17.6 C
Uberlândia
terça-feira, maio 28, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesAção fiscalizou 20 mil mudas de laranjas irregulares

Ação fiscalizou 20 mil mudas de laranjas irregulares

Entre os dias 27 e 30 de novembro, o Governo de SP fiscalizou 475 mil mudas enxertadas e porta enxertos.

Dando sequência às ações do Governo do Estado de São Paulo para combater o Greening e outras doenças e pragas que ameaçam a citricultura, a Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA) atuou, entre os dias 27 e 30 de novembro, nas CDA’s Regionais de Limeira e Mogi-Mirim e retirou mais de 20 mil mudas cítricas irregulares de circulação. Nesta etapa, foram fiscalizadas 475 mil mudas enxertadas e porta enxertos.

Ainda, durante as ações de fiscalização, técnicos da Defesa Agropecuária coletaram amostras de folhas de mudas cítricas com suspeita de contaminação por Greening, e aguardam por resultado laboratorial.

“Iniciativas deste tipo têm como objetivo evitar a produção de mudas cítricas que não estejam em conformidade com as normas técnicas. Essas normas visam às boas práticas fitossanitárias nos viveiros, e garantem que a muda comercializada em São Paulo seja de qualidade, livre de pragas e doenças. As informações levantadas por meio do sistema eletrônico da SAA, juntamente com as denúncias recebidas, direcionaram a equipe para os locais das fiscalizações, resultando em impactos positivos para o setor citrícola”, comenta Valentim Scalon, engenheiro agrônomo e gerente do Programa Estadual de Sanidade dos Materiais de Propagação Vegetal (PESMPV).

A ação é um desdobramento das fiscalizações realizadas no município de Herculândia entre os dias 08 e 10 de novembro, onde foram retiradas 9 mil mudas irregulares de circulação e foram coletadas as informações que direcionaram as fiscalizações em Limeira e Mogi-Mirim.

Denúncia

Como parte dos esforços do Governo do Estado de São Paulo para conter o avanço da doença denominada Huanglongbing (HLB), conhecida como “greening dos citros”, a Defesa Agropecuária lançou um canal direto para que a população, especialmente os produtores rurais, denunciem pomares de citros abandonados ou mal manejados no Estado. A existência desse tipo de pomar, sem controle do psilídeo (Diaphorina citri), que é o vetor do greening, ou sem erradicação de plantas até oito anos contaminadas com a doença, é problemática para a citricultura, uma vez que atua como fonte de contaminação.

De acordo com a Portaria SDA/MAPA nº 317, de 21 de maio de 2021, e com a Resolução SAA nº 88, de 08 de dezembro de 2021, em todos os pomares com plantas de citros, é obrigatória a realização do controle eficiente do psilídeo, e nos pomares com até oito anos de idade, deve ser feita pelo produtor a eliminação de plantas sintomáticas. Além disso, todos os produtores comerciais de citros devem entregar semestralmente, relatórios contendo os resultados das inspeções trimestrais para Greening e cancro cítrico.

Para o Eng. Agr. Alexandre Paloschi, diretor do Departamento de Defesa Sanitária e Inspeção Vegetal (DDSIV) da CDA, essa interação com a sociedade é importante para direcionar as ações da Defesa Agropecuária. “Os produtores devem ter consciência que todas as ações da CDA são voltadas para defender a sustentabilidade sanitária da citricultura paulista”.

Para ter acesso ao canal direto, acesse.

Greening O Greening é causado pela bactéria Candidatus Liberibacter spp., e disseminado pelo psilídeo (Diaphorina citri). A doença acomete todas as plantas cítricas, e não tem cura: uma vez contaminada, não é possível eliminar a bactéria da planta, que fica agindo como fonte de inoculo para contaminação de outras plantas. O Greening é hoje a doença que mais ameaça a citricultura no mundo.

ARTIGOS RELACIONADOS

Fiscalização de frutas e verduras

A Associação Brasileira das Empresas e Entidades de Classificação de Produtos Vegetais e Laboratórios ...

Pinta-preta: como agir quando ela ataca a batata?

Para agir quando ela ataca a batata, é necessário seguir um programa eficiente de controle, que envolve o uso de fungicidas protetores e específicos desde o início do desenvolvimento da cultura até a colheita

Como organização financeira pode reduzir carga tributária rural

Quarta edição do Aegro Conecta abordará gestão das finanças da fazenda para o imposto de renda e o livro caixa digital sem sufoco.

Classificadores de grãos podem auxiliar no processo de fiscalização

Produtores de grãos estão sempre atentos ao processo de fiscalização e classificadores podem ajudar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!