23.6 C
Uberlândia
terça-feira, abril 16, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosVantagens da melancia híbrida

Vantagens da melancia híbrida

Os híbridos tendem a exibir maior uniformidade e produtividade em termos de tamanho, forma e cor, o que facilita a colheita.

Jolinda Mércia de Sá
jolinda.sa@unesp.br

Sara Raissa Brito Bezerra
sararaissabezerra@gmail.com
Engenheiras agrônomas e doutorandas em Agronomia/Horticultura – UNESP

Antonio Ismael Inácio Cardoso
Professor titular do Departamento de Produção Vegetal – UNESP
antonio-ismael.cardoso@unesp.br 

Foto: Shutterstock

A melancia híbrida é o resultado do cruzamento parental entre duas linhagens diferentes, que são cuidadosamente selecionadas para combinar características agronômicas desejáveis, como uniformidade, resistência a doenças e pragas, resistência a fatores ambientais adversos e melhor qualidade dos frutos, contribuindo para um incremento na produtividade que pode chegar a 50%.

Diferenciais dos híbridos

Por ser uma espécie alógama (polinização cruzada), geralmente as cultivares OP’s apresentam desuniformidade genética, isto é, cada planta pode ter um ciclo um pouco diferente, formar frutos com diferenças em tamanho, formato, cor, dentre outras características.

No entanto, os híbridos tendem a exibir maior uniformidade e produtividade em termos de tamanho, forma e cor, devido a uma característica conhecida como heterose ou “vigor híbrido”, fenômeno em que a progênie resultante do cruzamento (híbrido) exibe características superiores em relação às duas linhagens parentais.

Essa uniformidade na aparência dos frutos da melancia facilita a operação de colheita, padroniza o processo de classificação, melhora a apresentação dos frutos e a comercialização e auxilia na gestão da produção, devido à melhor previsibilidade da produtividade e planejamento para atender as demandas do mercado. Isso é especialmente útil para produtores que fornecem grandes volumes para o comércio ou indústria de processamento.

É importante ressaltar que, embora a uniformidade dos frutos seja uma característica desejável, a qualidade geral da melancia também depende de fatores adicionais, como a colheita no ponto certo de maturação, transporte adequado e armazenamento correto antes do consumo.

Além das tradicionais melancias com sementes, também existem híbridos com frutos sem sementes, sendo que não existem cultivares OP’s sem sementes, apenas híbridos.

Resistência a viroses

Durante o processo de melhoramento, os pesquisadores buscam selecionar genes específicos de resistência a viroses (e outras doenças) presentes nas linhagens parentais para obter plantas mais resistentes, o que é uma vantagem significativa em comparação com algumas cultivares OP’s.

A presença desses genes confere às melancias híbridas que os possuem (não são todas que possuem) uma maior capacidade de evitar a infecção viral ou de limitar a disseminação do vírus dentro da planta.

Essa resposta de defesa fortalece o sistema imunológico da planta contra ataques futuros do mesmo vírus ou de vírus relacionados. A capacidade de tolerar a presença do vírus sem apresentar sintomas graves ou sem prejudicar significativamente o desenvolvimento da planta também é uma característica selecionada pelos melhoristas. Isso permite que a planta continue produzindo frutos com características comerciais mesmo na presença do vírus.

Embora as melancias híbridas possam apresentar maior resistência a viroses, isso não as torna completamente imunes a essas doenças. A resistência é uma característica complexa, e a proteção contra viroses também depende de práticas adequadas de manejo, como o controle de vetores, principalmente pulgões, e a eliminação de plantas doentes.

Custo de produção da melancia híbrida x variedades OP’s

As sementes dos híbridos são obtidas a partir de técnicas específicas de cruzamento, processo que exige tempo, recurso e habilidades técnicas, o que aumenta o custo de produção dessa semente e, consequentemente, o seu valor no mercado.

Devido ao custo elevado das sementes, para o estabelecimento de um campo de produção de melancia híbrida é recomendado o emprego de mudas produzidas em bandejas, que, apesar de ser um método mais caro, reduz o desperdício de sementes.

O emprego de apenas uma semente por célula é suficiente para garantir uma quantidade suficiente de mudas, devido à maior uniformidade e elevada taxa de germinação.

Por outro lado, as sementes das cultivares OP’s possuem valor relativamente inferior ao da semente híbrida, não justificando a necessidade de produção de mudas, optando-se, na maioria das vezes, pela semeadura direta.

Devido a isso, para a produção de melancia não híbrida, é necessário o emprego de mais de uma semente por cova para garantir um estande uniforme no campo e, consequentemente, gasto de maior quantidade de sementes.

O custo de produção da melancia híbrida, em relação às cultivares não híbridas, é maior principalmente pelo preço da semente. Para se ter uma ideia geral, uma semente de melancia híbrida pode custar, em média, de R$ 0,30 a R$ 0,50, dependendo da cultivar. Apesar do valor mais elevado, o retorno sobre o investimento é obtido pelo potencial aumento na produtividade e qualidade do produto colhido.

A exigência em tecnologias, como sistemas de irrigação mais precisos, estufas para produção de mudas ou controle ambiental em campo, são aspectos que podem aumentar o custo inicial da melancia híbrida em relação às cultivares não híbridas.

Para superar esse desafio, os produtores devem considerar os benefícios potenciais em termos de maior produtividade e qualidade dos frutos que as cultivares híbridas podem oferecer. Realizar uma análise econômica comparativa pode ajudar a avaliar o retorno sobre o investimento.

Retorno econômico

O impacto sobre a rentabilidade e ganhos de produção são devido ao maior número de frutos comerciais por área e, consequentemente, aumento do retorno financeiro por unidade de área cultivada.

As melancias híbridas, com alta qualidade e uniformidade, podem ser mais atraentes para mercados mais exigentes, aumentando a participação do produtor, inclusive no mercado internacional.

Além disso, melancias híbridas com características únicas, como cores diferenciadas ou formatos e tamanhos especiais, ou sem sementes, podem abrir caminho para mercados de nicho no exterior.

Não se engane

Deve-se destacar que alguns produtores podem pensar em tirar sementes dos frutos das melancias híbridas para o próximo plantio. No entanto, ao fazer isso, perdem-se as vantagens dos híbridos, principalmente uniformidade, vigor e produtividade. Por isso, esta é uma atividade que não deve ser feita nem recomendada.

ARTIGOS RELACIONADOS

Qualidade que se degusta

A Itaueira, empresa familiar com sede em Fortaleza (CE), é a produtora do famoso melão REI, o legítimo melão da redinha, conhecido tanto no...

Itaueira investe na Rastreabilidade dos produtos da marca Rei para garantir segurança e qualidade

Dentro das normas internacionais para exportação de alimentos e atendendo adequadamente a RDC 24 da ANVISA, a produtora brasileira de frutas utiliza o melhor...

Defensivos da DuPont têm registro ampliado

  A DuPont Proteção de Cultivos apresentou durante a Hortitec seu portfólio de defensivos agrícolas para o mercado de Hortifruticultura (HF). A companhia também anunciou...

Cross Link se orgulha por lançar seu novo fungicida Difcor 250 EC

Há mais de 10 anos a Cross Link participa da Hortitec, uma oportunidade que Rogerio Gabriel, diretor da empresa, vê como fundamental para encontrar...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!