimenta no campo. A largura de corte também passa a ser automatizada, com a possibilidade de configuração para até 16 seções, resultando em informações fidedignas ao que é colhido pela máquina. Para aperfeiçoar essa acuracidade, um copo calibrador faz a aferição do volume colhido.

“Com essa atualização, as colheitadeiras irão gerar mapas de produtividade com mais eficiência e precisão. A partir dessas informações, visualiza as partes do talhão estão produzindo mais e menos, a qualidade do produto colhido, a velocidade da máquina e os níveis de elevação da área. Assim, é possível ter um melhor planejamento das próximas safras atrelado ao uso mais racional de insumos, resultando em maior lucratividade”, explica Dagios.

O Smart Turn automatiza as manobras de cabeceira do trator, permitindo ao operador manter seu foco de atenção no trabalho, garantindo assim a qualidade. O sistema pode ser instalado em máquinas da Série S4 que já possuem piloto automático.

O equipamento trabalha seguindo as informações geradas pelos dispositivos de precisão embarcados no trator, economizando tempo e minimizando falhas durante o percurso. O raio de giro necessário é calibrado de acordo com o tipo de implemento utilizado. Ao fim de uma linha de plantio, a máquina programa o retorno em U, utilizando o máximo do raio de giro, pulando a linha subsequente e voltando na seguinte. “Nossa experiência de campo demonstra que o operador consegue fazer essas manobras perfeitamente no início da jornada de trabalho, no entanto, após algumas horas essa eficiência vai se perdendo. O mesmo não ocorre ao utilizar a ferramenta, que mantém a qualidade das manobras, independentemente de quantas forem necessárias”, finaliza.  

ARTIGOS RELACIONADOS

Nova tecnologia traz mais saúde para a nutrição de leitões

Patenteado globalmente, processo da Rio Pardo Proteína Vegetal unifica tratamentos térmicos e garante produto de mais qualidade

Atvos lança calculadora do etanol que faz parte da campanha “Etanol que renova”

Por meio de uma calculadora online desenvolvida pela Atvos, consumidores podem medir a quantidade de gases de efeito estufa que deixou de ser lançada na atmosfera...

Grupo Uby Agro no Show Tecnológico Copercampos

Na 28ª edição do evento, a holding levará soluções tecnológicas em nutrição foliar que abrangem adjuvantes e produtos para manejo de estresse, abióticos, bióticos e tratamento de sementes, visando impulsionar a produtividade das safras.

Tecnologias do PTI-BR apresentadas no Show rural 2023

Soluções tecnológicas desenvolvidas pelo Parque Tecnológico Itaipu Brasil podem apoiar na implementação de boas práticas ESG no Agronegócio atendendo as demandas globais de mercado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!