23.3 C
São Paulo
quarta-feira, julho 6, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos 44º Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras termina com saldo positivo

44º Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras termina com saldo positivo

 

Fotos Adrielle Teodoro

Com o tema “Nosso café, melhorado desde o pé“, o 44º Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras foi realizado no Centro de Convenções do Hotel Dan Inn, em Franca (SP), de 23 a 26 de outubro.

O evento teve por objetivo principal promover e transferir novidades tecnológicas para o setor cafeeiro, por meio da apresentação de resultados de pesquisa e inovações da cafeicultura.

A região cafeeira da Mogiana, em São Paulo e áreas vizinhas no Sul e Triângulo Mineiro, constituem importantes polos cafeeiros, destacando-se pelo bom nível tecnológico nas lavouras e pela excelente qualidade dos cafés ali produzidos. A realização do Congresso nessa região faz, portanto, jus aos bons valores dessa cafeicultura.

Cerca de 100 trabalhos de pesquisa foram selecionados para apresentação durante a realização do Congresso, além de debates sobre a conjuntura cafeeira, lançamento de duas novas cultivares de café e, ainda, foram realizadas homenagens do mérito cafeeiro a personalidades da cafeicultura e ao colaborador da pesquisa cafeeira. No último dia de evento aconteceu um Dia de Campo, com demonstração de resultados de pesquisas na Fazenda Experimental da Fundação Procafé, em Franca.

 

Qualidade do começo ao fim

Fotos Adrielle Teodoro

José Braz Matiello, engenheiro agrônomo, pesquisador do MAPA/Procafé e coordenador do Congresso de Pesquisas Cafeeiras, conta que o fato de reunir em um espaço os melhores profissionais e técnicos do segmento é motivo de muito orgulho para os organizadores, o que tem proporcionado resultados positivos para o campo. “O que sai daqui é imediatamente aplicado no campo, e é bom ver a teoria ser transformada em prática de sucesso“, considera.

Como novidades ele destaca a consolidação das novas variedades de café, com mais resistência a pragas e doenças e melhor qualidade de bebida, e ainda a evolução dos defensivos químicos, que têm mostrado mais eficiência.

No total, mais de 400 trabalhou foram publicados, três seminários, e um público de 900 visitantes. No dia de campo foram demonstradas três estações com novas variedades, as podas e o esqueletamento, o espaçamento e o manejo do mato, soluções em produtos, finalizando com uma feijoada oferecida aos visitantes. “Ficamos muito satisfeitos, e sentimos que nosso esforço foi reconhecido pelo meio cafeeiro, que levou daqui grandes resultados“, avalia Matiello.

 

Visitante

 

A engenheira agrônoma Letícia Gonçalves Borges esteve presente no evento pela quinta vez, e conta que esta é uma oportunidade para encontrar colegas e profissionais do ramo, além de adquirir mais conhecimento e conhecer as inovações comerciais propostas pelas empresas. “Aqui sempre faço contato com meus parceiros de compra de insumos e assisto a todas as palestras, que têm muito embasamento científico, nos permitindo colocar em prática na fazenda“, elogia.

Essa matéria você encontra na edição de novembro de 2018 da Revista Campo & Negócios Grãos. Adquira o seu exemplar.

Inicio Revistas Grãos 44º Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras termina com saldo positivo